quarta-feira , 25 de abril de 2018
Home / Destaques / Helicóptero usado na morte de Gegê e Paca não pertencia à empresa de Mossoró
Helicóptero

Helicóptero usado na morte de Gegê e Paca não pertencia à empresa de Mossoró

As primeiras notícias foram desencontradas, chegando-se a afirmar que a empresa responsável pelo helicóptero utilizado por Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Sousa, o Paca, executados na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), no último dia 15 de fevereiro, estava registrado em Mossoró/RN.

A aeronave estava registrada em São Paulo, sendo requisitada pela polícia cearense para utilização no combate ao crime. É uma aeronave nova, pouco voada, da mesma família das aeronaves da Ciopaer, numa classe intermediária entre o Esquilo, que é mais simples, e a mais complexa, com GPS. É uma aeronave preparada para voos de longa distância e tudo indica que ela viajou para o exterior, por países da américa. Moderna, nova e pouco voada, diz o relatório.

Segundo André Costa, secretário de Segurança do Ceará, o helicóptero foi adquirido pelo tráfico de drogas movimentado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC), saiu do hangar no Porto das Dunas e foi até Aquiraz, local do crime, onde cinco pessoas foram deixadas. Retornou ao hangar, onde abasteceu e foi até um heliponto desativado na avenida Dioguinho, na Praia do Futuro

Ainda não está explicado o motivo do pouso dessa aeronave em solo mossoroense. O piloto encontra-se foragido, havendo indícios de sua participação no crime.