quarta-feira , 20 de junho de 2018
Home / Destaques / Futebol não fica imune à corrupção que chegou ao estadual do RN
Marcos Ferrari, treinador é procurado pela polícia no RN. (Foto: agorarn.com.br).
Marcos Ferrari, treinador é procurado pela polícia no RN. (Foto: agorarn.com.br).

Futebol não fica imune à corrupção que chegou ao estadual do RN

Nem mesmo o modesto Campeonato Potiguar ficou imune a ação dos bandidos adeptos a corrupção. Comandado, a nível local, pelo ex-treinador do Palmeia de Goianinha-RN, Marcos Ferrari, uma quadrilha de ramificação internacional aliciava jogadores para manipular alguns resultados e, a cerca de dez meses, a polícia investiga a ação criminosa.

De maneira mais específica, o jogo alvo da investigação é aquele no qual o Palmeira acabou goleado, 5 a 0, pelo Globo de Ceará-Mirim. O treinador já não estava mais no comando, pois havia sido demitido após a derrota de 7 a 0 para o América-RN. O crime acontecia também em outras partes do Brasil, tendo como países de origem a China, Malásia e Indonésia.

Antes que alguma suspeita recaia sobre o clube, seus dirigentes já se adiantaram garantindo que não haver nenhum envolvimento com as ações praticadas pelo ex-treinador Marcos Ferrari. A prisão do acusado já foi decretada e é possível que sua condenação inicial, como pretende o Ministério Público, chegue aos 10 anos.