segunda-feira , 23 de outubro de 2017
Home / Destaques / Governo anuncia perfuração de 60 poços em seis municípios do RN
Poços serão distribuídos nos municípios Bodó, Tenente Laurentino, Florânia, Santana dos Matos, Lagoa Nova, São Vicente.
Poços serão distribuídos nos municípios Bodó, Tenente Laurentino, Florânia, Santana dos Matos, Lagoa Nova, São Vicente.

Governo anuncia perfuração de 60 poços em seis municípios do RN

O Secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Ivan Júnior, anunciou durante audiência pública realizada na quarta-feira, 20, a perfuração de 60 poços para o abastecimento da Serra de Santana. O comunicado foi feito durante discussão sobre a situação das comunidades rurais abastecidas pela adutora do município e contou com a presença de representante da Companhia de Águas e Esgoto do RN (Caern).

A reunião, que aconteceu na Casa Paroquial da cidade, faz parte uma série de encontros que o Governo vem articulando com o Fórum das Associações do município para regularizar a situação hídrica na Serra.

Os 60 poços serão distribuídos nos municípios de Bodó, Tenente Laurentino, Florânia, Santana dos Matos, Lagoa Nova, São Vicente. O Secretário ressalta que os poços serão de uso coletivo e que a escolha dos locais onde serão instalados será feita pela própria população. O investimento de mais R$ 700 mil será executado com recursos do tesouro estadual.

“Cada cidade vai ser beneficiada com 10 poços tubulares. Nossa intenção é amenizar as dificuldades que os agricultores enfrentam com a irregularidade do abastecimento”, ressaltou o Secretário.

Na oportunidade, a Caern apresentou o Plano original de Abastecimento da adutora Serra de Santana e a atual situação do sistema. Também foram discutidas diversas ações necessárias para otimizar a distribuição de água, como um trabalho de educação ambiental sobre uso racional, conserto de tubulação, reservatórios e hidrômetros, fiscalização de ligações irregulares e revisão da tarifa cobrada.

A companhia também está elaborando um diagnóstico contendo uma avaliação dos sistemas de distribuição que atendem as comunidades, levando em consideração todas as ramificações que foram desenvolvidas, sem projetos, para ampliar o abastecimento na zona rural.

Prefeitos, Igreja Católica, Seapac, Consórcio Intermunicipal de Saneamento da Serra de Santana (Conisa), Câmara de Vereadores, Conselhos, Associações e fóruns da Serra de Santana também participaram da reunião. Uma nova reunião ficou agendada para o dia 20 de outubro.