sexta-feira , 23 de fevereiro de 2018
Home / Destaques / Deputado George Soares critica mensagem anual do executivo governador Robinson Faria
Foto ALRN
Foto ALRN

Deputado George Soares critica mensagem anual do executivo governador Robinson Faria

O deputado George Soares (PR) criticou, durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa, ontem, quarta-feira (7), a mensagem anual do Executivo Estadual do governador Robinson Faria, na sessão solene de abertura dos trabalhos legislativos.

“O que deseja o governador com essas linhas? questionou o deputado. Que achemos que foi gozação com o parlamento? Gozação com o povo? Erro do redator? Preferia que ninguém tivesse ouvido os devaneios e poderíamos ter sido poupados das infelizes palavras”, desabafou George Soares.

Sobre projetos de interesse do Governo que foram encaminhados a Assembleia Legislativa George ressaltou que, diferente do que foi dito pelo governador, nenhum deles chegou à Casa em 2015. “Em 2015 o Governo encaminhou apenas o projeto da Previdência complementar dos servidores e depois pediu para retirar”, portanto não cumpriu com a verdade.

George Soares questionou o sentido de frase do governador dizendo que “existe um Rio Grande do Norte que não conhece o Rio Grande do Norte”, além de ter comentado sobre a falta de segurança pública no Estado.

“A segurança foi o tema de campanha do governador. Ele sempre disse que essa seria sua prioridade, mas vivemos em um caos não só na capital, como no interior do Estado”. Em relação à saúde pública, o deputado George questionou os dados informados pelo governador: “É muito dinheiro para pouco resultado. Pergunto as mais diversas regiões, o atual governo priorizou essa pasta? como estão os hospitais regionais? Em Assu, faltam médicos, insumos e não se faz mais cirurgias, nem nasce ninguém por lá”, acrescentou.

O deputado George Soares foi aparteado pela maioria dos deputados em apoio ao seu pronunciamento. Para o deputado Raimundo Fernandes (PSDB) a mensagem foi desastrosa, sem conexão.o do Ipern.

As deputadas Larissa Rosado (PSB) e Marcia Maia (PSDB) esperavam uma mensagem focada no planejamento para 2018, e não prestação de contas. “O governador fala de herança maldita dos demais governos, mas não reconhece os programas que foram deixados e que ele mudou de nome, como o RN Sustentável, planejado e criado na gestão da ex-governadora, Rosalba Ciarlini, e que ele mudou de nome para RN Cidadão”, disse Larissa, referindo-se ao projeto financiado com recursos do Bando Mundial.