terça-feira , 21 de agosto de 2018
Home / Opinião / FMC cria São João em Mossoró 1987 – Wilson Bezerra de Moura

FMC cria São João em Mossoró 1987 – Wilson Bezerra de Moura

Lembro-me perfeitamente que por algum tempo, em data passada, Mossoró foi considerada a cidade Capital Cultural, isso pelo fato de existir instituições culturais e movimentação teatral de grupos, por certo na época em que o mestre Vingt-un Rosado cuidadosamente criava e mantinha instituições congregando intelectuais da terra e de outras, interessados em promovê-las.

As instituições culturais, uma delas o Instituto Cultural do Oeste Potiguar – ICOP, que foi pioneira no solo mossoroense, acolhendo a opinião brilhante de seus idealizadores e fundadores, o próprio Vingt-un, professora América Rosado, José Leite, João Batista Cascudo Rodrigues, entre estes Lauro da Escóssia, que durante décadas em seu Jornal O Mossoroense estimulava a cultura na cidade, a começar pela Arcádia Cultural, isto pela década 20, contribuiu Lauro com mais uma entidade que, decerto, Mossoró no futuro viria a se consolidar como espaço artístico e cultural.
Como certo surgiram outras etapas culturais na cidade. Uma destas, se assim podemos chamar, foi o Projeto São João em Mossoró, que teve o aval da Fundação Municipal de Cultura (FMC), nos idos de 1999, estabelecendo um programa sobre Concurso de Forró, Concurso para Sanfoneiro, entre outras animações festivas, comemorações sobre a invasão do bando de Lampião, em 13 de junho de 1927, que se tornara uma movimentação cultural, estava o São João.
Uma herança cultural passou a existir após a extinção da Estrada de Ferro Mossoró, porque em suas instalações passou a existir a Estação das Artes Elizeu Ventania (nome de um poeta e repentista da região), que atualmente abriga, na maioria dos casos, movimentação cultural de destacados aspectos. Aliás, o festejo do São João mossoroense ali recebe os aplausos do público local e de visitantes turistas que a ela comparecem.
O Museu do Petróleo, instalado na Estação das Artes, retrata um aspecto não só histórico de sua implantação em Mossoró, como ornamenta com sua beleza as comemorações que são evidenciadas por ocasião dos festejos que acontecem na Estação sob os olhares de turistas que nesse período visitam Mossoró.