quinta-feira , 13 de dezembro de 2018
Home / Cotidiano / Arte e bonecas para a resistência: “nem toda Barbie é fascista”
WhatsApp Image 2018-11-24 at 00.38.58

Arte e bonecas para a resistência: “nem toda Barbie é fascista”

A artista plástica Juliana Rosa lançou na semana passada na UFRN, uma exposição acerca de uma temática muito discutida em nossos dias: política. Se arte e política sempre andaram juntas, Rosa utilizou bonecas “Barbie” para chamar a atenção sobre o preconceito, a misoginia, o racismo e a homofobia, assim como a outras formas de cerceamento da liberdade e da expressão individual, garantidas de forma contundente pelo Estado Democrático de Direito.

A mesma explica que a ideia do trabalho surgiu numa atividade em grupo de graduação do Curso de Artes Visuais da UFRN, Projeto Artístico “Como Habita o Homem”, orientado pela professora Sofia Porto Bauchwitz, usaram  “o tema da corrente atual ‘Ninguém solta a mão de ninguém'”.

Assim, após mais de 15 horas corridas de trabalho, correndo a madrugada na pintura corporal, Juliana Rosa se emociona: “realizei um desejo! Fazer artivismo, algo diferente, quebrar estereótipo com bonecas Barbie”. Segundo ela, “Até brinquei no Facebook… Vou provar que nem toda Barbie é fascista”, fala a artista em referência ao perfil faz bastante sucesso com “memes” na atualidade , que é o @barbiefascista.

WhatsApp Image 2018-11-24 at 00.34.49

WhatsApp Image 2018-11-24 at 00.35.25

WhatsApp Image 2018-11-24 at 00.38.58

WhatsApp Image 2018-11-24 at 00.38.58-2

WhatsApp Image 2018-11-26 at 13.37.24
“Eu sou Estilista há 6 anos, formada em Design de Moda e atualmente no curso do meus sonhos! Artes Visuais” diz Rosa.

Em seu instagram @julianarosarte a artista expõe seu trabalho e sua arte engajada. Acesse e confira!