domingo , 25 de junho de 2017
Home / Opinião / Notícias do Interior (page 3)

Notícias do Interior

Com Alvanilson Carlos
[email protected]

O MUNDO DA INVEJA

O mundo capitalista está em fase de transformação avançada e por isso tem subtraído da sociedade os seus bens mais essenciais que são seus princípios baseados na moral, na ética e no respeito ao próximo. Infelizmente estamos vivendo numa sociedade em que prevalece o individualismo, a inveja, o quanto pior melhor, a falta de consideração, a ingratidão, a desunião, a falta de amor, a covardia, o rancor, a inveja e por aí vai.

Na verdade não está fácil sobreviver em um mundo onde o dinheiro está em primeiro lugar, enquanto o ser humano perdeu totalmente o seu valor. Modificar essa realidade não é tarefa fácil, pois as pessoas estão a cada dia mais convencidas de que ter dinheiro fácil é o caminho para obter destaque dentro da sociedade, já que hoje se valoriza mais o ter do que o ser.

Tudo isso, só tem gerado mais dificuldades para quem quer viver dentro de um padrão de normalidade, respeitando os princípios básicos da família, do bom costume e da boa convivência. Esse modelo social que está em transformação tem trazido muito mais malefício do que benefícios, isso porque, incentiva a rivalidade, a competitividade, o sucesso a todo custo, se sobressair passando por cima dos outros etc, esquecendo tudo aquilo que uma sociedade precisa para pelo menos ser solidária e viver em harmonia.

SEM VOLTA
A decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tirou qualquer chance da prefeita eleita pelo voto, Cláudia Regina, de retornar ao comando do município. E o pior, de disputar qualquer eleição por oito anos. Cláudia viu sua carreira política ser cerceada pela Justiça, interrompendo um crescimento pessoal que vinha tendo a aprovação popular. A decisão do TSE em manter a cassação nos dez processos que existiam liquidou qualquer pretensão política nas próximas eleições, embora não impeça que a ex-prefeita exerça papel importante dentro do processo, já que é presidente de um grande partido o DEM.

ROMPIMENTO
O ex-prefeito e líder da oposição de Alexandria, Alberto Patrício, anunciou de forma direta o seu rompimento com o governador Robinson Faria. Alberto se sentiu “traído por não ter pleitos atendidos no governo e ainda ter visto aliados seus sendo desprestigiados”. O ex-prefeito não suportou ver correligionários sendo passados para trás e saiu em defesa de todos, o que culminou com o rompimento.

CANDIDATO
O ex-prefeito Alberto Patrício monta grupo para ser candidato a prefeito nas próximas eleições e tentar voltar ao comando da Prefeitura de Alexandria. Alberto ainda tem grande prestígio na cidade e deve enfrentar uma candidatura forte da situação que também trabalha nome de peso para a disputa. Uma disputa que promete ser das mais acirradas. Anotem!

RESOLVENDO
O prefeito de Almino Afonso, Lawrence Amorim, teve dificuldades em encontrar um terreno para adquirir e ampliar os cemitérios existentes no município, o que resolveria por um bom tempo a falta de lugares para sepultamento. Mas, houve um consenso e parte do terreno vizinho ao cemitério velho permitirá sua ampliação, o que irá melhorar a situação por um bom período.

AÇÕES DA POLÍCIA
A Polícia Militar está agindo no Alto Oeste com ações com o intuito de tirar de circulação os bandidos que estão atuando naquele setor. Com isso, muitos devem migrar para outras regiões. Já estava na hora, porque o Oeste precisa de mais apoio das polícias para reduzir a criminalidade. Está de parabéns a Polícia Militar.

PREMIADO

A cidade de Campo Grande ficou entre as 69 melhores em qualidade de vida no Estado, conforme pesquisa encomendada pela revista IstoÉ. Isso prova que a administração municipal vem zelando a coisa pública e se destacando no cenário estadual.  O prefeito Francisco das Chagas (Bibi de Nenca) não tem medido esforços para aplicar bem os recursos do município e melhorar a vida de seu povo.

DIFÍCIL
Mossoró precisa investir e melhorar as condições do sistema de saúde. A cidade cresce, mas esses serviços continuam sem receber a devida atenção e o resultado é o sofrimento da população para conseguir um bom atendimento em toda parte. A demanda crescente e a falta de compromisso de nossas autoridades têm deixado as unidades de saúde com capacidade mínima para o atendimento. É preciso se planejar mais. Essa é a realidade.

PERDENDO O SENTIDO

O trabalhador tem todo direito de fazer greve. É lei e uma forma democrática de reivindicar melhorias salariais e melhores condições de trabalho. Não restam dúvidas de que sem esse mecanismo ficaria mais difícil alguma categoria conseguir melhorar algo dentro de um sistema capitalista. Porém, existe um adendo que ainda não está contemplado nas nossas leis trabalhistas e por esse motivo dificulta ainda mais o entendimento entre patrão e empregado.

Esse adendo seria uma lei que obrigasse a todas as empresas a repassar no mínimo a inflação para os salários dos seus empregados. Isso por si só já reduziria e muito as possibilidades de uma greve que só seria realizada em casos extremos, já que a Justiça estaria sempre de olho naqueles que não cumprissem com sua obrigação.

Por sua vez, a população seria menos prejudicada e as relações trabalhistas teriam menos disputa. Seja ela judicial ou até mesmo na medição de forças que culminam quase sempre com greves extensas que contribui ainda mais para o sofrimento do povo que paga seus impostos e pouco tem haver com esses entraves que demoram dias e dias, tudo porque, existem patrões que acumulam rios de dinheiro e não têm a coragem nem de repor a inflação para seus funcionários, é o caso dos bancos.

Portanto, não se pode mais numa sociedade moderna ficar perdendo tempo com certas disputas que poderiam ser resolvidas de maneira mais simples, causando menos prejuízos à população. É preciso que nossas leis evoluam mais e dê mais agilidade nessas questões que tanto entravam o país. Essa é a verdade!.

SÓ DISCURSO
O governador Robinson Faria vem sentindo a diferença de governar e discursar para a plateia. Isso porque prometeu de forma contundente na campanha que não iria aumentar impostos e agora quebra o discurso aumentando o ICMS, celulares e IPVA, ou seja, está fazendo pior do que os outros dificultando ainda mais a vida do já sofrido povo norte-rio-grandense.

MAIS CARA
Depois de aprovado o tal ajuste fiscal do governo Robinson a nossa gasolina poderá se tornar a mais cara do país, sem falar que os veículos ainda terão o IPVA mais alto também. Essa decisão do governo não agrada nem de longe a população e cai por terra aquela história de prometer em programas de governo mirabolantes durante a campanha e realizar quando está sentando na cadeira. Quanta diferença em?.

DERAM EXEMPLO
Enquanto os pequenos municípios deram exemplos disponibilizando transportes gratuitos para seus estudantes fazerem o Enem, Mossoró teve enorme dificuldade em atender com os coletivos a demanda existente. Muitos estudantes não conseguiram chegar ao destino por falta de transporte, mesmo sendo pago. Além do mais, essa semana, estudantes universitários também tiveram dificuldades de chegar à Uern e à Ufersa. Em mais uma prova que pouco mudou no caótico transporte coletivo da cidade.

ANTECIPANDO
A cidade de Rafael Godeiro vive um momento de antecipação eleitoral. O clima entre situação e oposição está acirradíssimo e quase todo dia tem embate político seja na rua ou na Câmara. É preciso cautela e saber que quem decide quem vai administrar a prefeitura é o povo. Por isso, o respeito às normas e a vontade da população deve prevalecer sempre.

REELEIÇÃO
Se depender da população e de seu grupo político, o prefeito de Felipe, Haroldo Ferreira, deve mesmo disputar a reeleição no próximo ano. Haroldo tem seu trabalho reconhecido pelo povo e por isso tem a confiança de todos. Felipe Guerra vive um momento de transformação com importantes obras sendo realizadas. Daí justifica-se a popularidade do prefeito.

MOMENTO DIFÍCIL

A área de saúde de Mossoró está passando por um momento difícil.  Tem paciente de pequenas cirurgias passando mais de um ano para conseguir uma intervenção de hérnia por exemplo.  O atendimento continua deixando a desejar.  Algo precisa ser feito porque tem muita gente sofrendo por falta de atendimento nos mais diversos locais.

DE VOLTA
A ex-governadora Rosalba Ciarlini está quase livre para enfrentar qualquer batalha política. Essa semana o TSE inocentou a Rosa em um processo e o outro foi interrompido com maioria pró-Rosa, o que pode abrir o caminho para ser candidata a prefeito de Mossoró, cidade que reconhece o seu trabalho e tem grande respeito por ela. Agora o tabuleiro sucessório poderá começar a ser montado e os grupos se definirão como vão para o pleito do próximo ano.

 

SEM VALOR

A vida perdeu o sentido para alguns e se tornou uma coisa banal quando estamos falando do ponto de vista de um bandido. Isso a gente ver quase que diariamente em todo lugar. Pessoas sendo mortas ou atacadas por bandidos inescrupulosos sem dó nem piedade por motivos fúteis ou em troca de dinheiro como se tudo fosse normal ou corriqueiro.

Essa banalidade tem nome: impunidade. A certeza de que não serão punidos faz com que pessoas aparentemente normais enveredem para o mundo do crime de forma fácil e natural por acharem duas formas de conseguirem dinheiro: a primeira é pela impunidade e a segunda para obter recursos fáceis para manter uma vida com padrão dentro de uma sociedade que valoriza mais o ter do que o ser.
Por isso temos assistido tantas vidas de inocentes sendo ceifadas, pagando por dívidas que não fizeram ou porque cometeram algum deslize dentro da sociedade. Além do mais hoje ainda enfrentamos uma decadência de relacionamento no que tange ao respeito e à moral, pois a geração atual não sabe sequer se comportar diante dos mais velhos, imagine conviver com normas e regras que preservem o bom costume e a boa convivência.

Portanto, chegamos a um ponto em que a sociedade brasileira está perdendo seu rumo, já que o nosso modelo educacional não contribui para formar cidadãos com o perfil comportamental para coletividade, as nossas leis protegem mais do que punem, os exemplos de nossas autoridades têm fugido da normalidade e por isso não há mais aquela sincronia social que incentive o moralismo, a ética, o respeito ao próximo, a solidariedade etc, o que vemos é o desencadeamento da violência e de formas de vidas que contradiz o verdadeiro sentido de se viver em sociedade.

MOMENTO DIFÍCIL
A cidade de Frutuoso Gomes tem sentido de forma direta a seca que assola o Nordeste. Essa semana a Caern anunciou que não tem mais como manter o abastecimento de água no município em virtude do reservatório que atende a cidade estar sem condições por estar abaixo do chamado “volume morto”. Agora a cidade será a 12ª a ficar nessas condições.

NECESSÁRIO
O Hospital da Mulher em Mossoró se tornou de suma importância para a saúde da região, já que atende a muitas mulheres que vem de outros municípios ter seus filhos aqui ou que vem com algum tipo de doença infantil. Por isso, essa de fechar hospital não é bom para ninguém, principalmente com o déficit que se tem nessa área aqui na região Oeste. Vamos torcer para que o governo não só mantenha o Hospital da Mulher aberto, mas que cumpra suas promessas de construir outro hospital em Mossoró.

COMPLICANDO
Essa notícia de que o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, PSD, quer antecipar receitas dos royalties não é boa para a população e muito menos para os próximos prefeitos, já que isso acontecendo irá deteriorar ainda mais as contas da prefeitura e comprometer o futuro do município. Isso só demonstra o quanto à administração atual está com dificuldades de acertar suas contas tomando as medidas certas.

FAZENDO FALTA
Essa semana depois da notícia de que o Hospital da Mulher poderia fechar e da repercussão de outros problemas existentes em Mossoró na mídia como um todo, os vereadores externaram a falta que faz um representante da cidade na Assembleia Legislativa, isto porque, os deputados que tiveram votações expressivas aqui não estão nem aí para o município. Essa é mais uma lição para Mossoró e região.

INVESTINDO
O prefeito de Felipe Guerra, Haroldo Ferreira, tem conseguido fazer sua administração andar com muita competência. Haroldo, além de manter todos os serviços básicos funcionando a contento, ainda tem realizado investimentos importantes em obras que estão beneficiando e irão beneficiar a população de forma direta, tanto na zona urbana quanto na rural. Haroldo marcha para se tornar o melhor prefeito daquele município. Anotem!

SEM AÇÕES

Até o momento a população da região Oeste ainda não sentiu um esforço dos deputados que foram eleitos com voto dos oestanos, entre eles estão Galeno Torquato e Manoel Souza que até aqui não têm feito uma defesa a contento dos problemas que estão sacrificando o povo, principalmente no que se refere à seca. É preciso mais empenho por parte desses deputados, pois tiveram a confiança da população que agora necessita de sua voz no parlamento para tentar melhorar suas vidas.

SEM RUMO
A presidente Dilma Rousseff continua com dificuldades de manter sua base aliada e, para completar, os números da economia não melhoram. Este mês a queda na arrecadação foi maior do que o esperado, o governo aumenta a dificuldade em honrar seus compromissos em dia, principalmente no que se refere a investimentos. O país está agonizando e as medidas tomadas ainda não surtiram efeito.

FORA DE CONTEXTO

As relações interpessoais evoluíram muito e o comportamento da sociedade também. Por esse motivo criou-se um novo processo em que se inseriu a figura do líder em substituição ao chefe ou patrão como eram chamados anteriormente. O líder ganhou uma abrangência muito grande e suas responsabilidades aumentaram vertiginosamente, pois a sua missão saiu do simples atos de mandar para comandar e administrar pessoas de forma harmoniosa, tirando delas o máximo que se pode produzir dentro de uma instituição.

A prova disso é que muitas companhias investiram maciçamente na qualificação de seus profissionais, buscando atender uma demanda interna que necessita de fatores positivos e de incentivos constantes para manter o foco e desenvolver suas atividades com mais vontade. Para isso, o clima dentro das instituições teve que ser modificado, principalmente a forma de se tratar as pessoas para tentar tirar delas o melhor. Isso se tornou de suma importância porque indivíduos satisfeitos produzem mais e contagiam ambientes positivamente na busca do objetivo de atingir com sucesso o planejamento realizado.

Aquelas instituições que insistem em continuar com a metodologia anterior estão fadadas a ficarem para trás e enfrentarem sérias dificuldades para se manter em um mercado competitivo e excludente da era do capitalismo moderno. Por isso, muitos especialistas afirmam que elas estão totalmente fora de contexto e só uma profissionalização mais consolidada pode dar o rumo necessário para suas recuperações e em tempos de crise essa necessidade fica ainda mais evidenciada e a tomada de decisões deve ser milimetricamente pensada e acordada com todos para que não fique cada um puxando a instituição para um lado e no final não chegar a lugar nenhum. Portanto, é preciso ter humildade, sabedoria e, acima de tudo, paciência para que tudo flua no caminho certo.

MAIS DIFICULDADES
A notícia de que o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) zerou em diversas prefeituras não foi muito boa para a economia do nosso Estado, isso porque, elas deixaram de quitar dívidas com fornecedores e outros segmentos, evitando que os recursos circulassem e melhorassem um pouco as dificuldades enfrentadas principalmente nas pequenas cidades. Cada data com esse resultado é uma injeção de desânimo nos prefeitos que já acumulam dívidas oriundas de queda nesses recursos.

LEI CORRETA
A lei aprovada no Congresso e sancionada pela presidente Dilma Rousseff, que obriga os presídios a separar por tipo de crime os presos, é necessária e correta. Isso porque não tem condições de um ladrão de galinha, por exemplo, ser colocado na mesma cela de um bandido que matou e estuprou. Agora vai se corrigir uma falha que existia no sistema prisional, mas que ainda vai passar por uma reestruturação das unidades prisionais que pode demorar algum tempo.

ALEXANDRIA
Foi inaugurado em Alexandria o restaurante Fino Sabor, uma opção diferente de lazer que traz novidades da culinária para a cidade, além de pratos variados, cerveja gelada, o Fino Sabor vai preservar a qualidade e o atendimento. Vale a pena conferir esse empreendimento que tem à frente o major Cipriano Correia. Quando estiver em Alexandria vá ao restaurante Fino Sabor saborear o que há de melhor.

PACOTES
A moda agora é pacote de contenção. Em tempos de crise os governos anunciam cortes em despesas para tentar organizar as finanças. Aqui em Mossoró o prefeito anunciou um corte que pretende economizar cerca de nove milhões de reais. Isso para que a prefeitura possa melhorar sua situação financeira e arcar com seus compromissos que, diga de passagem, estão atrasados, principalmente com fornecedores. Alguns estão atrasados há mais de um ano. Uma vergonha para uma administração que queria ser exemplo.

INDECISÃO
A oposição da cidade de Rafael Godeiro continua com seu candidato indefinido, embora o nome de Lobão, que já foi candidato por duas oportunidades, seja sempre o mais cotado. Fontes ligadas a ele confidenciaram que se aparecer outro nome com condições de disputar ele abrirá mão de enfrentar novamente o grupo liderado pelo prefeito Abel Filho, que deve ter como candidata a sua sucessão a ex-prefeita Ludmila Amorim que, por sinal, é uma fortíssima postulante a continuar a administração atual.

PRESÍDIOS
A justiça de vez em quando manda interditar e suspender a remessa de presos para os presídios aqui no Rio Grande do Norte, inclusive em delegacias.  Não restam dúvidas que as nossas unidades prisionais necessitam de reforma e ampliação urgentes, mas não se pode também por causa da super lotação, deixar de prender bandidos.  Situação complicada que merece muita atenção das nossas autoridades, isso porque sai um e entra dez no mundo do crime hoje incentivados, principalmente, pela impunidade.

REELEIÇÃO
Todos os prefeitos que se elegerem em 2016 poderão tentar à reeleição, isso porque a lei que acabava com essa condição para os eleitos pela primeira vez foi aprovada há menos de um ano das eleições e por esse motivo não poderá vigorar para esses mandatos.