terça-feira , 19 de setembro de 2017
Home / Universo / Dicas Gramaticais / Dicas Gramaticais

Dicas Gramaticais

Curiosidades

Presidente x presidenta
Se quisesse seguir a lei com um rigor, digamos, ortodoxo para seus hábitos, o brasileiro teria de oficialmente referir-se a Dilma Rousseff como “presidenta”. Sim, a lei federal 2.749, de 1956, do senador Mozart Lago (1889-1974), determina o uso oficial da forma feminina para designar cargos públicos ocupados por mulheres. Era letra morta. Até o país escolher sua primeira mulher à Presidência da República.
Criada num pós-guerra em que os países incorporaram direitos em resposta a movimentos sociais, a lei condiciona o uso flexionado ao que for admitido pela gramática. O que daria vez à forma “presidente”. O problema é que não há consenso linguístico que justifique opção contrária à lei. Em novembro de 2011, muitos professores, gramáticos e dicionaristas disseram que tanto “a presidente” como “presidenta” são legítimas. Mas número equivalente tomou “presidenta” como neologismo avesso ao sistema da língua. Em comunicado, a equipe do Lexikon, que atualiza o dicionário Aulete, avalia que os substantivos e adjetivos de dois gêneros terminados em -ente não apresentam flexão de gênero terminado em -a. Por isso, não dizemos “gerenta”, “pacienta”, “clienta” etc. Caso fosse “presidenta”, por coerência, diríamos “a presidenta está contenta” e “o presidente está contento”, exemplifica o grupo.

Curiosidades II

Continuação…
Professor e presidente da Vestcon, Ernani Pimentel diz que “presidenta” pertence às palavras “andróginas, hermafroditas ou bissexuadas”, como “pianista”, “jovem”, “colega”, comuns de dois gêneros. Terminadas em -nte (amante, constante, docente, poluente, ouvinte…), não usam o / a para indicar gênero. O fator linguístico a limitar essa “androginia”, tornando a palavra só masculina ou feminina, é o artigo ( o amante, a amante); o substantivo (líquido ou água poluente); o pronome a ela ligado (nosso ou nossa contribuinte). Ao oficializar “presidenta”, diz Pimentel, arrisca-se a “despender energia”, criando “amanta”, “constanta”, “docenta”, “poluenta”, “ouvinta”…
Segundo opinião da professora Elis, há conotação dupla em “presidenta”: o vocábulo serviria tanto à valorização (no sentido de “forte”, “feminina”) quanto ao sentido caricato (“mandona”, “implacável”). – Algumas vezes, o feminino ganha ar pejorativo. Por isso “chefa” nunca pegou, embora o dicionário registre! Usar “presidente” não é desmerecer a mulher, é usar forma comum de dois gêneros. “Presidenta” pode valorizar a mulher, mas também pode transferir a ela uma certa visão de “mulher durona”. (texto extraído da revista Língua Portuguesa)

Rapidinhas

Gramaticando

Mais OU mas?

Essas duas palavras tão parecidas têm significados diferentes e, portanto, devem ser empregadas em situações diferentes. Vamos às diferenças.

A palavra MAS deve ser usada em situações que indicam oposição, sentido contrário, como em “Ele estudou muito, MAS não passou no vestibular”.
Perceba que nesse caso a palavra MAS pode ser substituída pelas palavras PORÉM, TODAVIA, CONTUDO…

Já a palavra MAIS (com i) é usada, principalmente, para indicar o aumento da quantidade ou de intensidade.
Ex.: “Ela é a menina mais bonita da sala”.
Note que a palavra MAIS nesse caso é o contrário de menos.

Temos ainda a forma MÁS (com acento agudo), que é o feminino de BOAS e plural de MÁ:
Ex.: “Eram pessoas muito MÁS”.

Tem OU têm?

Nós devemos usar a forma verbal TEM sem acento circunflexo quando ela se referir à terceira pessoa do singular. Ex.: “Maria TEM 20 anos”.
A forma verbal TEM não leva acento, pois se refere à terceira pessoa do singular.

Mas se a frase for: Maria e Carlos TÊM 20 anos; aí se trata de terceira pessoa do plural e o TEM leva acento circunflexo. Ex.: “Ele tem, mas eles têm”. Mas cuidado com os verbos derivados do verbo TER como MANTER, RETER, CONTER…
Além de apresentar o acento circunflexo na terceira pessoa do plural, eles ganham um acento agudo na terceira pessoa do singular:
Ex.: Ele mantém/ eles mantêm; Ele retém/ eles retêm; Ele contém/ eles contêm.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *