quarta-feira , 20 de setembro de 2017
Home / Opinião / Giro pelo Estado / A pior bancada federal da história do RN

A pior bancada federal da história do RN

Vai piorar
Se já estava ruim, imagine com a notícia que segue. A Petrobras anunciou uma revisão de seu Plano de Negócios e Gestão (PNG) para o período 2015-2019, reduzindo em 24,5% os investimentos inicialmente projetados, de US$ 130,3 bilhões para US$ 98,4 bilhões.

Motivo
O ajuste é decorrente da otimização do portfólio de projetos, com uma redução de US$ 21,2 bilhões, e do efeito cambial. Péssima notícia para o Rio Grande do Norte, mais especificamente para a região de Mossoró que deverá sofrer ainda mais o impacto do enfraquecimento da estatal.

Bancada
Em resposta a apatia da classe política com os problemas que atinge o Rio Grande do Norte, o coordenador geral do Sindipetro, José Araújo define nossa bancada federal como a pior de toda a história. Bom mesmo seria eu ele não tivesse razão em sua análise. Nossa atual bancada é de fazer vergonha.

Reclamação
O prefeito de Almino Afonso, Lawrence Amorim, amanheceu o dia reclamando dos governos, estadual e federal. Segundo Lawrence, o Governo do Estado começou a atrasar os repasses do ICMS. O atraso sentido na semana passada se estendeu a esta semana. Um problema a mais para os municípios contornarem.

Transição
E por falar em Almino Afonso, o prefeito Lawrence Amorim prepara para concluir seu segundo mandato. Na linha de sucessão, o candidato governista deverá ser o médico, e ex-prefeito do município, Bernardo César. Nos bastidores fala-se na articulação de outros nomes, mas Bernardo afirma que o candidato será ele.

Vizinho
Em Lucrécia a situação é a mesma. Por lá, Walter Araújo, o Waltinho, encaminha seu último ano como prefeito da cidade oestana. Como forma de manter a chama política da família “Araújo” perpetuada há décadas, Waltinho poderá ser substituído por um filho do ex-prefeito e ex-secretário de Estado, Wagner Araújo.

Postura
“Vai ser a campanha do voto contra o poder”. A frase, forte, parte da ex-prefeita de Alexandria, Jânia Fernandes depois do furacão que resultou na cassação do prefeito Nei Rossato e posse do presidente da Câmara Raimundinho Ferreira. Alexandria deverá ter uma campanha disputada por duas mulheres.

União histórica
Em meio ao novo cenário que se desenha, a ex-vice prefeita Jânia Fernandes, tem tudo para encabeçar uma composição histórica com a presença do seu pai Jandui Fernandes, e dos ex-prefeitos Nei Rossato e Alberto Patrício. Palanque com três ex-prefeitos para enfrentar o novo cenário político que se forma.