sábado , 19 de agosto de 2017
Home / Opinião / Toque Esportivo (page 10)

Toque Esportivo

Com Sérgio Oliveira
[email protected]

Sérgio Oliveira

Termina hoje a temporada 2015 do futebol brasileiro, com a última rodada do certame nacional, isso na Série A, pois já se tem concluídos os jogos das Séries B, C e D. Mas, o que observamos ao final de tudo, antecipando aqui uma breve avaliação do que aconteceu nos meses que se passaram, é que o futebol do Rio Grande do Norte fecha o período em baixa. O time do Globo não vingou na Série D, o América-RN foi pior na Série C quando não conseguiu sequer passar da primeira fase e, na Série B, a confirmação de um fracasso anunciado com o ABC sendo rebaixado no ano do seu centenário. É preciso que nossos cartolas possam reavaliar a situação, alguns clubes estão mudando suas diretorias e, quem sabe, algo de diferente possa ser feito em 2016 para sonharmos com voos maiores, ou melhor, que consiga levantar voo, e não continuar ladeira abaixo.

FESTA

A semana fechou com a torcida do Palmeiras fazendo festa. Se não deu para o time no Campeonato Brasileiro, o caminho encontrado, por exemplo, para chegar a Copa Libertadores foi o título da Copa do Brasil. Isso ameniza, com toda certeza, a frustração de mais um ano sem sequer chegar perto do título da Série A.

REBAIXAMENTO
É hoje. Pois é, não passa deste domingo a definição das quatro equipes rebaixadas do Campeonato Brasileiro da Série A para disputar a Série B na próxima temporada. Pelos números, um com menos e outros com maiores possibilidades de se salvar, são cinco equipes para fugir de três vagas na degola. São eles, pela ordem de dificuldade: Goiás, Vasco, Figueirense, Avaí e Coritiba.

REBAIXAMENTO 2
Pela ordem do grau de dificuldades para se manter na elite do futebol nacional, como podemos observar, as situações de Goiás e Vasco são as piores, ao lado do Figueirense. Creio que uma das três vagas para se juntar ao Joinville, já pertence ao time goiano. Precisa vencer e contar com uma série de outros resultados. É quase impossível se livrar.

DEZEMBRO
Enfim, chegou dezembro. Além do registro daquelas equipes que já começam a treinar, esse o ponto positivo da história, tem o outro lado da moeda. A partir de agora, até janeiro, se vencem os laudos liberando os estádios do Rio Grande do Norte para o Campeonato Potiguar. É bom cuidar logo, vamos evitar cenas desagradáveis vistas esse ano em alguns jogos, ou, antes destes começarem. Não tendo o laudo, não funciona.

CONTINUA COM NOVE

Bom, por enquanto o Campeonato Potiguar 2016 segue com apenas a saída já oficializada do Santa Cruz-RN, ou seja, caindo de dez e se mantendo em nove participantes. As duas outras ameaças de licenciamento, parece que deram uma recuada nos últimos dias, embora permaneça a tensão se baixará ou não para sete participantes.
Torçamos para que isso não aconteça, mas, como disse outro dia, tem gente que defende o número de oito participantes como ideal para o futebol do RN. Só para lembrar, além do Santa, que já saiu, quem anda ameaçando tomar o mesmo caminho são as diretorias do Coríntians de Caicó e do Potiguar.

APRESENTAÇÃO

Diferente do seu rival que anda falando em crise e até em desistir de participar do certame Estadual, o Baraúnas entra em uma semana importante. Para o dia 10, quinta-feira, manteve a apresentação e início de trabalho com seus jogadores. Terá assim um tempo maior para que o treinador Givanildo Sales prepare a equipe para a estreia no dia 24 de janeiro, em Assu.

AO todo, a Justiça dos Estados Unidos indiciou 16 dirigentes. Corrupção na Fifa.
POR falar em investigação, não se tem muita informação sobre a CPI da CBF.
ANTES de montar o time do Estadual, o Alecrim ainda tem eleição para presidente.
DE saída do São Paulo, Luís Fabiano disse que não sabe o motivo.

Sérgio Oliveira

Lembrando Aluísio Alves: “Aos que me dizem que a caminhada é difícil, respondo, mais uma razão para darmos o primeiro passo”. Então, se o dinheiro é pouco no Potiguar e é possível unir algumas forças, comecem a caminhar com o que hoje é possível. Não importa se uma base de jovens jogadores e mescla com experientes, mas o importante mesmo é que o time esteja no campeonato, nada de licenciamento. Já vi, por exemplo, praticamente sem recursos e, com apoio de poucos, o radialista e publicitário Caby da Costa Lima levar o time a um ótimo campeonato estadual e igual situação no Campeonato Brasileiro quando entre 64 clubes terminou na oitava posição. Não desconhecemos realidades de momentos diferentes, mas o que eu quero enfocar aqui é a perseverança do grupo na época, quando se falou também em licenciamento. Agora, o presidente Benjamim Machado vai precisar do apoio de todos que se dizem Potiguar e podem ajudar.

CAMISA

Quem acompanha o programa Esporte Legal, da TVC (TV Câmara), canal 16 na Cabo Mossoró, viu as camisas que o Potiguar irá utilizar no Campeonato Estadual de 2016. Detalhe, imagens direto da fábrica no momento em que estavam sendo confeccionadas. Na segunda-feira, a partir das 19h30, tem mais um show na sua televisão. Um dos entrevistados será o radialista Carlos Cavalcanti, entre outras missões é narrador esportivo.

PRISÕES
Deu no Uol Esportes. Autoridades da Suíça e dos Estados Unidos prenderam nesta quinta-feira (3), em Zurique, Miguel Angel Napout, presidente da Conmebol, e Alfredo Hawit, vice-presidente da Fifa e presidente da Concacaf. Os dois dirigentes são investigados por envolvimento em casos de extorsão, lavagem de dinheiro e fraude.

POLICIAL
Infelizmente nós até tentamos e buscamos notícias com tom mais positivo, porém, a cada diz que passa, o noticiário esportivo vai ficando parecido com os enfoques policiais da mídia. São desmandos anunciados e denunciados há décadas, mas, antes tarde do que nunca, agora resolveram investigar e punir.

PROCESSO
Lá vai outra informação do esporte com envolvimento investigativo. Também ontem o Comitê Executivo da Fifa abriu um processo administrativo tendo em sua mira o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. Aquele que se mandou da Suíça na primeira leva de prisões. Agora vai ser difícil escapar, claro, desde que não prove inocência.

FUTEBOL É COISA SÉRIA

Digo e repito, sempre que necessário, que futebol é coisa séria. Não adianta ter quantidade sem qualidade, pois isso não garante sucesso e, muito menos a certeza de que se terá fôlego para seguir com o trabalho até o final. Vejo como prejuízo para o jovem futebol feminino do Rio Grande do Norte a notícia da eliminação do Força e Luz.
O time Elétrico foi eliminado das disputas de uma competição oficial, o Campeonato Estadual de Futebol Feminino, organizado pela Federação Norte-rio-grandense de Futebol. O motivo, não compareceu ao jogo contra o Coríntians de Caicó-RN. Certamente seus dirigentes, antes de tomar a decisão de participar do certame não avaliaram que futebol é coisa séria. Tomou a decisão certa a FNF que poderia ficar, no futuro, mais atenta aos aventureiros.

PRODUTIVA

A semana de trabalho foi extremamente produtiva no Baraúnas. O time fechou um pacotão de jogadores, praticamente deixando pronto o plantel e, de quebra, ainda anunciou parcerias que viabilizarão financeiramente o tricolor. Tudo bonitinho no papel e no discurso, agora é esperar o dia 10 chegar e colocar tudo em prática para acompanhamento do seu torcedor. Bom trabalho a todos.

E o Coríntians de Caicó-RN, será que acalmou? Também falou em licenciamento.
A novidade da semana, o Alecrim finalmente mostrou sua cara. Quase isso?
LEMBRANDO, fim de semana tem muito esporte na Festa de Santa Luzia.
PARABÉNS ao torcedor do Palmeiras, campeão da Copa do Brasil. E o Santos, abandonou o Brasileirão e nada.

 

Sérgio Oliveira

A situação financeira do Potiguar hoje e suas projeções para o próximo ano não são diferentes do que eram em setembro quando aconteceu eleição para presidente do clube e Benjamim Machado colocou seu nome para ocupar o cargo. Ele sabia o que iria encontrar pela frente, por isso, estranho agora falar em pedir licenciamento do Campeonato Estadual. Porém, existe uma verdade em tudo isso: ele não pode comandar tudo sozinho. Certamente alguém ou, algumas pessoas prometeram apoiar na árdua missão de dirigir um clube de futebol profissional, então, quem assim procedeu, que mostre sua cara e trabalhe. Ninguém tem o direito de exigir de Benjamim e a diretoria do Potiguar qualquer sacrifício, principalmente se levar prejuízo à vida particular de cada um, da mesma forma, a torcida do Potiguar não pode passar pelo vexame de ver seu time sendo montado e dias antes de começar a trabalhar pra valer para o campeonato alguém chega e fala que não tem condições de seguir em frente. Futebol é coisa séria.

CONCORRÊNCIA

Depois de se falar no treinador Sampaoli, hoje na seleção do Chile, como nome que interessa ao Flamengo, a diretoria do São Paulo voltou a pensar no técnico. E essa, para os cariocas, é uma concorrência forte. Tanto financeira quanto administrativa. É mesmo organizado. Sejamos verdadeiros.

NORMAL
Esta semana o treinador Dunga, da seleção brasileira, quebrou o silêncio e falou da “sombra” em que se transformou o treinador Tite, principalmente depois de conquistar, com folga, o difícil Campeonato Brasileiro da Série A. Dunga entende ser normal, pois sempre existiu e existirá essa situação, seja quem for o treinador da seleção.

PROBLEMA
Como fica a cabeça, por exemplo, dos jovens jogadores que esperam uma oportunidade no futebol profissional, acertam com a diretoria e, logo depois escutam o presidente do Potiguar falar que pode abandonar o campeonato? É preciso pensar nisso tudo. São atletas que podem perder tempo confiando em uma situação ameaçada de desaparecer. Até o treinador Bira Lopes nesse momento deve estar pensativo.

RELIGIÃO
Mais uma vez teremos o esporte abençoado pela fé, misturando sua importância com a força da religião. No final de semana, depois da cavalgada realizada semana passada, teremos corridas pelas ruas de Mossoró como parte da programação da Festa de Santa Luzia. Sucesso ao professor Onesimar e sua equipe.

PENEIRÃO AGRADOU

Não poderia ser diferente, pelos resultados previamente anunciados e, mesmo antes de fechar o trabalho, a diretoria do Baraúnas já avalia como sucesso a série de peneirões realizados em cidades da região Oeste potiguar. Foi o que adiantou esta semana o gerente de futebol do clube tricolor, Zezinho Mossoró.
Ainda não aconteceu uma reunião específica para tratar do assunto, mas, segundo Zezinho, o peneirão agradou e deverá render ao Baraúnas bons frutos, em termos de jogadores de qualidade para o futuro. Já no estadual do próximo ano alguns terão suas primeiras oportunidades de serem testados pra valer.

ACDP

Com o grito de socorro dado pelo presidente do Potiguar, já que a saúde financeira do clube anda debilitada, mais uma vez surge o questionamento sobre o monstrengo em que se transformou a sede social, ACDP, na área central de Mossoró. E pergunta-se: Não seria melhor vender esse patrimônio e reverter o dinheiro em favor do futebol, único que restou do glamour do passado que foi a ACDP? Pensem nisso e, salvem o Potiguar.

DIANTE do assédio do Real Madrid, pai de Neymar diz que ele fica no Barcelona.
NA Turquia o time de Márcio Mossoró faz boa campanha na temporada.
TALENTOSO, o jornalista Ramon Nobre produz um blog de qualidade sobre o esporte mossoroense.
QUEM quiser, os jogadores Leandro Damião e Júlio Baptista estão desempregados.

Sérgio Oliveira

Teve a reunião, ninguém parece haver reclamado, aprovaram o regulamento, certamente existiu concordância. Eis que agora surge a primeira voz contrária a nova forma de disputa do Campeonato Potiguar 2016 que inclui, entre as mudanças, jogos aos domingos pela manhã, a partir das 9h30. A informação que chega de Natal é que o horário recebeu críticas da diretoria do América, considerando que o público pode não comparecer dentro do esperado, por conta do calor. Entendo que o momento de apresentar queixa já passou, pois o clima ou temperatura do horário era conhecido desde o momento da apresentação da proposta. No caso, se fincar pé e não abrir mão estará correta a Federação em seu posicionamento. Uma coisa é certa, em Mossoró abrir o Nogueirão para jogos nesse horário nem pensar.

OITO

Para quem defende um campeonato com oito equipes, a proposta não anda distante de ser posta em prática. Seriam dez times no certame potiguar e futebol profissional, o Santa Cruz-RN desistiu e o Coríntians de Caicó ameaça fazer o mesmo. Isso acontecendo, com os dois sendo punidos por dois anos de afastamento, fica tempo suficiente para testar, quem sabe, com a diminuição da quantidade, o espaço seja ocupado por qualidade. É o que se defende.

GAP
Muito bom o trabalho que vem sendo realizado pelo Grupo de Apoio ao Potiguar (GAP), reativado para a temporada 2016. Promoções com o terceiro uniforme do alvirrubro já foram realizadas com sucesso e agora eles preparam a venda de ingressos antecipados para a próxima temporada. A largada será dia 5, sábado, com um evento no Clube da Cosern.

POSIÇÃO
Mesmo a seleção brasileira já tendo completado o seu calendário em 2015, voltou a ser foco de polêmica. Cobrado pela presença de Ganso nos próximos jogos, o treinador Dunga foi taxativo: não tenho pretensão tão cedo. Parece que o espaço de voo de Ganso com Dunga não é dos melhores.

CAICOENSE
Enquanto a diretoria do Coríntians de Caicó busca jogadores fora de casa, os seus conterrâneos resolvem tentar a sorte em outras praças. É caso do jovem zagueiro Filipe Elói, com apenas 18 anos, em maio de 2015 ele deixou Caicó com destino a Mossoró, defendeu o Potiguar no estadual sub-19, aprovou e agora é relacionado para defender o time principal no Estadual 2016. Em casa de ferreiro o espeto é de pau.

“PERIQUITO” LEVANTA VOO

Ainda é um voo tímido, mas finalmente se ouviu falar alguma coisa do time do Alecrim, o “Periquito”, para a próxima temporada. Digo que é um voo tímido pelo fato de ainda não falar em comissão técnica e, menos ainda em jogadores para compor seu elenco.
Por enquanto o ambiente no clube alviverde ainda é de eleição. A atual diretoria abriu o processo sucessório e duas pessoas mostraram interesse de concorrer ao cargo de presidente. São eles o sociólogo João Bosco e o empresário Francisco Valério. Se não existir acordo, vão disputar o voto e, perder mais tempo para se dedicar ao elenco. O Alecrim estreia no Estadual contra o América.

FECHANDO

O gerente de futebol Zezinho Mossoró me disse esta semana que, nesse momento, o elenco do Baraúnas praticamente foi fechado para 2016. O complemento, acrescentou ele, será a negociação com os jogadores que já residem em Mossoró. Claro, sempre acontecem ajustes, mas essa é uma boa notícia para o torcedor do tricolor que andava apreensivo.

O meia Jean, ex-Potiguar, ABC e Botafogo-RJ, acerta com o Bangu para o estadual carioca.
CENI pode ser treinador. Mas, adianta, não vai treinar rivais do São Paulo.
FESTA em Fortaleza. É o torcedor do Ceará aliviado por não ser rebaixado para a Série C.
NO Fla, depois de falar em Muricy, oposição quer Sampaoli.

Sérgio Oliveira

Entramos no último mês do ano e, enquanto alguns preparam festas de despedidas, outros se organizam para encontros e reencontros dando início a uma nova missão. Falo, principalmente, daquelas equipes que tiveram vida curta na temporada de futebol que termina e já olham para o período que vai começar, oficialmente em janeiro de 2016, mas requer providências ainda este mês. É o momento, por exemplo, de praticamente fechar o elenco que irá começar o Campeonato Estadual. Claro, não poderia ser diferente, ficam alguns espaços a serem preenchidos de acordo com as necessidades já dentro da competição, mas, a base, até mesmo daquilo que se pretende para os doze meses que se seguem, já será montada e, começa a trabalhar agora em dezembro.  Então,  para todos, um bom trabalho e especialmente para o futebol de Mossoró, desejamos um início de trabalho promissor.

LIBERTADORES

Orientado pelo treinador Falcão, o Sport Club do Recife, além de garantir sua permanência na Série A, ainda sapecou um placar de 2 a 0 para cima dos campeões Corinthians. Com a boa campanha realizada, o treinador lamentou que o clube não tenha conseguido uma vaga na Copa Libertadores. Na próxima temporada, o Sport terá como clássico maior o confronto com o rival Santa Cruz-PE que este ano conseguiu deixar a Série B e alcançar o acesso para disputar a Série A em 2016.

FÓRMULA 1
Pode ser diferente, mas os fatos no ambiente da Fórmula 1 nos faz pensar que, nas últimas corridas aconteceu uma espécie de jogo de equipe, interesse. Depois que Lewis Hamilton conquistou o título de campeão, seu companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, venceu três grandes prêmios seguidos. Dizem que o campeão relaxou. Será?

CONTINUA
E a situação do Coríntians de Caicó? Bom, pelo que andam dizendo na região do Seridó, é provável que de ontem para hoje já tenha até desistido do campeonato. Espero que não, mas as parcerias estão se diluindo. Saiu a prefeitura e agora é a empresa do Rio de Janeiro, que forneceria jogadores e comissão técnica, que passou o final de semana ameaçando sair de cena. O impasse continua.

OLIMPÍADAS
Com o Campeonato Brasileiro chegando ao fim, embora no próximo ano tenha tudo outra vez, não podemos nos livrar do forte apelo olímpico que começa a reinar. Os Jogos Rio 2016 começam a despontar como a maior atração do próximo ano no país do futebol. Certamente o público vai se render, mesmo que temporariamente, a outras modalidades esportivas.

AS BASES EM EBULIÇÃO

Verdade, não pela vontade total dos dirigentes, como disse em comentário de outra edição, mas para atender a exigência do regulamento do certame potiguar de 2016, as divisões de base dos clubes estão em ebulição no Rio Grande do Norte. Quem sabe, conseguindo bons frutos em tudo que será mostrado nos próximos meses, os dirigentes se convencem, em definitivo, que essa é a melhor saída.
Investir nas bases, o que pode ser gasto hoje, pode ser colhido no futuro como benefício, um bom lucro. Então, que todos saibam aproveitar da melhor maneira possível a boa ideia de se ter no elenco e, pelo que entendi, nos relacionados para os jogos, cinco jovens promissores para o futebol com idade entre 16 e 22 anos.

DESESPERO

A corrida do desespero no Campeonato Brasileiro da Série A continua e, não tem mais saída, vai ser resolvida na último rodada. Cinco equipes lutam contra o rebaixamento, não querem se juntar ao Joinville que já caiu. Estão no desespero e tensão para a rodada 38, as equipes do Vasco, Avaí, Coritiba, Figueirense e Goiás.

FLA atingiu seu limite. Evitou o rebaixamento e não venceu mais.
O treinador Mano Menezes deve continuar no Cruzeiro. É o desejo da diretoria.
ATRAVÉS da Justiça, Muricy Ramalho tentou bloquear premiação do Santos. Pedido negado.
SÃO PAULO e Internacional disputam última vaga do Brasil na Libertadores.

Sérgio Oliveira

Esse comentário foi publicado na edição de quarta-feira, 25, mas pela repercussão, resolvi republicar. Diz o seguinte: Lamentável, quando se fala em transformar o Brasil em um país Olímpico, Mossoró deixe passar o cavalo selado, dito popular para quando se perde uma boa oportunidade. Esta semana, no nosso programa “Esporte Legal” da TV Câmara, canal 16 na TCM, eu converso com professor Zairo Mariano de Azevedo que contou uma história que penaliza o esporte local. Mossoró havia sido contemplada com quatro Centros de Referências de Esportes Olímpicos, a serem construídos pelo governo federal. O município entraria com a doação do terreno, em uma obra, cada um do centros, orçada em R$ 4 milhões. Eis que, a administração local não deu nenhuma resposta à consulta feita e, por isso, Mossoró foi retirada do projeto. Alguém, desportista ou não, consegue medir o tamanho do prejuízo e do descaso? Em uma cidade onde o consumo de drogas e a criminalidade cresce no ritmo de um carro de Fórmula 1, dar-se ao luxo de abrir mão de tamanho benefício. Enquanto nossos gestores e, as vezes, até os opositores, não descerem do palanque político na luta pelo poder, o prejuízo maior fica com o município. Pensem nisso.

SAINDO

O jogo de ontem do São Paulo, além da ausência do goleiro e fase de aposentadoria Rogério Ceni, marcou também a despedida do atacante Luís Fabiano. Ele não confirma, mas seu destino pode ser a China, para vestir a camisa do time treinado pelo brasileiro Wanderlei Luxemburgo. Fabiano, que viveu uma relação de amor e ódio com o tricolor, diz que sai de cabeça erguida e, pela porta da frente.

SEMANA
Eu diria, semana produtiva nas atividades das diretorias de Potiguar e Baraúnas. Vários jogadores foram anunciados, inclusive, o que é bom, alguns deles já de contrato assinado. O processo deve ser acelerado neste final de semana, afinal, a apresentação de ambos foi marcada para o dia 10 de dezembro.

ENTREVISTA
No programa Esporte Legal, de amanhã, na TV Câmara, canal 16 na TCM, nossa convidada será a presidente do Baraúnas, Jozirene Ribeiro. Claro, entre os temas a serem abordados, falaremos sobre o plantel do estadual, mas também da campanha para revitalização da Toca do Leão. Se ligue, começa às 19h30. Pode ser visto ainda pelo www.cmm.rn.gov.br. No celular: www.cmm.rn.gov.br/tv.htlm.

INDEFINIÇÃO
De acordo com o que escreveu quinta-feira Niltinho Ferreira, do blob escrete de ouro, que acompanha o esporte na região do Seridó, indefinição é a palavra que cai bem no momento do Coríntians. Apesar do esforço do presidente Lobão Filho, a situação ainda é delicada em relação a participação do time no estadual. Segundo o blogueiro seridoense, o final de semana pode ser decisivo.

PREFEITO, DEPUTADO E O ABC

A presidência do ABC, as vésperas de um ano eleitoral, se transformou em objeto de desejo de alguns políticos e, o que me chama atenção, com mandatos. Com exceção do ex-presidente Judas Tadeu, os outros dois candidatos são oriundos da política partidária.
Cito aqui o prefeito de Serrinha, Fabiano Teixeira e o deputado do DEM, José Adécio que já registraram suas candidaturas. O candidato que é prefeito, inclusive, já avisou que deixa o cargo na prefeitura, se eleito, para presidir o clube. Mesmo na terceira divisão nacional, o alvinegro se tornou atrativo para a classe política.

REBAIXAMENTO

Hoje, quando fechar a rodada do Campeonato Brasileiro, pelo desenho, é possível que já tenhamos mais três rebaixados que irão se juntar ao Joinville-SC. É um quadro que se afunila pois chegamos a penúltima rodada e, dificilmente alguém escapará para tentar sobreviver até os confrontos finais. A tensão gira dentro e fora do campo.

O dinheiro já divide opiniões na Liga Sul/Minas/Rio. Fla quer cota maior e Flu quer igualdade.
EM Paris, jogadores dobram segurança após atentados. Tem brasileiro no lance.
E o Alecrim, alguém sabe alguma coisa? O Periquito trabalha no silêncio.
JÁ o adversário do Alecrim na estreia do estadual, América, continua contratando.

Sérgio Oliveira

Gostaria de reforçar aqui o que já foi dito em matéria na edição de hoje, que destacou as contratações dos goleiros Magdyell pelo Potiguar. E Érico, que mais uma vez negocia com o Baraúnas. E o que tem de diferente nessa história? Os dois são mossoroenses. Não estou aqui pregando barreira contra atletas de outras cidades e estados, nada disso, apenas enfatizo uma realidade que nossos dirigentes, parte deles, insistem  em  não  querer  enxergar, ou melhor, enxergam mas não querem investir. Falo do potencial que nossa região, Mossoró e cidades do Oeste, tem para revelar talentos para o futebol. Não tenho dúvidas que o Baraúnas tomou a decisão certa em promover peneirões, vai garimpar alguém que lhe dará bons resultados. Agora, não pode ser um trabalho do tipo fogo de palha seca, que tem chamas ardentes em um minuto para, no segundo seguinte, já apagar. Precisa insistir e acreditar, mantendo como se fosse um rio perene. Revelando jogador, além de reforçar o elenco do time principal, ainda pode criar para o futuro uma “moeda de negociação”, ou seja, vender e colher um bom dinheiro. Quem viver, verá!

PREJUÍZOS

É, o que o time do Ceará tenta evitar hoje já é a dura realidade vivida pelos principais clubes do futebol potiguar. América permaneceu e o ABC é o novo ocupante da Série C do Brasileirão. Lembrar que os dois já viveram situações bem diferentes, inclusive com o alvirrubro passeando pela divisão de elite. Estão perdendo um bom dinheiro e, a situação tende a se complicar se não retornarem logo a segunda divisão nacional.

ACUADO
Preso em seu próprio país, já que teme viajar e ser detido literalmente, o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, renunciou ao cargo que tinha no Comitê Executivo da Fifa. Ele vinha sendo ameaçado de exoneração por faltar às reuniões na Suíça. Del Nero voltou ao Brasil às pressas em março após algumas prisões por suspeitas de corrupção no futebol. Como falamos por aqui, o homem anda acuado em sua terra pátria.

DOPING
Novos casos de doping no esporte podem render duras punições. No boxe, a brasileira Cléia Costa foi flagrada em exame e foi suspensa por 180 dias. No futebol, os jogadores Nilton e Wellington, ambos do Inter de Porto Alegre-RS, também pegos em exame, podem ser punidos por 4 anos de suspensão. A turma sabe do perigo de prejudicar a carreira, mas se arrisca.

VIDA
Em Fortaleza, batizaram de “Jogo da Vida” o confronto entre Ceará e Macaé-RJ, neste sábado pelo Campeonato Brasileiro da Série B. O “Vozão” precisa da vitória, do contrário, será rebaixado à Série C do Campeonato Brasileiro. Na avaliação da crônica esportiva cearense, os prejuízos serão enormes se o Ceará não passar pelo time carioca.

EVENTOS NO CT

Esta semana a diretoria do Coríntians de Caicó resolveu reativar o Clube Coríntians, colocando em sua diretoria um radialista que promove eventos na cidade. A ideia é boa, pois pretende movimentar o ambiente com lucros revertidos em favor do futebol. Gerando assim uma nova fonte de renda.
Faço o registro como dica para as diretorias de Potiguar e Baraúnas. Lembro que o alvirrubro já promoveu alguns eventos, bem movimentados, na área do Centro de Treinamento Manoel Barreto. Na Toca do Leão, o Baraúnas também tem espaço adequado para isso. Então, chame alguém que entenda do assunto e programem eventos para levantar recursos.

REPERCUTINDO

A entrevista que fizemos com Zairo Mariano na TV Câmara, programa Esporte Legal, tem repercutido bem. Em particular o foco tem sido a questão de Mossoró haver perdido a oportunidade de ter centros de referências de esportes olímpicos, projeto do governo federal. Na edição de amanhã trago novamente o texto que publicamos na edição de quarta-feira aqui mesmo no Toque Esportivo. Grande prejuízo para o esporte e a cidade.

NO São Paulo, a previsão é de demorar mais um pouco para anunciar o treinador.
TUDO pronto para a Copa São Paulo de Juniores. O RN terá Palmeira de Goianinha e ABC.
MOSSORÓ já teve um ginásio de referência no país. Hoje o piso do Pedro Ciarlini é de cimento.
TRANSFORMARAM o local em, digamos, quadra de escola pequena.

Sérgio Oliveira

Agora vai. Começam a tomar forma os planteis de Potiguar e Baraúnas para o Campeonato Estadual 2016. E não vamos perder tempo fazendo comparações sobre quem contratou primeiro ou depois, afinal, a fase de treino é que define a qualidade do time, e não o processo de contratação. E, como todos começam a trabalhar pra valer, no campo, a partir do próximo mês, não vejo motivo para criticar qualquer dirigente pela demora no anúncio dos nomes. Para quem depende de informação para montar sua notícia, é uma situação chata, mas nada que não possa ser superado. No mais, uma boa especulação também agita o noticiário esportivo. Enfim, que as duas diretorias tenham planejado bem o tal projeto do “bom e barato” que é difícil, mas ficamos na torcida para que acertem, dando tudo certo ao final do campeonato.

BRASILEIRÃO

Depois da Copa do Brasil no meio de semana, as atenções se voltam novamente para o Campeonato Brasileiro. Na Série A, por exemplo, tem a situação indefinida do Vasco, cujo seu torcedor alimenta a esperança do Palmeiras contra o Coritiba, ainda pensar em vaga na Libertadores. E, para o Verdão, neste caso, só a vitória interessa.

BASE
Na luta para retornar ao cargo de presidente do ABC, o ex-dirigente do clube empresário Judas Tadeu já tem uma bandeira bem definida para sua nova gestão, claro, caso seja eleito. Avisou que sua meta será investir nas divisões de base. Sem dúvida uma proposta boa, pois o alvinegro costumava revelar bons jogadores quando voltava suas atenções para a garotada.

BARRETO
Como destacamos o trabalho na Toca do Leão, me lembrei também do Centro de Treinamento Manoel Barreto Filho, do Potiguar. O projeto do estádio não pode cair no esquecimento, pois deixará o clube com boa estrutura. Quem sabe, entre outros caminhos, uma das saídas pode ser a venda da sede social da ACDP no centro da cidade.

VANTAGEM
O placar não foi elástico, 1 a 0, mas não deixa de ser uma boa vantagem para o segundo jogo que será fora dos seus domínios. Falo do Santos que bateu o Palmeiras no meio de semana na primeira partida decisiva da Copa do Brasil. Mas, o placar magro serviu para manter a motivação, pois segue aberta a luta pelo título que poderia ser prejudicada em caso de goleada.

CAMPANHA NAS RUAS

Na edição de hoje estamos trazendo alguns detalhes da campanha lançada pela diretoria do Baraúnas no sentido de, mais uma vez, reforçar e até melhorar a estrutura oferecida no Centro de Treinamento Toca do Leão. É um patrimônio importante para qualquer clube de futebol que merece ser preservado.
Acabou com aquela peregrinação de, a cada semana, correr atrás de um espaço para treinar. Mas, com o tempo, como acontece com a nossa própria casa, precisa de reforma. O sorteio de duas camisas oficiais do clube pretende levantar recursos para investir na Toca. Então, você que é torcedor ou simples admirador do Baraúnas, leia a matéria e, podendo, participe. A campanha já chegou às ruas.

PREFEITO

Candidato a presidente do ABC, o atual prefeito da cidade de Serrinha, Fabiano Teixeira, disse que deixará o cargo  em  2016,  se  for  eleito  presidente  do  ABC. Economista, agropecuarista e empresário do ramo da educação, o filho do ex-treinador Ferdinando Teixeira, mostra-se disposto em abrir mão do mandato que iria até o final do próximo ano. Apesar do rebaixamento para a terceira divisão, o ABC se tornou mais atrativo do que a prefeitura.

ROGÉRIO Ceni prepara festa de despedida. Raí será um dos convidados.
FÓRMULA 1 parte para o último Grande Prêmio do ano. Tem gente lutando para se manter.
TREINADOR Levir Culpi deixando o Atlético Mineiro. Muita emoção na despedida.
POR falar em treinador, o tema Dunga, só ganha espaço quando a seleção joga.

Sérgio Oliveira

Como o amigo leitor já percebeu, principalmente aqueles que estão na edição impressa, a página hoje traz matéria   completa  de  um  evento  promovido   pela   Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) sobre promessas em forma de propostas, de maior publicidade e renda, leia-se dinheiro, para o Campeonato Potiguar. Agora, pergunto eu, tudo isso que vem exposto no texto que foi produzido pela assessoria da entidade, por sinal material de qualidade, acontece em que local do planeta terra. Atenção: só não pode dizer Natal. Gente, é muito fantasioso quando se fala em escolas, empresas e ingressos. Confesso, por exemplo, embora Mossoró tenha dois representantes isso não acontece por aqui. Pode ser que, uma vez perdida o mascote tenha aparecido, mas, as demais promoções, inclusive de cunho cultural, me apresento como desinformado, pois não vejo em terras do país de Mossoró. A ideia é boa e precisa envolver todos os participantes. Mas, como o pulso ainda pulsa, renovemos as esperanças de que, um dia, nossos gestores possam lembrar que o Rio Grande do Norte é maior do que Natal. Tenho dito e recomendo, leiam a matéria.

COMPORTAMENTO

Que o torcedor de comportamento inadequado lembre-se do prejuízo que provocou ao seu clube e, se não quiser ajudar, fique do lado de fora do estádio. Atirar objeto no campo pode render a perda do mando de campo e, a obrigação do clube jogar fora de sua cidade, com isso, aumentando os investimentos de ordem financeira que, geralmente, leva ao prejuízo.

INSISTENTE
O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, alvo de investigação de denúncias de corrupção no futebol, já mandou seu recado. O homem é insistente e diz que, além de não renunciar, será candidato à reeleição. Das duas uma: Não dá a mínima para o que pensa ou investiga a Justiça, ou tenta, com essa atitude, dizer o que todos acusados alegam sempre, ou seja, sou inocente.

ACELERANDO
À medida em que se aproxima o mês de dezembro, quando o time começa a treinar logo no primeiro semestre, a diretoria do Potiguar pisou no acelerador. Nos últimos dias intensificou a divulgação do nome de jogadores, segundo a direção do clube, já de contrato assinado. Falta confirmar quando o treinador Bira Lopes retorna em definitivo a Mossoró.

CONFIRMADO
No mês passado divulgamos aqui que o Rio Grande do Norte poderia sediar a oitava edição do Torneio Internacional de Futebol Feminino. Eis que, a competição já foi confirmada e será realizada em Natal, com seus jogos na Arena das Dunas. As meninas do Brasil buscam o hexacampeonato.

FIM DA ANSIEDADE TRICOLOR

Torcedor do Baraúnas andava ansioso e, até andei ouvindo uma cutucada de setores da mídia esportiva em relação ao que se considerava demora no anúncio dos jogadores contratados pelo Baraúnas para o Campeonato Potiguar. Confesso que já estava embarcando na condução dos ansiosos, mas, essa é a política adotada pelo clube, temos que respeitar.
Principalmente depois que fiquei sabendo da presença de João Dehon como diretor de futebol. Esse é prudente e, se o passo seguinte depender de sua palavra final, tenham certeza, será dado com muita responsabilidade. Mas, o que interessa ao torcedor é que os nomes começam a ser conhecidos e agora, é buscar informações para saber da qualidade de cada um e, só assim, ter uma ideia do potencial do seu time no campeonato.

ACABOU

A passagem do ABC pela Série B, em 2015, acabou com um retrato fiel do seu fracasso, mais uma derrota. Enfrentou o Boa Esporte e perdeu por 2 a 0, aumentando assim o pesadelo que já se transfere para 2016. Como não poderia ser diferente, jogadores do rebaixamento estão sendo dispensados e, se o contrato termina não estão sendo renovados, para que o clube se recomponha. Boa sorte.

CONTRA o rebaixamento, o Ceará tem jogo decisivo sábado, em Fortaleza.
NO América-RN a diretoria recém empossada trabalha para montar elenco forte.
QUE bom, não se fala mais em demolição do estádio Bezerrão em Currais Novos.
NÃO tem adversário capaz de parar o Barcelona. É difícil.

Sérgio Oliveira

Lamentável, quando se fala em transformar o Brasil em um país olímpico, Mossoró deixa passar o cavalo selado, dito popular para quando se perde uma boa oportunidade. Esta semana, no nosso programa “Esporte Legal” da TV Câmara, canal 16 na TCM, eu conversei com o professor Zairo Mariano de Azevedo que contou uma história que penaliza o esporte local. Mossoró havia sido contemplada com quatro centro de referências de esportes olímpicos, a serem construídos pelo governo federal. O município entraria com a doação do terreno, em uma obra, cada um dos centros, orçada em R$ 4 milhões. Eis que, a administração local não deu nenhuma resposta à consulta feita e, por isso, Mossoró foi retirada do projeto. Alguém, desportista ou não, consegue medir o tamanho do prejuízo e do descaso? Em uma cidade onde o consumo de drogas e a criminalidade crescem no ritmo de um carro de Fórmula 1, dar-se ao luxo de abrir mão de tamanho benefício. Enquanto nossos gestores e, às vezes, até os opositores, não descerem do palanque político na luta pelo poder, o prejuízo maior fica com o município. Pensem nisso.

CAIU
Em uma daquelas peraltices mais comum nos atos do cartola de futebol, antes mesmo de começar a fase de treinos dos clubes, já caiu o primeiro treinador no Rio Grande do Norte. Na semana passada a direção do Palmeira de Goianinha-RN havia anunciado o treinador Marcos Manoel, mas não demorou muito. Logo na segunda-feira trocou de técnico e quem assumirá o time agora, dizem, é Marcos Ferrari.

SOLIDÁRIO
Antes de voltar sua atenção totalmente para o time do ASSU, o treinador Reginaldo Sousa abraçou a causa da solidariedade em apoio ao ex-jogador Thiago Messias, com quem conviveu no futebol da Paraíba. O ex-zagueiro enfrenta dificuldades financeiras e o treinador abraçou uma campanha para ajudá-lo. O período é propício para lembrar do próximo, então, procurem o treinador Reginaldo para apoiar sua iniciativa.

AUXILIARES-TÉCNICOS

Acertadamente, faz tempo, que a diretoria do Potiguar já trabalha com um grupo efetivo em sua comissão técnica, tendo o trabalho de apenas buscar o treinador, mas sem perder sua referência com a presença do professor Edinho Cardoso. Quem for trabalhar no alvirrubro já sabe, tem um auxiliar-técnico que é funcionário do clube.
Agora, igualmente correta, agiu a diretoria do Baraúnas ao apontar também um nome de sua confiança local para ocupar o cargo. A opção por Agnaldo Fidelis fecha com chave de ouro a iniciativa, pois se trata de rapaz que conhece do assunto e será muito útil a qualquer treinador, por tudo que sabe de futebol, especificamente do futebol potiguar. Assim, pontos e aplausos para as duas diretorias.

FÉRIAS

Rebaixado e já com sua participação na Série B do Brasileirão concluída, a diretoria do ABC agora terá um tempo para pensar no futuro. Deve liberar seus jogadores para um período, por sinal curto, de férias, e já traçar a próxima temporada. Tem pelo meio um processo eleitoral para ser realizado, o que deve retardar um pouco os projetos para 2016, pois o correto agora é esperar que essa questão seja resolvida e, o novo dirigente assuma o controle da situação após o fracassado ano do centenário. Vida que segue.