sexta-feira , 15 de dezembro de 2017
Home / Opinião / Toque Esportivo

Toque Esportivo

Com Sérgio Oliveira
[email protected]

Toque Esportivo: Jogos Escolares.

Uma missão para o novo governo municipal em Mossoró reflete diretamente no desporto escolar e, já é hora de fazer cobranças. A prefeita Rosalba Ciarlini assumiu mais uma vez o comando da prefeitura de Mossoró e já pode ser procurada por professores, alunos e até seus pais, para exigirem a volta dos Jogos Escolares. A competição foi suspensa no último ano do governo passado, sem a menor justificativa, dando um golpe no sonho dos jovens atletas que esperam a disputa anual dos jogos. É a oportunidade de mostrar habilidades, além do futebol, em modalidades como voleibol, basquete, futsal, handebol, atletismo entre outros. Esse erro, de não realizar os JEM`s, precisa ser corrigido e o momento, quando acontecem diálogos para a organização da casa, seria o ideal para levantar a questão e contar com a sensibilidade dos novos governantes.

ANO NOVO E VELHOS PROBLEMAS

Ano novo e, velhos problemas e antigas notícias sobre a situação deplorável do Estádio Nogueirão em Mossoró. A interdição para jogos oficiais continua e, o Campeonato Estadual 2017 já terá bola rolando a partir do dia 14 de janeiro. Alguns esforços estão sendo feitos, mas até o fechamento desta coluna na manhã da quinta-feira, 05 de janeiro de 2017, nenhum fato novo que viabilizasse a reabertura do estádio foi noticiado.

Sendo assim, como já definiu a Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) os jogos com mando de campo de Potiguar e Baraúnas serão realizados na cidade do Assu no Estádio Edgarzão. Fica somente a dúvida em relação ao primeiro jogo do alvirrubro que será contra o ASSU, neste caso é preciso saber se a determinação inclui o fato do adversário ser o dono da casa. São questões que ainda rodeiam uma solução em pleno mês de abertura do campeonato.

ARBITRAGEM

Desde a segunda-feira, 03 de janeiro, a Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol (Ceaf) abriu o período de inscrição para os interessados em participar do Curso de Formação de Árbitros, turma 2017. Mediante o pagamento de uma taxa valor de R$ 100,00 a inscrição pode ser feita até o dia 10 de fevereiro, e as aulas serão ministradas nas terças e quintas-feiras com previsão de durante de um ano. A missão não é das mais fáceis.

COBRANÇA

Ninguém no Rio Grande do Norte, claro, ligado ao futebol, não tem dúvida de que o time mais cobrado da temporada será o América-RN. E vai começar tudo no estadual. Por enquanto seus jogadores vão chegando e esbanjando confiança em bons resultados, mas é bom preparar o emocional para quando acontecer o resultado indesejável a turma resistir as cobranças. E isso vale para jogadores e dirigentes. Os cartolas, por exemplo, correm logo para mudar de treinador quando a torcida se queixa e, coleguinhas da mídia esportiva criticam.

SUSPENSÃO

Em reunião realizada na terça-feira, 03, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que tem sua sede no Rio de Janeiro, resolveu afastar das competições nacionais sete equipes. O motivo é o não pagamento de multas aplicadas na temporada que passou e não foram pagas. São elas: Joinville de Santa Catarina, Comercial de Mato Grosso do Sul e Parnahyba do Piauí, cada um deve R$ 1.000,00. O Gama do Distrito Federal deve R$ 4.500,00 e o ASA de Alagoas, R$ 3.500,00. Fechando a lista dos punidos, com cada um devendo R$ 500,00, estão o Guaratinguetá de São Paulo e o Pinheirense do Pará. A informação é de outros nomes devem aumentar essa relação.

COMANDO

A Confederação Brasileira de Futebol e a Confederação Brasileira de Futebol de São estão medindo força. Tudo por conta da investida da CBF que quer o controle da seleção brasileira de futsal. No último mundial da categoria o Brasil foi eliminado pelo modesto, no esporte, Irã, e isso vem sendo usado pelos cartolas da CBF que, convenhamos, também não são bons exemplos de administração séria. A briga promete ser boa.

APOSENTADORIA

O piloto brasileiro Felipe Massa segue negociando o fim da sua recente aposentadoria. Como já noticiado, ele havia confirmado o fim da carreira na Fórmula 1, porém no final de dezembro recuou da posição e abriu negociação para permanecer no mundo da velocidade. A equipe já foi escolhida, só falta definir as bases financeiras e apoio na qualidade do carro.

NO Baraúnas alguns jogadores não honraram o acerto e foram embora.

POR isso é importante assinar e registrar o contrato com cláusula de multa em caso de rescisão.

NO período tem jogador acertando com um clube e negociando com outro.

COMPORTAMENTO não é ético. Melhor jogar aberto e dizer que tem mais de uma proposta em estudo.

Toque Esportivo: Da alegria a tristeza no futebol.

Da alegria extrema para a extrema tristeza. Assim podemos definir o momento que vive o time da Chapecoense, seus dirigentes, jogadores e torcedores. Enfim, eu diria, o futebol brasileiro e mundial vive um momento de profundo pesar pelo acidente envolvendo o avião que transportava a delegação da equipe catarinense que jogaria na Colômbia. Mortes acontecem todos os dias, inclusive bem próximo a nós, principalmente pelo ambiente de violência que vivemos, porém, não podemos fazer comparativos quando morrem vários trabalhadores em atividade lícita, com aquele que resolveu arriscar sua própria vida no mundo do crime. Pelo respeito que temos aos nossos semelhantes, sentimos pela vida que termina de forma trágica, mas o sentimento é maior se as vítimas são pessoas do bem, como aconteceu com os atletas e demais profissionais, inclusive da crônica esportiva, que estavam no avião que caiu na Colômbia. Pessoas que nós não conhecemos, mas sofremos pois acompanhamos o trabalho por eles realizados em vida.

O ARTILHEIRO BRUNO RANGEL

Como já citamos na matéria, uma torcida em particular acompanha com mais atenção e até sofrimento o acidente que vitimou a delegação da Chapecoense que se preparava para disputar o seu primeiro título internacional, Copa Sul-Americana. O atacante Bruno Rangel, que já vestiu a camisa do Baraúnas, estava entre as vítimas fatais, lamentavelmente.

O jogador passou pelo tricolor em 2009 e desde a sua chegada a Chapecoense tem sido um dos destaques da equipe. Se tornando inclusive, o principal artilheiro da história do clube, superando o então detentor da marca, jogador Índio. Aos torcedores do Baraúnas e a família do jogador Bruno Rangel, nossa solidariedade.

CONTERRÂNEO

Infelizmente, além de Bruno Rangel que já passou por nosso futebol, fazia parte também da delegação da Chapecoense o jogador potiguar, nosso conterrâneo, José Gildeixon Clemente de Paiva, mais conhecido por Gil, natural de Santo Antônio. O atacante começou sua carreira em 2005 e, jamais defendeu um clube do Rio Grande do Norte, atuando no futebol de São Paulo, Bahia, Pernambuco e Paraná, entre outros.

VICE

No Potiguar, além da preocupação com treinador e jogador, também é preciso encontrar alguém para assumir a vice-presidência. Cargo ficou vago com a desistência de Altanir Fernandes. O nome mais cotado é do ex-secretário de esportes da Prefeitura de Mossoró e, atual presidente da PREVI, Abraão Dutra. Se ele aceitar, estará bem entregue.

NOTA

No Baraúnas a diretoria lançou em seu site uma nota contestando algumas informações que estão sendo divulgadas em relação a contratações para o Campeonato Estadual. Os dirigentes avisam que não autorizam ninguém, fora da diretoria, a falar em nome do clube e, as informações oficiais serão liberadas através da sua assessoria de imprensa. É a velha mania de alguns coleguinhas com a tal “notícia em primeira mão”. Vale o esforço, mas é preciso de amparar de informe oficial.

PROPOSTA

Enquanto alguns falam em proclamar a Chapecoense campeão da Sul-Americana, a CBF fez uma proposta mais sensata e justa, em nossa observação. A entidade propõe que o título seja dividido com o Atlético Nacional de Medellin. Entende que assim o time brasileiro poderá disputar a Copa Libertadores. Essa proposta, reforço, é mais justa com os envolvidos na final.

IMPERADOR

O Alecrim poderá ser a próxima sala de recuperação, ou tentativa, do jogador Adriano. O treinador do alviverde, Athirson, lembrou do seu nome e pode haver indicação oficial para que a diretoria do clube potiguar converse com o “imperador” como era chamado nos bons tempos de Flamengo. Adriano, que não joga desde o dia 14 de maio, tem vivido momentos de turbulências pessoais e, de pouco ou nenhum cuidado com sua vida de atleta profissional. É bilheteria e um grande risco.

SUSPENSA a rodada do Campeonato Brasileiro e decisão Copa do Brasil.

O Baraúnas desmente, mas são fortes os indícios de conversa com o treinador Humberto Santos.

NO Potiguar dirigentes conversam com a prefeita eleita Rosalba Ciarlini.

COISA de cartola brasileiro. Vasco sobe e treinador Jorginho deve perder emprego.

 

Toque Esportivo: Dirigente qualificado.

Existem algumas vozes que consideram o suficiente ser ex-atleta para se qualificar e se transformar em treinador ou dirigente, e isso não funciona na prática. Ninguém nega a importância de um ex-atleta interessado em dirigir, porém é preciso se qualificar, do contrário a tendência e, a história confirma algumas experiências fracassadas. Hoje, por exemplo, é louvável o esforço daqueles que já estiveram na quadra e pensam em salvar o basquete brasileiro, suspenso de competições internacionais por má administração. No futebol, para exemplificar, o excelente jogador em sua época, Roberto Dinamite, fracassou em sua missão como dirigente, por acreditar que o simples fato haver jogado e, viver como ídolo do seu clube, seria o suficiente. Então, para o atleta que pensa um dia enveredar pelo caminho de comandar, seja como treinador ou diretor, busque a qualificação teórica e prática na nova função, só assim tereis maiores chances de sucesso.

A FALTA DE ESTRUTURA

Problema que afeta muitos clubes de futebol pelo Brasil, não é diferente no cenário do Rio Grande do Norte. Exemplo desta situação de falta de estrutura adequada para treinos e jogos, é vivenciada pelo treinador Athirson, no comando do Alecrim. Foi em um campo de várzea, em Natal, que ele começou a trabalhar o time para o Campeonato Estadual 2017.

Como ex-jogador, o então lateral esquerdo estava acostumado a treinar em campos em melhores condições, porém agora terá que se adaptar à realidade do futebol potiguar, o que é lamentável, mas essa é uma situação que se perpetua ao longo dos anos. Porém, só lembrando, cito que o Potiguar quando foi campeão estadual em 2004, chegou a treinar em campo de barro batido. Não é uma situação recomendável, mas serve de alento.

DESCASO

Todos querem falar de esporte, agora, poucos verdadeiramente se importam em quais condições estes são praticados. Vejam o caso de Mossoró, cidade que tem seu estádio de futebol fechado, agora vive a ameaça de interdição do seu principal Ginásio Poliesportivo. É o retrato do descaso e, a comprovação, da distância entre o discurso e a prática. Esporte, para quem pode investir entre nós, é gastar dinheiro público para a passagem rápida da Tocha Olímpica ou enfeitar a loja em período de Copa do Mundo. Um, interesse político e no outro, meramente comercial.

REPAROS

Enquanto na grande Natal estádios passam por pequenos reparos, Arena das Dunas, Barretão e Frasqueirão, esse sem acesso para ambulância, em Mossoró o Nogueirão segue fechado sem perspectivas de abertura. Louvo o esforço de alguns esportistas que tentam remendar a situação, porém sem uma solução definitiva, enquanto viver sob a tutela da avaliação do Corpo de Bombeiros, sem discutir aqui a existência ou não de exageros.

TENSÃO

Semana de tensão no ambiente do Vasco da Gama que parecia navegar em águas mansas quando conseguiu colocar 10 pontos de vantagem em cima do segundo colocado na Série B. Hoje, faltando uma rodada para terminar o Campeonato Brasileiro, vive a ameaça de não conseguir o acesso para disputar a Série A em 2017. Terá que vencer o Ceará, caso contrário, até com o empate, perde a vaga se o Náutico vencer. Tensão total.

VAQUEJADA

Mesmo já existindo uma lei no Ceará considerada inconstitucional pelo Superior Tribunal de Justiça, que considerava a vagueja uma modalidades esportiva, os deputados do Rio Grande do Norte resolveram navegar contra a corrente. Uma de suas comissões já aprovou o reconhecimento da vagueja como patrimônio cultural, um passo para seguir o mesmo caminho dos cearenses. A proposta agora será levada para discussão e votação em plenário.

CONTRATAÇÕES

Nos bastidores já se comenta sobre possíveis contratações de jogadores para compor os elencos de Potiguar e Baraúnas. No alvirrubro seus dirigentes preferem manter a discrição afirmando que não tem nada avançado no assunto, enquanto no Baraúnas nomes já foram citados, porém, o mais correto, vem trabalhando na busca de valores com no máximo 21 anos em cidades da região Oeste.

TREINADOR Tite alimenta o sonho dos jogadores dizendo que ainda fará observações.

ESSA é uma posição positiva, pois mantém o foco daqueles que jogam no Brasil.

ASSIM como os clubes precisam investir na base, a seleção deve olhar para os “nacionais”.

A porta não deve se fechar para quem joga fora do Brasil, mas os domésticos também merecem espaço.

 

Toque Esportivo – Sintonia, “Resistência FM”.

A sintonia é perfeita na base da “Resistência FM”, e eu explico. Aqui estou me referindo a sintonia existente na resistência do futebol de Mossoró com a persistência do Potiguar que encontrou, no sufoco, um nome para assumir sua presidência, a perseverança do Baraúnas que perdeu a parceria com um empresário da bola e, mesmo assim, junta os cacos e vai em direção ao Campeonato Estadual e, fechando o tripé, vem o combalido e incerto Estádio Nogueirão, se estará ou não liberado a partir do dia 15 de janeiro. Os verdadeiros desportistas seguem mantendo a trincheira nas três frentes esperando que a batalha, mesmo que árdua, seja mais uma vez vencida e que o futebol mossoroense esteja presente em mais uma temporada. Resta saber se eles vencerão apenas uma batalha ou a guerra como um todo, ou seja, ultrapassar as dificuldades de manter a cidade no futebol profissional e, ao final, não fazer feio no certame estadual.

RETA FINAL PERFEITA

Não tem como definir diferente, a reta final da seleção brasileira nos jogos de 2016 das Eliminatórias da Copa Rússia 2018, foi simplesmente perfeita. Repetindo aqui o que já foi escrito em colunas anteriores, principalmente depois da chegada do treinador Tite que devolveu a equipe a alegria de jogar e, espero, o orgulho de defender o Brasil.

Digo espero por ter dúvida, ainda, se os jogadores fazem tudo isso apenas por eles, em defesa de suas imagens e não pensando, principalmente, no futebol brasileiro e sua história de conquistas. Mas, por enquanto, nos alenta saber que o time conseguiu reagir e mostrar aquilo que nós e o mundo todo sempre espera do futebol brasileiro: vitórias e espetáculos.

EMOCIONAMENTE

Que bom que fosse sempre assim, final de Campeonato Brasileiro da Série A, carregado de emoção e, de certo modo, incertezas. São times que correm atrás do título da temporada, outros que buscam classificação em competições internacionais e, por fim, e não menos emocionante, a luta daqueles que ainda podem se livrar do rebaixamento. E, pelo quadro pintado, creio que seguirá assim em sua maioria até a última rodada. Ótimo para que torce além daqueles que torcem e analisam.

UFC

A mossoroense Cláudia Gadelha, agora treinando nos Estados Unidos, segue firme no seu propósito de conquistar cada vez mais espaço no mundo das lutas (livre). Treina forte para mais uma luta neste final de semana e, a distância, nossa torcida por mais um resultado positivo da nossa conterrânea. É um esporte maluco, para alguns, mas que rende um bom dinheiro para aqueles que conseguem chegar ao topo e lutar entre os melhores.

FECHOU

O tempo voltou a fechar feio no Internacional de Porto Alegre-RS. O colorado gaúcho não consegue vencer em casa e, pior ainda, permanece na zona do rebaixamento, situação nunca vivida pelo clube. Assim, como é de praxe do cartola brasileiro, mais uma vez foi trocado o treinador. Com o time jogando abaixo da média, diretoria perdida e treinadores que são trocados a cada período ruim só nos resta dizer: God bless Internacional!

ESFORÇO

Mesmo a administração do Estádio Nogueirão sendo da Prefeitura de Mossoró, as diretorias de Potiguar e Baraúnas resolveram se unir em defesa da reabertura da praça para seus jogos do Campeonato Estadual. Dirigentes lutam contra o tempo, o campeonato começa dia 15 de janeiro e o gramado do campo de jogo precisa de completa recuperação. Vale o esforço e a união da dupla.

BLEFE

Essa história de licenciamento de campeonato já virou um blefe explícito e, enche o saco. Se não tem pano para as mangas, vai de camisa regata mesmo. Já se percebeu que na verdade aqueles que agem assim, na verdade querem mesmo chamar atenção, forçar uma situação e atrair algum apoio, já que não mostra nenhuma novidade, renovação de trabalho, alguma coisa que motive o investidor. Quem não pode com o pote não pega na rodilha.

ZAGUEIRO Rodrigo Caio diz que falta comprometimento no São Paulo. Aloprou.

A ideia é, Potiguar e Baraúnas usando jogadores de suas bases. Aguardemos.

EM Natal a direção do Alecrim já anunciou a política de valorizar o atleta prata da casa.

VISTORIA em estádios no RN? Só escuto falar em Mossoró.

 

Toque Esportivo – O leite entornou.

Como diriam os candangos, agora o leite entornou de vez. A referência aqui diz respeito a questão envolvendo a interdição do Estádio Professor Manoel Leonardo Nogueira, o sofrido Nogueirão. Os bombeiros em Mossoró resolveram fechar de vez e, não aceitam abrir sequer para o trabalho de recuperação do gramado. Assim ficou estranho, pois aceita os trabalhadores entrarem para instalar hidrômetros, porém não permite que a prefeitura estenda o serviço até o campo de jogo, o que torna a obra inviável. Se não tem campo, não tem futebol, e sem uma partida oficial, não justifica gastar dinheiro no local. Pronto, fecha tudo de vez. Fico aqui procurando palavras para seguir no texto mas, confesso, não encontro, pois se existe o dinheiro para fazer o serviço e, segundo o secretário Abraão Dutra, a prefeitura quer começar o trabalho, não entendo a manutenção da interdição. Resumindo, além da proibição dos jogos, o Nogueirão também foi interditado para serviços de recuperação. (Obs: “Brasiliense” ou “Candango” são os nomes que se dão a quem nasceu em Brasília. “Candango” é o termo dado aos trabalhadores da construção de Brasília – Termo “o leite entornou é o mesmo de “o leite derramou”).

QUADRO PRATICAMENTE DEFINIDO

No Campeonato Brasileiro da Série A, o quadro é praticamente definido com o título nas mãos do Palmeiras. Apesar de toda vantagem, ainda não me arrisco falar em definido, pois já vimos muita coisa inesperada, extremamente inesperada, acontecer no futebol.

Para os palmeirenses, os dias são de festa, mas na visão do observador da cena esportiva, mesmo que seus sentimentos digam outra coisa, ele é obrigado a analisar de forma racional, não emocional. Mas, o bom de tudo isso, é a forma como aconteceu o brasileirão de 2016, ou vem acontecendo. Boa disputa em todos os pontos da tabela de classificação no maior e mais difícil campeonato do mundo.

PORTÕES

Pela situação de momento, não existe possibilidade de Potiguar e Baraúnas mandarem seus jogos no Campeonato Estadual no Nogueirão, nem mesmo com portões fechados. Essa proposta chegou a ser levantada, porém, com a decisão do Corpo de Bombeiros de fechar o estádio até mesmo para o trabalho de recuperação do campo, não existe condições de jogo.

LICENCIAMENTO

E o Potiguar continua sem presidente. Diante do quadro, já se discute nos bastidores a possibilidade da sua atual diretoria entrar com pedido de licenciamento e o time não disputar o Campeonato Estadual 2017. Hoje o alvirrubro não tem presidente para assumir após a saída de Benjamim Machado e, para complicar, não tem um campo para jogar em Mossoró. Para permanecer no estadual é possível que a opção seja usar um time caseiro, com a garotada da base e poucos reforços mais experientes.

PRESIDENTE

Ex-representante do Potiguar em alguns momentos junto a Federação Norte-rio-grandense de Futebol, o advogado Lupércio Segundo, filho do comentarista esportivo Lupércio Luiz, parece que cansou e resolveu mudar de ares. Hoje é o presidente do Santa Cruz de Natal que disputará o Campeonato Estadual da primeira divisão em 2017. A cada dia que passa o futebol mossoroense vai ficando mais só e isolado.

LIDERANÇA

Antes de encarar a seleção do Peru, último adversário da temporada, a seleção brasileira teve mais um clássico contra a Argentina na noite da quinta-feira, 10. Jogando novamente um futebol legitimamente brasileiro, goleou a rival. A vitória por 3 a 0 no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG, confirmou a boa fase sob o comando do treinador Tite, seguindo a passos largos rumo a mais uma Copa do Mundo, como a única seleção a participar de todas as suas edições. O bom do resultado da quinta-feira é o fato de que, venceu e convenceu, não foi uma vitória do acaso.

TREINADORES

Além do Alecrim que já havia anunciado Athirson, ex-Flamengo-RJ, como seu treinador para o estadual, mais um time define o seu comandante técnico. O jovem Santa Cruz de Natal confirmou a permanência do treinador campeão da segunda divisão, Higor César. Enquanto isso no “País de Mossoró”, seguem negociações para reorganização de diretoria.

NA reta final da Série A do brasileiro, a luta é por vaga no G6. Libertadores.

DE  21 de novembro a 1º de dezembro acontece a I Copa Santa Luzia de Futsal.

OS jogos da Copa de Futsal Santa Luiza acontecerão no Ginásio Poliesportivo.

ARTILHEIRO Gabriel de Jesus espera voltar a fazer gols defendendo a seleção brasileira. Assim seja.

Toque Esportivo – Assu, terra dos poetas, Potiguar e Baraúnas

A cidade do Assu que já é conhecida como a terra dos poetas, agora também será a terra de Potiguar e Baraúnas, abrigando seus jogos no Campeonato Estadual. É isso que vai acontecer se o estádio Nogueirão seguir interditado. É sempre um prazer visitar o município assuense, porém para o futebol de Mossoró é o fundo do poço, com responsabilidade direta da prefeitura, já que o estádio é municipalizado. Claro que alimentamos a esperança de que tudo se resolverá, porém o simples fato de assistirmos essa discussão, já depõe quase de forma fatal contra a credibilidade e viabilidade do futebol profissional no “País de Mossoró”. A vergonha, para quem tem é claro, já é parceira fruto de um quadro deprimente como as coisas, de uma forma geral, vem sendo tratada neste município de tantas riquezas, porém levada por um monte de incompetência de pessoas incapazes ou descompromissadas. O Nogueirão, assim como aconteceu com Circuito de Futebol de Futebol Amador e os Jogos Escolares, se aproxima da galeria do “Mossoró Já Teve”.

OS ÁRBITROS QUEREM GARANTIAS

Os árbitros de futebol no Rio Grande do Norte, resolveram bater na mesa e exigir mais respeito. Bom, pelo menos no aspecto financeiro. Através do sindicato da categoria surge a proposta para que eles tenham uma compensação financeira quando forem preteridos de trabalhar em jogos decisivos, as finais de turno e do próprio campeonato, quando geralmente se traz juízes de outros estados. De preferência da Fifa.

A compensação seria de ordem financeira, um valor a ser repassado para o sindicato. A tese é de que, se não querem que eles apitem é porque os julgam incapazes da missão e, com este recurso, o sindicato iria qualificar seu associados. No Ceará o valor é de R$ 10 mil, no RN ainda não foi levantada a proposta em torno de quanto seria. A discussão foi aberta e promete polêmica, já que mexe no bolso sofrido dos clubes.

VOTO

Embora a decisão dos dois turnos do Campeonato Potiguar 2017 estejam programadas para acontecer com jogos de ida e volta, a polêmica segue em relação a partida final do campeonato. Por 5 votos a 3, passou a proposta de manter jogo único em Natal, na Arena das Dunas. Os dos votos vitoriosos foi dado pelo representante do Potiguar e isso tem gerado discussão. Todos querem saber o motivo pelo qual o time mossoroense foi favorável a decisão em jogo único e, na capital. Será que é tão ruim assim jogar em casa, diante do seu torcedor?

VOTO 2

Olha, particularmente acho que o motivo é outro e, muito forte. Afinal, quem lembra, foi justamente o fato de fazer dois jogos, ida e volta, que garantiu ao Potiguar seu primeiro título estadual em 2004. No jogo em Mossoró goleou o América-RN, 4 a 1, e em Natal perdeu por 1 a 0, quando poderia ser até por 3 a 0 e mesmo assim seria campeão. Graças a boa vantagem da partida primeira. Também por isso, o voto alvirrubro por jogo único na Arena das Dunas ficou, no mínimo, estranho.

APRESENTAÇÃO

Globo, ABC e América-RN já definiram suas datas de apresentação para iniciar a preparação para o Campeonato Potiguar 2017. O primeiro a botar seus jogadores para trabalhar será o time de Ceará-Mirim. O Globo marcou o início dos trabalhos já para este mês de novembro, dia 25. Já a dupla natalense, ABC e América, estes se confrontam até no início das atividades, começando no dia 05 de dezembro. A missão alvinegra será uma preparação longa visando seu retorno ao brasileiro da Série B, enquanto o alvirrubro fará o caminho da volta disputando a Série D.

INABALADA

Apesar da derrota no clássico contra o Santos, 1 a 0, a liderança do Palmeiras no Campeonato Brasileiro da Série A segue inabalada. Tudo por conta da boa vantagem na pontuação. Enquanto isso, Flamengo e Atlético-MG, receberam a companhia do time do Peixe que agora ocupa a terceira posição no antigo G4. Os mineiros já perderam a terceira posição para os santistas que agora partem para cima da segunda colocação rubro-negra.

NOVEMBRO

Chegamos a novembro e com ele, mais duas datas para jogos da seleção brasileira em sua fase de recuperação na fase eliminatória da Copa da Rússia. É torcer que o treinador Tite e seus comandados mantenham a mesma pegada e consigam superar Peru e Argentina para fechar o ano na liderança dos jogos na América do Sul.

GRAMADO do Nogueirão em situação precária. Francisco Braz tenta salvar.

NO Atlético-MG, o jogador Robinho, cria do Santos, pode voltar a Vila Belmiro.

A Arena das Dunas sediará os jogos de Alecrim e Santa Cruz de Natal no estadual.

SOBRE a nota acima, resta saber quem pagará a conta.

Toque Esportivo – Vida longa aos estaduais.

O pulso ainda pulsa. Apesar das críticas, os campeonatos estaduais vão sobrevivendo e, mais uma temporada se aproxima. Por enquanto, as vozes destoantes daqueles que defendem sua importância, se perdem ao vento com o passar do tempo, mas eles continuam insistindo na tese do final. Acabar com os estaduais seria impedir que milhares de jovens pudessem buscar seu espaço no futebol, e até mesmo deixar cidades sem essa prática, passando a viver e acompanhar apenas aquilo que fosse praticado a distância, sem direito a emoção local. Um duro golpe. Se existe a preocupação de realizar o campeonato brasileiro em quatro divisões, a ideia é alcançar o maior número de regiões e estados. Então, vida longa aos estaduais que conseguem levar o futebol profissional a várias regiões e cidades de um mesmo estado. Para quem se organiza, esse é o momento ideal para montar a base que será utilizada nas competições nacionais.

OS ÁRBITROS QUEREM GARANTIAS

Os árbitros de futebol no Rio Grande do Norte, resolveram bater na mesa e exigir mais respeito. Bom, pelo menos no aspecto financeiro. Através do sindicato da categoria surge a proposta para que eles tenham uma compensação financeira quando forem preteridos de trabalhar em jogos decisivos, as finais de turno e do próprio campeonato, quando geralmente se traz juízes de outros estados. De preferência da Fifa.

A compensação seria de ordem financeira, um valor a ser repassado para o sindicato. A tese é de que, se não querem que eles apitem é porque os julgam incapazes da missão e, com este recurso, o sindicato iria qualificar seu associados. No Ceará o valor é de R$ 10 mil, no RN ainda não foi levantada a proposta em torno de quanto seria. A discussão foi aberta e promete polêmica, já que mexe no bolso sofrido dos clubes.

VOTO

Embora a decisão dos dois turnos do Campeonato Potiguar 2017 estejam programadas para acontecer com jogos de ida e volta, a polêmica segue em relação a partida final do campeonato. Por 5 votos a 3, passou a proposta de manter jogo único em Natal, na Arena das Dunas. Os dos votos vitoriosos foi dado pelo representante do Potiguar e isso tem gerado discussão. Todos querem saber o motivo pelo qual o time mossoroense foi favorável a decisão em jogo único e, na capital. Será que é tão ruim assim jogar em casa, diante do seu torcedor?

VOTO 2

Olha, particularmente acho que o motivo é outro e, muito forte. Afinal, quem lembra, foi justamente o fato de fazer dois jogos, ida e volta, que garantiu ao Potiguar seu primeiro título estadual em 2004. No jogo em Mossoró goleou o América-RN, 4 a 1, e em Natal perdeu por 1 a 0, quando poderia ser até por 3 a 0 e mesmo assim seria campeão. Graças a boa vantagem da partida primeira. Também por isso, o voto alvirrubro por jogo único na Arena das Dunas ficou, no mínimo, estranho.

APRESENTAÇÃO

Globo, ABC e América-RN já definiram suas datas de apresentação para iniciar a preparação para o Campeonato Potiguar 2017. O primeiro a botar seus jogadores para trabalhar será o time de Ceará-Mirim. O Globo marcou o início dos trabalhos já para este mês de novembro, dia 25. Já a dupla natalense, ABC e América, estes se confrontam até no início das atividades, começando no dia 05 de dezembro. A missão alvinegra será uma preparação longa visando seu retorno ao brasileiro da Série B, enquanto o alvirrubro fará o caminho da volta disputando a Série D.

INABALADA

Apesar da derrota no clássico contra o Santos, 1 a 0, a liderança do Palmeiras no Campeonato Brasileiro da Série A segue inabalada. Tudo por conta da boa vantagem na pontuação. Enquanto isso, Flamengo e Atlético-MG, receberam a companhia do time do Peixe que agora ocupa a terceira posição no antigo G4. Os mineiros já perderam a terceira posição para os santistas que agora partem para cima da segunda colocação rubro-negra.

NOVEMBRO

Chegamos a novembro e com ele, mais duas datas para jogos da seleção brasileira em sua fase de recuperação na fase eliminatória da Copa da Rússia. É torcer que o treinador Tite e seus comandados mantenham a mesma pegada e consigam superar Peru e Argentina para fechar o ano na liderança dos jogos na América do Sul.

GRAMADO do Nogueirão em situação precária. Francisco Braz tenta salvar.

NO Atlético-MG, o jogador Robinho, cria do Santos, pode voltar a Vila Belmiro.

A Arena das Dunas sediará os jogos de Alecrim e Santa Cruz de Natal no estadual.

SOBRE a nota acima, resta saber quem pagará a conta.

Toque Esportivo – Impedir o impedimento.

Lá nos anos 60 e 70 a turma que cantava música de protesto contra os atos truculentos da ditadura diziam: “é proibido proibir”. Agora, no futebol, creio que é preciso soltar a voz e dizer: vamos impedir o impedimento. O Campeonato Brasileiro da Série A vive seus momentos decisivos e, com ele, muita polêmica em torno da arbitragem de alguns jogos, ou todos os jogos, em algumas rodadas. E, não tem sido raro, as queixas giram em torno de lances de impedimento que resultaram em gols confirmados ou anulados, debaixo de muito protesto da parte, é claro, que sofreu o “tento”. Então, diante de tanta polêmica se o jogador estava com o tronco na frente, o bico da chuteira, passou uma parte do braço, entre outras situações que envolvem o lance e, a interpretação da arbitragem, o melhor não seria abolir, impedir que o impedimento continue existindo? Eis a questão. Se essa é uma medida radical, algo precisa ser feito para definir melhor essa situação. No mais, não me venham com aquela conversa vazia de que tudo isso faz parte da emoção do jogo, pois tem muito dinheiro e paixão envolvido(a) nessa história. Impedir o impedimento pode ser a solução.

 

ACOMODADO NA VANTAGEM, ABC É GOLEADO, 6×0.

Não foi milagre, foi aplicação em campo, vontade de vencer. Assim podemos definir a massacrante goleada do Guarani de Campinas-SP, por 6 a 0, em cima do ABC na noite do domingo, que ficará na história dos dois clubes. Motivos diferentes é claro. A vitória em Natal no Estádio Frasqueirão, por 4 a 0, parece que acomodou o time alvinegro potiguar que entrou em campo sem a menor cautela. Usando aqui a palavra do seu treinador, Geninho, que disse na véspera da decisão da vaga na final do brasileirão da Série C, que seu time seria cauteloso em São Paulo.

Aqui nenhuma culpa do técnico, pois ele fez o seu trabalho, o mesmo que tirou o time da incerteza e o levou ao acesso para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro de 2017. Foram os jogadores em campo que perderam o respeito por um adversário de tradição, como é o ex-campeão da divisão principal do Brasil, o Guarani. O próprio Geninho já havia alertado para o fato de conhecer situações difíceis, quase impossíveis, que foram superadas e, certamente, terá mais uma para apresentar como exemplo aos seus próprios jogadores. Depois da alegria do acesso, o ABC se tornou motivo de vergonha, com a goleada.

JOGÃO

O resultado certamente não foi o desejado pelas duas torcidas que querem seus times vencendo para fechar o Campeonato Brasileiro da Série A em melhor posição, porém, em termos de futebol, tivemos um daqueles jogão de bola. Quatro gols no empate em 2 a 2 entre Flamengo e Corinthians que fizeram jus a festa de reabertura do Maracanã para jogos da competição nacional. Realmente, mesmo a distância, mas lembrando das três oportunidades que lá estivemos, na arquibancada e no campo de jogo, o Maracanã lotado é uma emoção diferenciada.

ENERGIA

Depois de deixar o Ginásio Pedro Ciarlini fechado, sem atrações e acabar com os Jogos Escolares de Mossoró, a atual gestão municipal pisou novamente na bola. Permitiu o corte no fornecimento de energia elétrica ao Estádio Nogueirão por falta de pagamento. É o fundo do poço, já que, também não cumpriu com aquilo que foi acertado no Termo de Ajuste de Conduta-TAC. Nova temporada chegando e, mais uma vez a ameaça do Nogueirão fechar de vez.

TREINADOR

Dando uma valorizada. Assim analiso as declarações do treinador Higo César, que comandou o Santa Cruz de Natal no acesso para disputar a primeira divisão com a conquista do Campeonato Estadual da segundona. Disse que pensa em ficar, mas tem proposta para sair do tricolor, embora não revele nome do possível interessado. Mas, faz parte da negociação começar a firmar posição antes mesmo do início da conversa direta. Na verdade Higo já provou ser um bom treinador, também com bom trabalho quando passou pelo Globo.

A BASE

O treinador Tite, e isso é bom, conseguiu manter a base dos convocados da seleção brasileira dos últimos jogos para as partidas seguintes, contra Argentina e Peru. Pela sequência dos jogos e, pelos treinamentos que tem realizado, a situação se torna mais favorável ainda no sentido de entrosar melhor o grupo e o time a ser colocado em campo.

BASTIDORES

O futebol de Mossoró é uma espécie de amontoado de cinzas, se soprar pega fogo novamente. E, nos bastidores, parece que a confiança em um ano mais vitorioso começa a tomar conta dos dirigentes do Baraúnas. Teriam, dizem, conseguido dinheiro para quitar as dívidas de 2016, o que é uma excelente notícia e, ainda vai sobrar o suficiente para montar um time competitivo. Aguardemos confirmação.

NO Potiguar a semana foi de avaliação e, procura por novo presidente.

NA Copa do Brasil vai pintando final entre gaúchos e mineiros.

FINAL de ano. Mais um jogo festivo envolvendo ex-jogadores em Mossoró.

EM 2016 a Festa de Luzia terá um torneio de futsal. Ótimo.

Toque Esportivo – A situação é a de sempre.

A cena se repete no futebol de Mossoró. Embora se tenha algo a comemorar, cito aqui a garantia de que o Potiguar tem vaga no Campeonato Brasileiro da Série D em 2017, as previsões de futuro são incertas, no tocante à dias melhores, incluindo agora o Baraúnas. Mas, na medida do possível as suas diretorias vão tentando encontrar caminhos menos tortuosos, com o alvirrubro já discutindo a formação de um novo quadro diretivo e o tricolor, por enquanto só rumores, pensando mais uma vez em firmar parceria com um empresário do setor, ou seja, aquele sujeito que aparece com vários jogadores desempregados, prometendo nenhuma ou, modestas despesas em termos salariais. A experiência de trabalhar com os chamados “empresários da bola” não tem sido das melhores no futebol do Rio Grande do Norte, por isso, quando se toca no assunto é impossível não lembrar das iniciativas que fracassaram. Mas, como não temos o direito de prejulgar ninguém, fiquemos no aguardo se o novo responsável da proposta, se existir, possa trilhar caminhos diferentes dos seus antecessores.

ABC, PASSOS LARGOS NA SÉRIE C

O alvinegro segue acumulando resultados positivos e, a empolgação, e não poderia ser diferente, tomou conta da torcida do ABC e do próprio time. Todos vislumbram agora, depois da conquista do acesso para a Série B, que é possível ser finalista no Campeonato Brasileiro da Série C. A vitória, com goleada e exibição positiva diante do tradicional time do Guarani de Campinas-SP, 4 a 0, não deixa a menor dúvida de que o alvinegro pode sim ir mais longe.

Agora, com a vantagem no primeiro jogo é só fazer uso do regulamento e buscar a vaga em definitivo no segundo jogo programado para o interior paulista. Porém, experiente, o treinador Geninho não quer saber de comemoração nesse momento lembrando que já viu situações parecidas serem revertidas pelos adversários. Então, exige ele, concentração e foco total no próximo jogo. E tem razão.

PRAIA

O futebol de praia tem novo comando no país. O Potiguar Andrey Valério foi eleito semana passada presidente da Confederação Brasileira de Beach Soccer, somando 17 dos 22 votos da entidade. Ele também conseguiu, como imposição para se candidatar, que a sede da CBBS deixasse o Rio de Janeiro e fosse instalada em Natal. Andrey assume o posto prometendo realizar uma auditória para saber como as finanças da instituição foram utilizadas nos últimos 12 anos. Ele quer também popularizar a prática do esporte em território potiguar e, fortaleza a participação feminina na modalidade. Além da experiência como treinador da seleção brasileira, o presidente da CBBS foi coordenador da seleção da Venezuela e, no futebol, já treinou equipes como o Alecrim, ASSU e Santa Cruz-RN.

CONVOCAÇÃO

E a nova seleção brasileira, que voltou a empolgar todos os torcedores, e não apenas aos “fãs coxinhas”, será novamente reagrupada nos próximos dias para mais dois desafios pelas Eliminatórias da Copa do Mundo na Rússia. Na sexta-feira, 21, o treinador Tite, direto da sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no Rio de Janeiro, fará nova convocação. As suas próximas seleções adversárias do Brasil serão Argentina e Peru. O Brasil, depois da chegada de Tite, vive seu melhor momento desde o fracasso do mundial de 2014 e a recente disputa da Copa América. Em 2016, começando pela seleção Olímpica, os resultados estão bem diferentes, só vitórias.

SANTA

E as previsões se confirmam. O Santa Cruz de Natal consegue, com uma rodada de antecedência, o acesso para disputar em 2017 o Campeonato Estadual da primeira divisão. O quarto representante da capital se tornou campeão da segunda divisão ao vencer o Atlético Potengi por 2 a 1, na quarta-feira, 19. Na elite do RN o Santa Cruz irá se juntar agora ao Potiguar, Baraúnas, ASSU, Globo, ABC, América e Alecrim. Parabéns aos jogadores e ao treinador Wassil Mendes.

BRASILEIRÃO

O Campeonato Brasileiro da Série A vai sendo disputado também fora de campo. Especialista no assunto, o Fluminense levou a briga para o tapetão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva onde encontrou amparo. A CBF abraçou a causa e também deixa de lado o resultado do campo, infelizmente. O que parecia na melhor edição do brasileirão em pontos corridos, vai tomando rumos nada esportivos.

PAGANDO

Normalmente se divulga que o time anda devendo. Aqui faço justiça a informação de que o Baraúnas, graças a negociação de alguns terrenos, vem conseguindo honrar com os compromissos assumidos na temporada que termina. Bom seria o dia em que essa notícia se transformar em regra, e não exceção.

O jogador Thiago Potiguar deixou o América-RN. Não teve acordo na renovação.

NO time do Fortaleza-CE, 21 jogadores terão contratos rescindido.

EM Natal aparentemente acalmou a disputa pela posse do Estádio JL.

TODA segunda-feira, ao vivo, 19h30, tem Esporte Legal na TV Câmara, canal 16 na TCM.

Toque Esportivo – Sumiu a ata da municipalização.

Sumiu, desapareceu, ninguém sabe o rumo que tomou. A situação aqui envolve ata que registrava o processo de municipalização do Estádio Professor Manoel Leonardo Nogueira, “O Nogueirão”. De acordo com Francisco Braz, que responde pela presidência da Liga Desportiva Mossoroense (LDM) ninguém sabe quem e em qual lugar guardaram o documento. Com isso, entende Braz, deixa de existir de direito a posse do estádio por parte da Prefeitura de Mossoró. O quadro retrata bem a falta de compromisso dos envolvidos no procedimento e, nenhuma atenção do poder público com a política esportiva. Pelo que corre nos bastidores, como não existiu nenhum grande investimento da prefeitura no estádio, principalmente as promessas de fornecer material esportivo para as equipes filiadas a Liga, a entidade pode requisitar a devolução ou, como não existe mais documento comprovando o ato, reassumir de forma direta a administração do estádio. Como os filiados não querem mais conversar com o atual prefeito Francisco José Júnior, a batata quente vai cair nas mãos da prefeita eleita Rosalba Ciarlini. Aguardemos, o caso é sério.

O ABC NO BRASILEIRÃO

A semifinal do Campeonato Brasileiro da Série C para o ABC, começa no domingo, 16. Seu adversário será o ex-campeão da divisão de elite, o Guarani-SP que tenta recuperar seu prestígio no cenário nacional. Os dois disputarão duas partidas, sendo que a primeira será em Natal, no Frasqueirão de onde o alvinegro precisa sair com uma boa vitória para tentar jogar um pouco mais tranquilo em Campinas-SP.

O time potiguar tenta seu segundo título no brasileirão, o que tem motivado mais ainda o seu torcedor. E, percebendo esse interesse a diretoria do alvinegro começou a venda antecipada dos ingressos logo no feriado da quarta-feira. Além de um bom público nas arquibancadas, o ABC precisa sair do Frasqueirão com um excelente resultado para administrar o segundo confronto fora de casa no campo do adversário.

FUTSAL

Além do ciclismo e pedestrianismo que já fazem parte do pacote esportivo da Festa de Santa Luzia, padroeira de Mossoró, tem mais novidade pintando e ampliando esse leque. Para a festa deste ano será acrescentando um torneio de futsal, de acordo com anúncio feito pelo próprio Padre Flávio, coordenador do maior evento religioso do Rio Grande do Norte, respondendo pela Paróquia de Santa Luzia. Já que o poder público municipal nos deixou órfãos de competições amadoras, a igreja católica vai salvando a pátria dos atletas que rogam por uma competição.

ESTADUAL

A temporada 2017 já começou para o futebol potiguar. Em destaque a disputa pela oitava vaga no Campeonato Estadual, para preencher o espaço deixado pelo rebaixado Palmeira de Goianinha. Em disputa acirrada, estão no páreo, Atlético Potengi que lidera com 13 pontos e, na segunda posição somando 12, aparece o Santa Cruz, os dois times de Natal.

FAVORÁVEL

Um detalhe favorável ao trabalho do treinador Tite afrente da seleção brasileira é a pressão que sofrem os dirigentes da CBF, investigados sob suspeitas de corrupção no futebol.  Acanhados eles não aparecem muito e com isso o treinador ganha espaço e liberdade para trabalhar ao seu modo, sem ingerência de empresário de jogador ou patrocinadores. O resultado de tudo isso, é uma seleção que ontem era a quinta colocação e hoje lidera a classificação para a Copa do Mundo na Rússia, nas Eliminatórias da América do Sul.

REORGANIZANDO

Parece que o América-RN, como não tem muito, não quer perder tempo. Depois de conversar com alguns jogadores já definiu também seu treinador para 2017. Assim inclusive fica melhor para arrumar o plantel, ou seja, dirigentes e comissão técnica trabalhando junto, e não um ou outro de forma isolada. O diretor técnico Carlos Moura, anda confiante na montagem de um elenco forte já a partir do Campeonato Estadual e Copa do Nordeste. E vai precisar mesmo. O projeto maior é tirar o time da Série D do Campeonato Brasileiro.

MARACANÃ

Depois dos Jogos Olímpicos, finalmente o Maracanã vai reabrir para abrigar jogos do Campeonato Brasileiro da Série A. E, vai ser reutilizado em grande estilo, com o clássico Flamengo e Corinthians. É jogo para lotar o Maraca, já que estamos falando nas duas maiores torcidas do Brasil. Em três oportunidades já tive o a honra de trabalhar em transmissões no Rio de Janeiro fazendo clássicos como Flamengo x Fluminense, Flamengo x Botafogo e Vasco x Fluminense.

LÍDER da Série A do brasileirão, o Palmeira realiza eleição com chapa única para sua presidência.

NOGUEIRÃO, nova ameaça de não reabrir. Falta atender indicações do Corpo de Bombeiros.

O Corinthians já tem treinador. Oswaldo Oliveira deixou o Sport.

SITUAÇÃO difícil do Internacional-RS. Próximo do rebaixamento.