sábado , 22 de setembro de 2018
Home / Destaques / Bahia conquista 1º título no Concurso Nordestão de Quadrilhas
Os donos da festa em Mossoró foram os baianos. Capelinha do Forró foi a grande campeã do XVI Nordestão de Quadrilhas. O tema “Midas – um toque de ouro no São João”
Os donos da festa em Mossoró foram os baianos. Capelinha do Forró foi a grande campeã do XVI Nordestão de Quadrilhas. O tema “Midas – um toque de ouro no São João”

Bahia conquista 1º título no Concurso Nordestão de Quadrilhas

Mossoró foi a capital junina do Nordeste neste final de semana com a realização do XVI Concurso Nordestão de Quadrilhas, promovido pela União Nordestina de Entidades Juninas (UNEJ), na Arena Deodete Dias, no Corredor Cultural da Avenida Rio Branco. O concurso teve início na noite deste sábado, 07, e se encerrou somente na madrugada desta segunda-feira, 09. Cada estado nordestino foi representando por um grupo junino, com exceção do Rio Grande do Norte, que por ser o estado sede, tinha direito a duas representatividades.

Na noite do sábado o concurso foi aberto com a Junina São João, a primeira do Rio Grande do Norte a se apresentar no concurso. A quadrilha misturou cultura nordestina e cultura árabe com o tema: “Realidade ou fantasia? O reino árabe no sertão de Maria.” A quadrilha, de Natal, impressionou pela coreografia, figurino e repertório.

Em seguida a Paraíba fez a festa com a Junina Fogueirinha com a narrativa “Ser tão junino – Aquilo que meu olhar guardou pra você!”. Teve fogueira e até uma rainha que surgiu dentro de um balão.

A terceira quadrilha da noite foi a Junina Século XX, do Sergipe. A quadrilha possui 54 anos ininterruptos de atuação no mundo junino. É a quarta quadrilha junina mais antiga do Brasil. Na apresentação o grupo evidenciou a fé do vaqueiro. O Piauí foi o quinto estado a ser representado no Nordestão com a quadrilha Explosão Estrelar, com o tema: “É simples assim”.

Foi a primeira vez que a quadrilha participou do concurso. A noite foi encerrada com o estado da Bahia e a quadrilha Capelinha do Forró. A proposta cênica dos baianos na apresentação agradou os espectadores que estavam na arquibancada da arena.

As apresentações foram retomadas na noite do domingo, 08, com a caçula do Nordestão. A quadrilha Santa Fé, de Alagoas, fez uma homenagem a música “Feira de Mangaio”, consagrada na voz de Clara Nunes. Para isso a junina alagoana trouxe uma verdadeira feira para a arena.

Logo em seguida foi a vez do Maranhão com a quadrilha Flor do Mandacaru, com o tema “Uma alma velha habita em mim”. O Maranhão nunca venceu no Nordestão. Uma das favoritas ao título, Junina Lumiar, do Pernambuco, mostrou a fé em Santo Antônio na festa realizada na cidade pernambucana de Barbalha. A batalha de uma solteirona nas mais diversas simpatias em busca do casamento no foi esquecida.

O Ceará, celeiro de grandes quadrilhas juninas, foi representado pela Junina Tradição. Os cearenses fizeram o espectador reviver as “budegas” que vendiam fiado no caderno de anotações. A noite foi encerrada com a segunda quadrilha do Rio Grande do Norte a se apresentar no Nordestão. A campeã do Concurso Interestadual de Quadrilha Estilizada do Mossoró Cidade Junina prestou uma homenagem a paraibana Elba Ramalho. A trajetória do ícone nordestino na música popular brasileira foi narrada no tema: “Seria um sonho se não fosse verdade, Elba Ramalho”.

Mas os donos da festa em Mossoró foram os baianos. Capelinha do Forró foi a grande campeã do XVI Nordestão de Quadrilhas. O tema “Midas – um toque de ouro no São João” mostrou o rei da mitologia grega que transformava tudo em ouro. A quadrilha trocou de figurino no meio da apresentação e emocionou o público com o repertório e a interpretação do marcador e do casal de noivos da quadrilha.

Foi a primeira vez que o estado da Bahia venceu o Nordestão. “Tantos anos de trabalho, de competição e na primeira vez que a Bahia vence no concurso foi justamente aqui em Mossoró. Muito obrigada pelo carinho. Nunca esqueceremos essa cidade que fez uma festa tão linda”, comemorou a noiva da Capelinha do Forró, Valdecy Luzia.

O resultado completo ficou da seguinte forma:

10º – Junina Século XX (SE)

9º – Flor do Mandacaru (MA)

8º – Explosão Estrelar (PI)

7º – Junina Fogueirinha (PB)

6º – Junina Tradição (CE)

5º – Santa Fé (AL)

4º – Coração Nordestino (RN)

3º – Junina São João (RN)

2º – Junina Lumiar (PE)

1º – Capelinha do Forró (BA)