sexta-feira , 6 de dezembro de 2019
Home / Destaques / Finalmente Brasil tem seleção feminina de futebol de areia
Além das 10 atletas, há uma comissão técnica de quatro membros, liderados por Fabrício Santos / CBSB
Além das 10 atletas, há uma comissão técnica de quatro membros, liderados por Fabrício Santos / CBSB

Finalmente Brasil tem seleção feminina de futebol de areia

Nesta sexta-feira (11), pela primeira vez na história, uma equipe de mulheres atletas do futebol de areia vai representar o Brasil. A modalidade tem seleção masculina desde 1998, mas só 21 anos depois as mulheres tiveram tal reconhecimento – atraso que levou brasileiras a se naturalizarem com outras nacionalidades para se profissionalizarem.

A primeira Seleção feminina de Futebol de Praia do Brasil tem 10 convocadas, quase todas atuando em equipes do Sudeste, sendo Nayara a única nordestina, que joga pela União Desportiva Alagoana (UDA). A capitã do time é Jasna Nagel, defensora que atua nas areias pelo Flamengo, mas já jogou pela Seleção Brasileira de futebol de campo, estando inclusive a Copa do Mundo 2011. Além das 10 atletas, uma comissão técnica de quatro membros, liderados por Fabrício Santos, e que tiveram apenas 3 dias para treinar.

O primeiro desafio delas é nos Jogos Mundiais de Praia, realizado no Catar a partir desta sexta-feira (11). O Brasil está no Grupo A e enfrenta Cabo Verde (ao meio-dia desta sexta, 11), México (às 9h do domingo, 13) e Espanha (meio-dia da segunda, 14). Se ficar entre os dois primeiros, faz semifinal contra equipes do Grupo B (que tem Grã-Bretanha, Rússia, Paraguai e Estados Unidos). Semifinais e finais ocorrem nos dias 15 e 16.

Seleção Masculina

Na modalidade, a Seleção Brasileira de homens já tem 14 taças e é a maior vencedora do planeta. No novo formato de Copa do Mundo, que ocorre a cada dois anos (mas já foi anual), o Brasil é penta, sendo o título mais recente o de 2017. Um dos destaques da atual seleção é o pernambucano Filipe (que atua pelo Sampaio Corrêa-MA).

Nos Jogos Mundiais de Praia a equipe masculina está no Grupo A. O Brasil estreia às 16h30 (desta sexta, 11) contra o Marrocos, depois encara Emirados Árabes (às 10h30 do domingo, 13) e Suíça (às 15h da segunda, 14). Os líderes dos quatro grupos passam às semifinais.

Clubes

O Brasileirão feminino de clubes teve sua primeira edição em 2012, com o Sport (PE) campeão. Mas torneio não teve continuidade. Nos últimos anos, destaque para o Campeonato Brasileiro de Clubes, que teve etapas regionais. No Nordeste, disputaram em João Pessoa o Jaguar-PE, União Desportiva-AL, União Esporte-SE, Auto Esporte-PB, além das tradicionais camisas do Campinense-PB, Treze-PB, América-RN e Sampaio Corrêa-MA.

Entre os homens houve apenas 3 edições do Brasileirão de Clubes de Futebol de Areia (2012, 2017 e 2019), tendo o Sampaio Corrêa-MA como principal destaque nordestino. Em 2019 o Náutico competiu e foi 5º entre 8 equipes.

Já na Copa Brasil, novamente destaque para o Sampaio (bi-campeão em 2016 e 2018). O Vitória-BA foi vice em 2018. De Pernambuco, o Sport já foi vice-campeão do torneio (em 2013 e 2014), além de 6º lugar (em 2016); já o Santa Cruz foi 8º (em 2011).

Desde o início, no Brasil, a Confederação Brasileira (CBSB) optou por promover torneios de seleções estaduais. Foram 15 edições de 1997 a 2012, tendo São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro nas primeiras posições, seguido de sete nordestinos fechando o Top10: Pernambuco, Maranhão, Bahia, Alagoas, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Edição: Monyse Ravenna

Brasil de Fato