sexta-feira , 6 de dezembro de 2019
Home / Destaques / Exaltação à cultura marca sessão solene na Câmara dos Deputados em homenagem ao Mossoró Cidade Junina
foto-sessão-solene-678x381

Exaltação à cultura marca sessão solene na Câmara dos Deputados em homenagem ao Mossoró Cidade Junina

Uma ode à cultura popular representada pela tradição nordestina dos festejos juninos. A sessão solene realizada hoje, 28, na Câmara dos Deputados, em Brasília, homenageou o Mossoró Cidade Junina. A proposição foi do deputado federal Beto Rosado, em reverência a um dos maiores eventos do país em comemoração ao São João.

A sessão iniciou com o hino nacional, entoado primeiro pela sanfona do cantor e compositor Giannini Alencar. Logo após a abertura dos trabalhos, o discurso do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, com ausência justificada e palavras lidas pelo deputado Beto. “A festa de Mossoró diferencia-se pela magnitude e repercussão”, citou, destacando a história do evento que começou há 23 anos com os arraiás de bairro, posteriormente sendo reunidos na antiga Estação Ferroviária, a hoje Estação das Artes Elizeu Ventania.

Um vídeo produzido pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Mossoró apresentou todo o histórico de criação do Mossoró Cidade Junina, contando sobre a idealização pela prefeita Rosalba Ciarlini, autoridades à época que contribuíram para o desenvolvimento da festa, a exemplo do então presidente da Fundação Municipal de Cultura, Gonzaga Chimbinho, e da professora e produtora cultural, Isaura Amélia. O vídeo institucional mostrou também as novidades para 2020, como a homenagem aos nove estados nordestinos.

Logo após, foi apresentada uma esquete teatral que destacou o Chuva de Bala no País de Mossoró, apresentada pelos artistas mossoroenses Francisco Adriano, Jeyzon Leonardo e Damásio Costa, os dois últimos representando, respectivamente, Lampião e prefeito Rodolfo Fernandes. Enquanto isso, o artista plástico Marcelo Amarelo pintou uma tela em homenagem à sessão. A apresentação contou ainda com a quadrilha Lume da Fogueira, que fez uma exibição das coreografias de uma mais importantes manifestações culturais do Nordeste.

“Todo mossoroense carrega em seu DNA a herança do pioneirismo e da valorização cultural”, enfatizou em seu discurso o deputado Beto Rosado, autor da indicação da sessão. O parlamentar ainda agradeceu a todos os artistas presentes e enalteceu as autoridades políticas responsáveis pela criação do evento. “À prefeita Rosalba Ciarlini que há 23 anos idealizou o Mossoró Cidade Junina, ao saudoso Gonzaga Chimbinho, Isaura Rosado, uma das principais incentivadoras da cultura popular, dentre outros. A cultura é a identidade do povo”, complementou o deputado.

Em sua fala, a prefeita Rosalba mencionou não só o Mossoró Cidade Junina, mas os diversos feitos históricos mossoroenses, reconhecidos em todo o país. “Mossoró não é apenas a cidade onde a mulher votou pela primeira vez na América Latina. Não é apenas a cidade onde fomos pioneiros na libertação dos escravos. Não é apenas a cidade que resistiu a Lampião. Não é apenas a maior produtora de sal, concentrando 97% da produção. Mossoró é, sobretudo, a força do seu povo, da sua gente”, declarou a prefeita, responsável pela criação do evento, em 1996.

A senadora Zenaide Maia complementou as falas de exaltação à cultura. “Sem reconhecer a cultura, esse povo não sabe de onde veio e nem onde quer chegar. É isso que enche o povo potiguar de orgulho. Mossoró está de parabéns porque aqui estamos mostrando ao país o que é preservar a cultura de um povo”, disse.

O evento contou ainda com a presença dos deputados Benes Leocádio, Natália Bonavides, vice-prefeita de Mossoró, Nayara Gadelha, além dos vereadores Izabel Montenegro, Alex Moacir, Emílio Ferreira e Zé Peixeiro. A sessão também registrou a presença de prefeitos de municípios do Estado.

 

Portal Prefeitura