sábado , 25 de janeiro de 2020
Home / Destaques / Laíre Rosado: Moro e Dallagnol

Laíre Rosado: Moro e Dallagnol

O brasileiro está perplexo, atordoado mesmo, com o que acontece na área político-judicial no momento atual. O ministro Sérgio Moro e o procurador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dalagnol são os dois personagens principais dos acontecimentos.

Fica difícil fazer um julgamento isento, pois quase sempre ele termina invadido pelo emocional de cada um. É possível descumprir a Constituição para se chegar a um objetivo, por mais moralizador que seja?

O governador de São Paulo, João Dória, por exemplo, acha que sim. E defende ardorosamente Moro e Dallagnol. Considera que o benefício resultante no combate à corrupção justifica plenamente os métodos utilizados pelos dois.

Mesmo sem alcançar a intensidade da repercussão da Operação Mãos Limpas na Itália, a Operação Lava Jato vem sendo repercutida na imprensa internacional.
A BBC de Londres entrevistou 7 ex-ministros de Justiça no Brasil sobre a atuação de Moro e Dallagnol, sobretudo no caso dos hackers. Todos eles, sem exceção, classificam as atitudes dos dois como sendo: ”Ilegal”, “Irregular”, “abusivo”, “absurdo”, “Indecente” e outros adjetivos semelhantes.

Para grande parte dos brasileiros, Moro e Dallagnol estão totalmente afastados da linha do “Direito”. Outros, entretanto, julgam que eles merecem merecem o reconhecimento do povo brasileiro, sendo totalmente inaceitáveis em relação ao comportamento dos dois.