segunda-feira , 16 de julho de 2018
Home / Opinião / Notas da Redação (page 3)

Notas da Redação

Notas da Redação

AFASTAMENTO

robinson-faria-750x498

Conforme esperado, a sucessão no RN ganhou novo impulso no último fim de semana. No centro das atenções o retorno do vice-governador Fábio Dantas de Brasília e o seu rompimento político com o governador Robinson Faria. Isso mesmo. Os dois estão rompidos, mas o anúncio oficial do acontecimento será anunciado em mais alguns dias.

COMUNICADO
O vice-governador Fábio Dantas foi ao apartamento do deputado federal Fábio Faria para dizer que não faz mais parte do projeto político do seu pai, governador Robinson Faria. A conversa não foi das mais tranquilas, com Fábio tratando o ex-correligionário político com dureza, não aceitando sua decisão de romper com o sistema.

DEMISSÕES
Quando Robinson Faria era o vice-governador na gestão da governadora Rosalba Ciarlini, após o rompimento entre os dois, os cargos indicados por Robinson foram todos exonerados. Agora, é de se esperar que o governador repita o exemplo de sua antecessora e afaste as indicações políticas de Fábio, quando ainda aliados.

DESDOBRAMENTOS
Parece não haver dúvidas que Fábio Dantas fará opção pelo PSB para sua nova filiação. Continua afirmando que seu nome está à disposição para concorrer ao cargo de governador ou de senador da República. Na segunda hipótese, faria parte da coligação que apoiará a candidatura da senadora Fátima Bezerra ao governo do estado.

PERMANÊNCIA
Robinson Faria anunciou que não renunciará ao cargo de governador. Dessa forma, não renunciará ao mandato em abril e, permanecendo no cargo, só poderá concorrer à reeleição. Ou então, permanecer no cargo sem participar do processo sucessório, trabalhando na expectativa de terminar o governo em situação mais confortável.

CANDIDATO
Se o quadro eleitoral para 2018 apresentou novidades em torno do vice-governador Fábio Dantas, o mesmo não acontece em relação a Carlos Eduardo. O prefeito de Natal continua demonstrando insegurança quanto à disputa do cargo a governador. É possível que permaneça no cargo, sem concorrer a nenhum cargo eletivo, em 2018.

CARGOS
O governador Robinson Faria permanecendo no cargo somente poderá ser candidato a governador. Renunciando ao cargo, poderá disputar qualquer outra posição. Carlos Eduardo precisa sair da prefeitura de Natal para disputar qualquer cargo eletivo. Continuando no cargo, permanecerá prefeito até dezembro de 2020.

PESQUISAS
Entramos no período de realização de pesquisas eleitorais. O ex-governador e ex-senador Geraldo Melo e o deputado estadual Kelps Lima estão solicitando a inclusão de seus nomes para serem avaliados pelos eleitores. Os dois admitem a possibilidade da disputa de um cargo majoritário, governador ou senador.

MDB
Geraldo Melo bem que tentou viabilizar seu nome como candidato ao partido que era Presidente de Honra, o PMDB, hoje, MDB. Não houve receptividade da ideia por parte do seu presidente, senador Garibaldi Alves, que disse a Geraldo da inviabilidade de sua candidatura. Geraldo ainda não sabe a que partido se filiará.

SENADO
O ex-deputado federal Ney Lopes de Sousa anunciou que será candidato a senador na eleição deste ano. Ney, que sempre foi um fiel seguidor do senador José Agripino, não disputará essa eleição pelo DEM, mas confirmou que vai se filiar ao Partido Republicano Brasileiro, PRB que, no segundo voto, apoiará o senador Garibaldi Alves.

BLOCO
Na Assembleia Legislativa, liderado pelo seu presidente, deputado Ezequiel Ferreira, está sendo formado um bloco político interessado em influir na decisão sucessória estadual. Ao que parece, a estratégia defendida é a formação de grandes coligações, sem a preocupação da indicação de nominata para somar votos na mesma legenda.

UERN
Após audiência com o Governo do Estado, os professores da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte decidiram permanecer em greve. O Executivo não apresentou um calendário de pagamento nem outra solução para o encerramento da greve. A situação está ficando insustentável, sobretudo para os alunos da UERN.

Notas da Redação

CANDIDATURA

Gilbeerto Kassab

Em sua visita ao Rio Grande do Norte, o ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab disse que o PSD terá candidatos ao governo, em cinco Estados. Citou o RN entre eles, acreditando que Robinson Faria reunirá condições suficientes para disputar a reeleição.

DESACERTO
O Governo do Estado está anunciando o pagamento em dia dos servidores do Estado dentro de mais 55 dias. Entretanto, vetou projeto de sua autoria para pagamento do abono do 13º salário, já aprovado pela assembleia Legislativa. Diz que pagará o 13º de forma escalonada.

EMPRÉSTIMOS
O pagamento do 13º não foi viabilizado porque o governo do Estado não conseguiu a liberação dos empréstimos solicitados e aprovados pela Assembleia Legislativa. Robinson anunciou para o dia 28 a divulgação da escala de pagamento dessa dívida com os servidores estaduais.

GESTÃO
Quando candidato a governador, Robinson Faria, então vice-governador, afirmava que as dificuldades que o Rio Grande do Norte enfrentava não era por falta de recursos, mas falta de gestão. Hoje, Robinson acusa seus antecessores de terem inviabilizado o Estado.

DUNAS
O Governo do Estado regulamentou a Área de Proteção Ambiental Dunas do Rosado, uma área de extensão de 16 hectares de extensão, na região da Costa Branca. É uma das áreas mais bonitas do RN, de grande potencial turístico, entre os municípios de Areia Branca e Carnaubais.

FÁBIO
O vice-governador Fábio Dantas deverá assinar ficha de filiação ao PSB, com possiblidade de disputar ao cargo de governador, nas próximas eleições. Em Brasília, esteve com a direção nacional do PCdoB, esclarecendo os motivos de sua saída da legenda.

REELEIÇÃO
Diminuíram as especulações sobre possível afastamento entre senadores Agripino Maia e Garibaldi Alves na campanha por suas reeleições. Ao que tudo indica, continuarão juntos, com grandes chances de vitória. Não surgiu candidato ao posto capaz de ameaçar um dos dois.

IMPOSTOS
Como pré-candidato a presidente da República, o ministro Henrique Meirelles muda seu discurso de endurecimento na economia. Assegura que em 2018 não haverá aumento de impostos federais, considerando que as metas econômicas, até agora, estão sendo cumpridas.

KELPS
O deputado estadual Kelps Lima esteve novamente em Mossoró. Veio acompanhado de Magnólia Figueiredo, que disputará o Senado pelo Solidariedade. Kelps admite a possibilidade de disputar o cargo de governador do Estado, mas o mais provável é que concorra à reeleição.

AÇUDES
Segundo Relatório da Situação Volumétrica dos principais reservatórios do Estado, divulgado pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (IGARN), na sexta-feira (23), ainda é pouca a melhora na situação das reservas hídricas potiguares. Não há registro de mudança significativa na maioria mananciais.

Notas da Redação

VISITA
O que teria motivado o senador Garibaldi Alves a visitar a Assembleia Legislativa? Ontem, ele foi visto pelos corredores, oficialmente, procurando informações sobre uma sessão que a Casa programou para homenagear o ex-deputado e ex-prefeito de Caicó, Manoel Torres.

CONVERSA
Preferindo a visita pessoal, Garibaldi, que já exerceu o cardo de deputado estadual, aproveitou para fazer uma visita a Ezequiel Ferreira de Souza, mas, nesse instante, uma sexta-feira, o presidente da Casa não estava no local. A assessoria de Garibaldi não agendara essa visita.

EZEQUIEL
De estranho, apenas a visita surpresa de Garibaldi à Assembleia. O deputado Ezequiel, por sua vez, teve uma semana política muito movimentada, sendo o vice-governador Fábio Dantas o centro das atenções. Fábio pode ser candidato a cargos majoritários, senador ou governador.

FÁBIO
Garibaldi, com larga experiência no Legislativo sabe que esses representantes do povo costumam aproveitar as sextas-feiras para o contato com as bases. Não encontrou deputados, mas deparou-se com o vice-governador Fábio Dantas, também em visita à Assembleia.

CANDIDATURAS
Nem Michel Temer, nem Flávio Rocha. O presidente assegura, com todas as letras, que não disputará a reeleição e que a intervenção na segurança do RJ não teve motivação política. O mesmo com Flávio Rocha que diz não ser candidato a governador nem a presidente da República.

DESCONFORTO
Mesmo com essa declaração de que não será candidato à reeleição, o presidente Temer vem tendo dificuldades em eliminar o desconforto que tomou conta das Forças Armadas que não deseja ser acusada de estar prestando serviço político ao presidente e não atuando na segurança públca.

AJUDA
Os governadores do Nordeste programam visita ao presidente Michel Temer para pedirem mais apoio para a segurança. No Sudeste, há o temor da migração de criminosos do Rio para esses estados. No Nordeste, as facções já estão instaladas e coordenam suas ações para todo país.

FORÇA NACIONAL
Mossoró também entrou na lista de cidades que recebem apoio da Força Nacional. O governador Robinson Faria solicitou e o Governo Federal deslocou trinta militares e dez veículos, com o objetivo de diminuir os crimes, de roubos e homicídios.

RECURSOS
O Ministério da Saúde liberou mais R$ 61,1 milhões para repassar aos 67 municípios de 17 estados brasileiros que atingiram a meta na realização de cirurgias eletivas. No total, foram feitas mais de 80,6 mil cirurgias em 2017. O RN não foi beneficiado.

EXALTAÇÃO
No auditório da Estação das Artes de Mossoró, o acadêmico José Wellington Barreto apresentou, ontem (22), exaltação ao patrono da Cadeira 01 da Academia de Ciências Jurídicas e Sociais de Mossoró, Manoel da Costa Andrade.

CLAUDER
No próximo 02 de março, o escritor Clauder Arcanjo tomará posse como imortal da academia norte-Rio-Grandense de Letras, em Natal. Ocupará a Cadeira 12, cujo patrono é Amaro Cavalcante e que tem como fundador e primeiro ocupante, Juvenal Lamartine.
,

Notas da Redação

PRESIDENTE
O empresário Flávio Rocha viveu momentos de glória em Natal, quando lançou o projeto Brasil 200, no Teatro Riachuelo, de sua propriedade. Micro, pequenos, médio e grandes investidores do estado participaram da reunião e defenderam a candidatura de Flávio à presidência da República.

NOME
Brasil 200 é uma referência aos 200 anos da independência do Brasil, que será comemorado em 2022, ano em que termina o mandato do presidente que sucederá o atual, Michel Temer. É um movimento apartidário da sociedade civil, mas com investimento direto na política.

AUSÊNCIA
Chamou atenção dos presentes o fato de representantes da bancada federal, deputados federais e senadores, não terem participado do encontro. Até então, havia essa presença nas reuniões da FIERN para discutir assuntos do interesse do desenvolvimento do Rio Grande do Norte.

EMPRESÁRIOS
Depois de apresentar o programa Brasil 200 em Natal, o empresário Flávio Rocha encarregou Tião Couto, Jorge do Rosário e Marcelo Alecrim a promoverem a implantação da ideia em Mossoró. São dois empresários de Mossoró e um de Natal, todos com projetos políticos para 2018.

SEGURANÇA
Nas redes sociais, o governador Robinson Faria informa que, resultado de seu esforço pessoal, chega hoje à Mossoró um reforço na segurança, com policiais e viaturas da Força Nacional. Aqui serão realizadas operações integradas, em cooperação com a Secretaria de Segurança.

SINDIVAREJO
O empresário Michelson Frota foi reeleito para um novo mandato na presidência do Sindicato do Comércio Varejista de Mossoró (SINDIVAREJO). A eleição ocorreu na última quarta-feira, 21, quando Michelson foi reconduzido para um novo mandato de quatro anos.

MIGRAÇÃO
Os secretários de segurança dos estados de SP, MG e ES estiveram com o ministro da Justiça, Torquato Jardim, apreensivos com a migração de criminosos após a intervenção federal no RJ. Essa possibilidade também é real para estados nordestinos, sobretudo o RN e o CE.

ROUBOS
O roubo de veículos no Rio Grande do Norte atingiu índices alarmantes. Em 2017 foi um vículo roubado por hora, um aumento de 13,3% em relação a 2016. A Secretaria de Segurança não informou o índice de recuperação desses veículos. A maioria dos roubos foi na Grande Natal.

TROCA
Deputados federais e estaduais poderão mudar de partido entre 7 de março a 7 de abril, sem a perda de seus mandatos. No RN não se esperam mudanças dessa natureza. O vice governador Fábio Dantas e do Executivo e não precisa utilizar esse artifício caso deseja trocar de legenda.

INVERNO
Os meteorologistas do Nordeste afirmam , agora com mais segurança, que o inverno deste ano está assegurado. E mais, que os índices pluviométricos serão cerca de 25% a mais que a média de precipitação nordestina, algo em torno de 600 mm. E um fato a ser comemorado por todos.

Notas da Redação

COMUNICAÇÃO

Governador-Robinson-Faria

Como está fazendo o presidente Temer, o governador Robinson está concedendo entrevistas aos diversos órgãos de comunicação no estado. Quase sempre a defesa se baseia em acusações ao governo anterior, segundo ele, responsável pelo descalabro atual.

IMODÉSTIA
Robinson Faria assegura ainda que tem trabalhado incansavelmente para retirar o estado da crise. São 20 horas diárias de labuta, disse ele, num esforço sobre humano que acabará com a crise existente no RN.

PAGAMENTO
O servidor público estadual está desconfiado, mas torcendo para que a declaração do governador de que em mais dois meses a folha de pagamento estará em dia seja realidade. Afinal de contas, em quase todo período da administração atual sofreu o drama do atraso.

FUNFIR
Mesmo dizendo que a previdência estadual está inviável e garantindo que em 60 dias pagará o servidor em dia, o Governo continua insistindo em efetuar saques nos recursos do Funfir. Isso não acontecerá porque o TJ, em decisão liminar, proibiu novos saques.

PSB
O vice-governador Fábio Dantas esteve ontem, em Brasília, em audiência com o presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro, PSB, Carlos Siqueira. A conversa girou em torno de filiação partidária e possível candidatura ao governo do estado.

PSDB
O PSDB, que tem em seus quadros, além de outros, o deputado federal Rogério Marinho e do deputado estadual Ezequiel Ferreira de Sousa, presidente da Assembleia Legislativa, parece não estar mais em alinamento irrestrito ao governador Robinson Faria.

MANIFESTO
O empresário Flávio Rocha lançou o Manifesto Brasil 200 no auditório do Teatro Riachuelo. Flávio não falou em candidatura de empresário, mas na identificação na classe política de um candidato que “defenda uma economia liberal, com valores conservadores”.

CANDIDATURA
Na entrevista que antecedeu o lançamento do Manifesto Brasil 200, Flávio assegurou que não disputará nenhum cargo eletivo no Rio Grande do Norte, nem mesmo o de governador. Aproveitou para descartar a possibilidade de ser candidato a presidente da República.

UTI
O mais novo hospital em Mossoró, Hospital São Luiz, entra na luta para o credenciamento de 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva. A equipe técnica da Secretaria de Saúde alega que o São Luiz ainda precisa preencher alguns requisitos exigidos pelo SUS.

FÁTIMA
A senadora Fátima Bezerra, em discursos no Senado, criticou o decreto de intervenção na segurança pública no Rio de Janeiro, segundo ela, uma ação política e midiática, e defendeu a implementação de um sistema Nacional de Segurança Pública.

APROVAÇÃO
O Instituto Paraná Pesquisas divulgou resultado de levantamento, onde 74,1% dos brasileiros apoiam a iniciativa da intervenção do governo federal na segurança do RJ. Apenas 20,5% não concordam com a iniciativa, isto é, oito em cada dez brasileiros são a favor.

CAMPANHA
Candidatos a presidente têm visitado estados brasileiros, divulgando suas mensagens. Além de Lula, João Dória, Bolsonaro e Ciro Gomes, o presidente Temer também vai viajar pelo país, em campanha. Acredita que pode recuperar a imagem e sair candidato à reeleição.

Notas da Redação

ROMPIMENTO
Esta coluna já havia sinalizado para mudanças poderiam ocorrer no âmbito da política estadual. Disse do mal estar existente entre o governador Robinson Faria e o vice-governador Fábio Dantas, inclusive adiantando a possibilidade do rompimento político entre os dois, que está prestes a ocorrer.

ENTENDIMENTO

Fábio Dantas

Ontem, terça-feira (20), o vice-governador Fábio Dantas viajou a Brasília para manter contatos com algumas lideranças, para seu futuro político nas eleições de 2018. Fábio fale em duas opções principais de filiação partidária, PSB ou PSDB, embora a escolha possa recair em outra legenda.

CANDIDATURA
O vice-governador Fábio Dantas poderá disputar o cargo de governador, dependendo do resultado dessas articulações. Disse que “decido a minha questão partidária este mês e acho cedo definir possiveis candidaturas, mas meu nome está a disposição para disputar o Governo ou o Senado.”

VIRADA
Confirmando sua candidatura ao governo do estado haverá uma reviravolta no quadro atual de candidatos. O prefeito Carlos Eduardo continua indeciso em relação a sua candidatura e os demais pré-candidatos não conseguiram deslanchar. Fábio poderá ser candidato contra Fatima Bezerra.

INTERFERÊNCIA
O governador Robinson Faria optou por transferir ao filho, deputado Fábio Faria, as decisões políticas do seu governo. Além de definir, Fábio fica responsável pela divulgação das decisões. Final de semana, foi tomada uma definição política, depois, totalmente modificada por Fábio.

MUNICÍPIOS
O Congresso Nacional aprovou na terça-feira (20) a liberação de repasse de R$ 2 bilhões aos municípios, para aplicação em projetos vinculados aos ministérios da Saúde, da Educação e do Desenvolvimento Social. São 50% para saúde, 30% para educação e 20% na assistência social.

PT
A senadora Fátima Bezerra é candidato pela legenda ao cargo de governador do Estado. O partido não tem divulgado os nomes que pretende lançar ou apoiar na disputa pelas duas vagas ao Senado. Especula-se que uma das vagas será disputada pela deputada Zenaide Maia.

EMPRESÁRIOS
Flávio Rocha volta à Natal. Às 15 horas de hoje lança oficialmente o movimento Brasil 2000 no Nordeste, no Teatro Riachuelo. Antes, Flávio concede entrevista coletiva, respondendo pergutnas sobre o referido programa, lançado em janeiro a partir de leitura de um manifesto em Nova York.

GREVES
Nos últimos tempos, os movimentos grevistas não têm obtido resultados satisfatórios. Depois de cem dias, servidores da Saúde suspenderam a greve sem conquistar nenhuma das reivindicações. A UERN continua resistindo, mas o resultado final não será diferente do que ocorreu com a saúde.

AJUDA
Depois da intervenção na segurança no Rio de Janeiro e maior apoio ao setor no estado do Ceará, os governadores do Nordeste pretendem definir proposta conjunta para solicitar apoio do governo federal para ações de combate à violência nos estados.

Câmara aprova intervenção federal na segurança pública do RJ

Depois de mais de 6 horas de discussão, a Câmara dos Deputados confirmou, na madrugada desta terça-feira (20), a intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro. O decreto assinado pelo presidente Michel Temer teve 340 votos favoráveis, 72 votos contrários e 1 abstenção. O texto segue agora para o Senado Federal na forma do Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 886/18.

A relatora da proposta, deputada Laura Carneiro (PMDB-RJ), incluiu duas sugestões ao Poder Executivo em seu parecer. Ela pediu que o governo federal apresente recursos federais em caráter continuado, a serem usados na segurança pública e nas áreas de assistência social.
A deputada também sugere que o Poder Executivo regulamente o poder de polícia das Forças Armadas e estabeleça diálogos com o Ministério Público e com o Judiciário para o controle externo da operação. Os dois pedidos foram feitos na forma de indicação, que são opinativos e não vinculam a atuação do Executivo federal, já que não é possível apresentar emendas ao decreto de intervenção.

A deputada também sugere que o Poder Executivo regulamente o poder de polícia das Forças Armadas e estabeleça diálogos com o Ministério Público e com o Judiciário para o controle externo da operação. Os dois pedidos foram feitos na forma de indicação, que são opinativos e não vinculam a atuação do Executivo federal, já que não é possível apresentar emendas ao decreto de intervenção.
A questão do financiamento foi ressaltada por Laura Carneiro. Ela afirmou que o governo do estado do Rio de Janeiro não tem recursos para custear a intervenção. “Durante dez meses, seriam necessários cerca de R$ 250 milhões adicionais para custeio e investimento das ações de intervenção, recursos de que o estado do Rio de Janeiro não dispõe”, esclareceu a deputada.

Agência Câmara Notícias

Notas da Redação

INTERNET
O governador Robinson Faria traz a Natal o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, para apresentar o programa “Internet Para Todos” a ser instalado ainda em 2018, ligando Natal a outros municípios do Rio Grande do Norte.

JANELA
Ocupantes de cargos no Executivo não devem fidelidade partidária à legenda pela qual foram eleitos. Já os parlamentares terão que observar o período da janela partidária, entre 7 de março e 7 de abril para mudarem de partido sem a perda dos seus mandatos.

EXPORTAÇÕES
A fruticultura, na Região de Mossoró, contribuiu decisivamente para a alta nas exportações do Rio Grande do Norte. O aumento de 7% no total em vendas em 2017 teve como líderes as empresas mossoroenses Agrícola Famosa e Usibrás (castanha de caju).

CANDIDATOS
Até o final de 2017, quando se falava em candidato a governador, eram citados os nomes de Robinson Faria, Carlos Eduardo, Fátima Bezerra, Cláudio Santos, Clarissa Linhares e Tião Couto. Alguns entenderam a inviabilidade de suas candidaturas e vão se afastando da lide.

ROBINSON
A primeira notícia foi de que o deputado federal Fábio Faria havia declarado que seu pai permaneceria no cargo até o final do mandato, mesmo que não disputasse a reeleição. Depois, que a declaração era a de que Robinson disputaria a reeleição. É, pode ser. Até Temer imagina ser candidato à reeleição.

FALASTRÃO
O deputado Fábio Faria tem sido exagerado em suas últimas entrevistas, aumentando as dificuldades para o pai. Ontem, declarou que o pai é boicotado por parte da classe política, além de sofrer oposição muito forte na mídia. Será que o pai não estava preparado para ser governador?

ELEITOR
O Tribunal Superior Eleitoral iniciou campanha de alerta sobre o prazo final para regularização do título de eleitor. Desde ontem, nos principais veículos de comunicação do país, mostrando as datas a serem cumpridas, antecedendo o pleito eleitoral.

PREVIDÊNCIA
A intervenção na segurança do Rio de Janeiro implicou na suspensão da tramitação das Propostas de Emenda à Constituição e, em consequência, a reforma da Previdência. Ficará para o próximo presidente dar prosseguimento ou desistir dessa votação a partir de 2019.

ESTADUAIS
Espera-se um aumento no número de concorrentes ao cargo deputado estadual nas próximas eleições. Lideranças em praticamente todas as regiões do estado estão dizendo dessa disposição, conversando e fazendo alianças com candidatos a deputados federais.

DIVERGÊNCIA
O Ministério Extraordinário da Segurança, a ser criado pelo governo Temer, começa com polêmica entre o ministro Padilha e o presidente do Senado. Padilha diz que o Ministério será criado por Medida Provisória. Para Eunício, ele só existirá se aprovado pelo Congresso.

Notas da Redação

ESCOLAS
O governador Robinson Faria anuncia o início da construção de seis escolas-modelo para atender três mil alunos de assentamentos, loteamentos e uma comunidade indígena, em cinco municípios. São escolas com sistema para reuso de água e energia solar.

RENÚNCIA
Coube ao deputado federal Fábio Faria a missão de afirmar que o seu pai, Robinson Faria, não renunciará ao cargo de governador. Admite até que ele não disputará a reeleição, mas que concluirá o seu mandato no dia 31 de dezembro de 2018.

DESINCOMPATIBILIZAÇÃO
O aviso de Fábio atinge a ex-secretária Julianne Faria que não poderá concorrer a nenhuma cargo eletivo sem a desincompatibilização de Robinson no dia 7 de abril próximo. Julianne estava se articulando com setores da oposição para disputar, até mesmo, o cargo de senadora.

HOMENAGEM
Amigos e familiares participaram de sessão solene na Câmara Municipal de Caicó, em homenagem ao centenário de Manoel Torres, líder político que exerceu os cargos de prefeito do município e deputado estadual e, durante anos, comandou o PMDB na Região do Seridó.

SCHNEIDER
A artista global Naura Schneider esteve em Mossoró, hospedando-se na Praia do Rosado, em Carnaubais. Veio para participar do casamento da jornalista Katiana Azevedo-Ciro, residentes em Brasília, e aproveitou para abraçar a amiga Sandra Rosado.

FILME

Naura

Naura Schneider participou como atriz e produtora do longa-metragem “Vidas Partidas”, contracenando com o ator Domingos Montagner. O filme é inspiradonas alarmantes estatísticas de crimes praticados contra a mulher, e pode ser acessado no site Globo Play.

PT
O partido dos trabalhadores reunirá seus dirigentes partidários no dia 23 para tratar das eleições deste ano. Há uma tendência em liberar os atuais governadores petistas para decidirem sobre alianças políticas que considerarem melhores para o resultado eleitoral.

DEPUTADOS
Com a intervenção na Segurança no estado do Rio de Janeiro, a reforma da Previdência terá sua votação adiada sine die. Isso traz alívio aos deputados que temiam perder votos por conta da reforma. O presidente Temer deverá anistiar os parlamentares que estavam contra a aprovação.

VEJA
A revista semanal traz na capa uma carnavalesca tipo Carmem Miranda e reportagem sobre as pesadas críticas aos políticos no carnaval deste ano: “Abram alas, o voto vem aí. Os políticos apanharam feio na Sapucaí…protestos são prenúncio de um ano eleitoral quente.”

ÉPOCA
A foto do chefe da Polícia Federal, Fernando Segovia, afirmando sua docilidade em relação ao Palácio do Planalto e a reação de grupo de delegados da PF em relação aos movimentos políticos do diretor-geral em favor do presidente Michel Temer.

ISTOÉ
Com a imagem do Cristo Redentor ao fundo, a foto de um militar preparado para o combate e o questionamento: “Intervenção no Rio de Janeiro, uma medida necessária, populista – ou ambas? E ainda, Fernando Segóvia, da polícia federal, chamado de “delegado trapalhão”

Notas da Redação

ROMPIMENTO
O governador Robinson Faria tenta evitar que o vice-governador Fábio Dantas rompa com o governo. Fábio sentiu-se desprestigiado quando adotou medidas administrativas durante uma interinidade como governador e teve seus atos revogados pelo governador Robinson.

ARTICULAÇÃO

Governdor em exercício, Fábio Dantas, sanciona lei instituindo Mês da Mulher

Diante dessa insatisfação, um grupo de deputados estaduais passou a mostrar a Fábio o seu potencial como possível candidato a governador. E, a possiblidade de receber expressivo apoio para sua candidatura. A deputada estadual Cristiane Dantas é a esposa de Fábio.

INVESTIMENTOS
Ontem, sexta-feira 16, o governador Robinson Faria visitou o município de São José de Mipibu, administrado por Arlindo Dantas, o pai de Fábio, visitando obras de ampliação do Hospital Regional e a construção de dez leitos de UTI. Mas, ao que parece, essa atitude chegou tarde.

SOCIAL
A ex-primeira dama Julianne Faria está fazendo falta na mobilização social do governo. Antes, havia notícias diárias nessa área, hoje praticamente imobilizada. De forma discreta, a Assessoria de Comunicação anunciou a construção de mais 22 Centrais do Cidadão em todo o Estado.

OPOSIÇÃO
Na Assembleia Legislativa, a perspectivas é que o Governo perca o apoio de mais alguns deputados. Pelo desgaste do governador, fazer parte do seu esquema político é capaz de retirar votos dos candidatos. É a história que se repete ipsis litteris.

CANDIDATURAS
O medo de assumir as rédeas da administração estadual começa a atingir lideranças do PT que argumentam sobre a inconveniência da senadora Fátima Bezerra disputar o governo. Em caso de vitória, poderia soçobrar em sua carreira política, até hoje vitoriosa.

CARLOS
É possível que esse seja o mesmo temor do prefeito Carlos Eduardo que vem protelando constantemente o anúncio de sua candidatura a governador. Perderia mais de dois anos como prefeito de Natal e, vitorioso, o resultado poderia ser comparado a uma vitória de Pirro.

EMPRESÁRIO
Essa perspectiva anima os que defendem a candidatura de um empresário ao governo do Estado. Mesmo sendo difícil esse candidato não ter pretensões em continuar na vida pública, como gestor, poderia adotar medidas duras e antipáticas para recuperar a economia estadual.

SEGURANÇA
A decisão do governo federal em intervir na Segurança do Estado do Rio Grande do Norte tem dividido opiniões, dos que consideram a atitude acertada e dos que julgam o ato como uma intervenção de Estado. Enquanto isso, o governo autorizou a prorrogação por mais 60 dias das Tropas Federais no RN.

BARRAGEM
Ainda não é o suficiente, mas a previsão é de que o inverno continuará de forma regular e os açudes e barragens do estado recuperarão boa parte da capacidade hídrica. Em Assú, a Armando Ribeiro Gonçalves aumentou seu nível d´ água em oito centímetros, cerca de 3,6 milhões de metros cúbicos.

INTERVENÇÃO
A decisão do Governo Federal em intervir na segurança pública do Rio de Janeiro dividiu a opinião pública nacional. Embora sendo um mecanismo9 previsto na Constituição, há quem considere o gesto uma intervenção branca no próprio governo desse Estado.

FRACASSO
Para o cientista político Creomar de Souza, da Universidade Católica de Brasília, a intervenção é a “assunção do fato de que toda uma geração política que está no poder do Estado do Rio de Janeiro fracassou para com a sociedade”. O governador Pezão e o presidente Temer são correligionários no MDB.

CONSEQUÊNCIAS
O principal risco da intervenção é o risco de fracassar, mas a decisão tem interferência direta na votação da reforma da Previdência. A Constituição proíbe emendas a seu texto durante ações como a decidida pelo governo, como é o caso da mudança nas aposentadorias.

PREOCUPAÇÃO
Governadores dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo estão preocupados com os efeitos da intervenção no Rio. Acreditam que a intervenção acarretará a fuga de criminosos para os estados vizinhos e solicitaram reunião com o ministro da Justiça para discutirem o caso.