segunda-feira , 23 de setembro de 2019
Home / Destaques / Cresce atendimento hospitalar por lesão por arma de fogo
arma de fogo

Cresce atendimento hospitalar por lesão por arma de fogo

 

O Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel atendeu, entre 1º janeiro até o último dia 18 de junho, um total de 333 pessoas feridas por armas de fogo, o que representa um atendimento a cada 12 horas.

As informações constam de levantamento preliminar de dados fornecidos pelo setor de estatísticas do Walfredo  Gurgel, a maior unidade de urgência e emergência do Rio Grande do Norte. De acordo com as estatísticas, o HWG atendeu 940 pessoas com lesões provocadas por armas de fogo em 2018, uma redução de 13,6% em relação a 2017, quando 1.088 casos foram registrados.

Atualmente, o Rio Grande do Norte é considerado o Estado mais violento da federação. Ao longo dos últimos dez anos, os homicídios  aumentaram 229%. . Em números absolutos, foram 589 assassinatos em 2007. O número subiu para 2.203 em 2017.

De acordo com dados do Atlas da Violência, feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o registro representa taxa de 60,2 mortes por grupo de 100 mil habitantes.

Para efeito de comparação, ao longo dos últimos quatro anos, segundo dados do Ministério da Saúde, o Sistema Único de Saúde (SUS) gastou R$ 191,33 milhões com atendimentos de pessoas baleadas em todo o Brasil.