quarta-feira , 24 de julho de 2019
Home / Destaques / Homicídios dolosos têm queda em janeiro de 2019, aponta OBVIO RN
WhatsApp Image 2019-01-27 at 12.39.16

Homicídios dolosos têm queda em janeiro de 2019, aponta OBVIO RN

O OBVIO (Observatório da Violência do RN), Instituto Marcos Dionísio Medeiros Caldas, também atuando como Grupo de Pesquisa (CNPq) da UFERSA, em colaboração com a COINE (Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal) da SESED (Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social) do RN, divulga mais uma atualização dos homicídios de 2019.

WhatsApp Image 2019-01-28 at 08.29.40
WhatsApp Image 2019-01-28 at 08.29.38

 

A novidade da cooperação técnica, leva a um novo patamar o uso de dados e de informações criminais no que tange à analise de dados e ao uso destes na produção de conhecimento, na formulação de políticas de inteligência policial e de segurança e no planejamento das ações. Neste sentido, conforme já apontado aqui por mim em outro momento e como medida eficaz, temos a integração da inteligência criminal (não apenas no uso de estatísticas, como se pensa vulgarmente) e na consecução das ações.

Alem disso, temos a presença do gestor da SESED, Cel. PM Araújo junto às ações e também, concomitantemente, junto aos seus demais colaboradores e pró-gestores, incentivando e motivando o trabalho coletivo e integrado das polícias e das demais agências da segurança pública do RN. A equação operacionalidade, informação, inteligência e planejamento produzem resultados possíveis mesmo com efetivo ainda baixo e com poucos recursos financeiros.

WhatsApp Image 2019-01-27 at 12.39.16

Ação Integrada da SESED em Natal/RN.

WhatsApp Image 2019-01-27 at 12.42.26Governadora Fatima Bezerra, Cel. Araújo, Secretário da SESED e equipe da SESED.

WhatsApp Image 2019-01-27 at 12.45.03

Cel. Araújo em visita à uma ação da Polícia em Natal/RN.

Natal apresentou e 19 a 25 de janeiro deste ano, por exemplo, a marca de zero ocorrência de homicídios dolosos, que há sete anos não ocorria. Ao mesmo tempo, tendo a referência à queda que a Região Metropolitana de Natal vinha tendo em 2018 (ao longo de todo o ano), o mês de janeiro de 2019, até o domingo apresentou  diminuição de já 3% em relação ao anterior.

Importante relatar também que, em 2015, com a adoção de práticas similares e com atividade da Câmara Técnica de CVLIS da SESED em funcionamento efetivo (e não apenas ficcional ou caricatural), houve também redução e, este escriba, juntamente com Ivenio Hermes, atual coordenador da COINE, alertamos que as quedas seriam temporárias se: a) as medidas não se mantivessem; b) se não houvesse uma institucionalização do processo de produção de inteligência e conhecimento para gerar ações estratégicas; e c) se as medidas estruturantes necessárias não fossem tomadas. Nas áreas em 2015 onde foram adotadas as medidas, a redução foi verificada prontamente. Nas demais não.

Numa era de criminalidade de massas e com os desafios que se avolumam, necessário se manter o foco na produção e gestão dos recursos humanos e da gestão do conhecimento criminal, aliado a um planejamento voltado para a prevenção criminal, de forma absolutamente profissional, técnica e juridicamente (garantindo os Direitos Civis e Constitucionais do Cidadão, em delito ou não) legais.

 

Thadeu de Sousa Brandão
Sociólogo, Mestre e Doutor em Ciências Sociais
Professor Adjunto IV do Departamento de Ciências Humanas do Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Humanas da UFERSA
Docente Permanente do Mestrado Acadêmico em Cognição, Tecnologias e Instituições (PPGCTI/UFERSA)
Coordenador Acadêmico do Observatório da Violência – OBVIO/RN
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4736200P7