segunda-feira , 25 de setembro de 2017
Home / Cotidiano / Atendimentos no Caps Infantil são suspensos por falta de funcionário para abrir o prédio
Cartaz improvisado pregado no portão do Caps (Foto: Cacau).
Cartaz improvisado pregado no portão do Caps (Foto: Cacau).

Atendimentos no Caps Infantil são suspensos por falta de funcionário para abrir o prédio

Pais de crianças que fazem tratamento no Centro de Atenção Psicossocial Infantil (Caps I) foram surpreendidos com a unidade fechada na manhã desta terça-feira. No portão, um cartaz improvisado informava que o Caps estava fechado porque “não houve quem abrisse”. A suspensão dos atendimentos, denunciam os pais, vem ocorrendo desde o começo do mês de março deste ano por causa da falta de uma equipe de limpeza, problema ainda não solucionado.

“Meu filho tem autismo e precisa do acompanhamento de profissionais como fonoaudiólogos e psicólogos e cada dia que o atendimento é cancelado, o tratamento fica prejudicado. Primeiro, acho um desrespeito fecharem a unidade por falta de quem abra, e a forma como fomos informados também é um deboche”, disse Sidney Barroso.

Além da suspensão dos atendimentos, os pais reclamam da sujeira em que se encontra o prédio e chamam a atenção para o acúmulo de água suja na piscina, que não é usada nas atividades com as crianças. Atualmente, o Caps I está sem um(a) diretor(a) titular.

Questionada sobre o motivo da falta de pessoa que abrisse o Caps I, a gerente executiva de atenção especializada, Hallyda Moura, afirma que o funcionário responsável pelo serviço não justificou o motivo de ter faltado ao serviço nesta terça-feira.

Hallyda Moura conta que ele informou que precisaria faltar na segunda-feira, 11 de abril, e por isso ela mesma abriu e fechou a unidade nos horários, porém, estava acertado que o servidor voltaria ao trabalho hoje. Para manter os atendimentos nesta terça, a gerente afirma que irá pessoalmente abrir a unidade nesta tarde e que a rotina deve voltar ao normal na quarta-feira, 13 de abril.

Já em relação à lotação de Auxiliares de Serviços Gerais (ASGs) para o Caps, Hallyda Moura informa que a Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) encaminhou à empresa terceirizada uma lista de profissionais necessários e aguarda o envio destes para as unidades apontadas.

“A antiga diretora foi aprovada em um processo seletivo em outro Estado e pediu dispensa. Já apresentamos a proposta de assumir a unidade para uma outra profissional e estamos aguardando resposta. Até que uma nova diretora assuma, a diretoria do Caps Infantil continua sendo gerida pela gerente executiva municipal de atenção especializada”, explica Hallyda Moura.

Caps infantl 12-04-2016cc (7)