O protocolo é uma proposta de combate à homofobia e faz parte das determinações da Confederação Brasileira de Futebol / Felipe Oliveira/Bahia

Árbitro interrompe jogo por conta de gritos homofóbicos da torcida

O árbitro Thiago Luís Scarascat (SP) interrompeu a partida entre Audax (SP) e Sport pela Taça São Paulo de Futebol Júnior, em Osasco (SP), no último dia 9, por conta de gritos homofóbicos da torcida local. O protocolo é uma proposta de combate à homofobia e faz parte das determinações da Confederação Brasileira de Futebol, desde agosto de 2019.

A arbitragem comunicou aos capitães dos times e convocou o policiamento para tomar as medidas necessárias diante das ofensas.

 

Brasil de Fato