domingo , 22 de setembro de 2019
Home / Cotidiano / Escolas estaduais vêm implantando novo Acordo Ortográfico há anos
Escolas só compram livros revisados de acordo com novas regras da Língua Portuguesa
Escolas só compram livros revisados de acordo com novas regras da Língua Portuguesa

Escolas estaduais vêm implantando novo Acordo Ortográfico há anos

Após ser prorrogado por três anos pelo Governo Federal do Brasil, o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa entrou em vigência no dia 1º de janeiro deste ano. As novas regras como a extinção do trema e as alterações no uso do hífen passam a ser obrigatórias desde a última sexta-feira, 01, mas, de acordo com a técnica pedagógica da 12ª Diretoria Regional de Educação Cultura e Esportes (Dired), Judivânia Fernandes, as escolas estaduais do RN já vêm se preparando para o acordo há anos.

“Os livros didáticos comprados pelas escolas, assim como muitos títulos já a venda pelas editoras para o público em geral, já têm vindo revisados conforme o Acordo Ortográfico. Muitas escolas também já vinham trabalhando as aulas conforme as novas normas ortográficas, mas não há nenhuma determinação da Secretaria de Educação sobre isso”, informa Judivânia Fernandes.

Questionada se a 12ª Dired realizará alguma capacitação ou reunião com os professores das escolas estaduais, a técnica pedagógica conta que, nos dias 03,04 e 05 de fevereiro será realizada a jornada pedagógica em preparação ao novo ano letivo, mas não há nada programado em relação a como o Acordo Ortográfico será abordado nas salas de aula. Os alunos devem voltar às escolas estaduais a partir do dia 15 de fevereiro.

O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa foi assinado entre oito Estados-Membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) no ano de 1990. As novas regras só foram ratificadas pelo Brasil no ano de 2008 e começaram a ser implementadas de forma não obrigatória em 2009, com previsão de obrigatoriedade a partir de 1° de janeiro de 2013.

Além do Brasil, Portugal e Cabo Verde já aplicam as novas normas da Língua Portuguesa. Já Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste ainda aderiram oficialmente ao Acordo Ortográfico.