terça-feira , 19 de novembro de 2019
Home / Destaques / Flamengo gera expectativa no Mundial de League of Legends
Um incêndio no centro de treinamento do Flamengo, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, deixou dez mortos.
Um incêndio no centro de treinamento do Flamengo, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, deixou dez mortos.

Flamengo gera expectativa no Mundial de League of Legends

O tão sonhado título do Flamengo no Campeonato Brasileiro de League of Legends deve atrair novos olhares para o Mundial do game. Dono de uma das maiores torcidas do mundo, o rubro-negro é até hoje o único clube tradicional no futebol já classificado para o campeonato internacional.

Mesmo antes disso, o Mundial de League of Legends tem impressionado com seus números. No ano passado, 99,6 milhões de pessoas pararam para assistir à decisão, vencida pela chinesa Invictus Gaming, na Coreia do Sul. Isso sem contar os 23 mil torcedores que em apenas quatro horas compraram todos os ingressos e no dia 3 de novembro de 2018 lotaram o Estádio Munhak de Incheon, uma das sedes da Copa do Mundo de 2002.

Este ano o Mundial vai acontecer na Europa, em três cidades-sede, começando por Berlim, no dia 2 de outubro. A competição vai reunir as melhores equipes de 13 regiões do planeta, incluindo o Brasil, que todo ano escolhe o seu representante com o título do segundo split do CBLoL. Além da atual detentora do título, já estão classificadas equipes como a tricampeã SK Telecom, da Coreia do Sul, e a europeia Fnatic, que ficou com o vice-campeonato no ano passado.

Nunca um time brasileiro conseguiu avançar além da fase de entrada. O melhor resultado do país foi conquistado pela Pain Gaming, em 2015, quando comemorou duas vitórias, mas não conseguiu se classificar para a fase de grupos. Um dos membros da equipe naquele ano era justamente o atirador Felipe “brTT” Gonçalves, que hoje lidera o Flamengo.

Nenhum outro jogador do Flamengo tem experiência nesse torneio, mas um detalhe tem deixado alguns torcedores mais esperançosos. Embora não seja o primeiro time brasileiro a contratar players coreanos no elenco, é a primeira vez que uma representante do CBLoL leva jogadores deste país para o Mundial. A Coreia do Sul, considerado o país do esporte eletrônico, reúne algumas das melhores equipes do mundo. Das oito edições do Mundial, cinco foram conquistadas por eles.

O Flamengo vai ainda precisar lidar novamente com a pressão de vencer. Líder da cena brasileira de League of Legends desde que estreou no início do ano passado, os rubro-negros vinham decepcionando em decisões até finalmente conquistarem o primeiro título do CBLoL. Antes disso, foram três vice-campeonatos. O primeiro no Circuito Desafiante, que vale como segunda divisão, e outros dois no próprio CBLoL.

A equipe também vai ter que enfrentar um possível cancelamento do projeto, algo que chegou a ser noticiado pela imprensa brasileira, mas não foi confirmado pelo Flamengo. O título no CBLoL, e quem sabe um bom desempenho no Mundial, podem acabar, no entanto, salvando o time.

Se a tarefa no Mundial parece complicada para a equipe do Flamengo, pelo menos podemos esperar muita festa do lado da torcida. A Urubarons, primeira torcida organizada de esporte eletrônico no Brasil, chamou a atenção no Jeuneusse Arena, palco da final do CBLoL. Por enquanto, a Urubarons ainda não confirmou a viagem até a Europa, mas não é difícil imaginar a presença de muitas camisas e bandeiras rubro-negras acompanhando onde o Flamengo de brTT estiver.

Agência Brasil