sábado , 20 de abril de 2019
Home / Destaques / Após 1ª vitória, Botafogo encara vice-líder do Argentino pela Sul-Americana
FBL-SUDAMERICANA-BOTAFOGO-NACIONAL

Após 1ª vitória, Botafogo encara vice-líder do Argentino pela Sul-Americana

O Botafogo, que levou quatro partidas para alcançar a primeira vitória na temporada, estreará nesta quarta-feira na Copa Sul-Americana, em duelo com o Defensa y Justicia, vice-líder do Campeonato Argentino, em duelo que acontecerá no Estádio Olímpico Nílton Santos.

O time carioca perdeu duas vezes e empatou outras duas nas rodadas iniciais da Taça Guanabara, só conseguindo ganhar o quinto duelo, com o Boavista por 3 a 0, no último domingo. Gustavo Ferrareis, Erik e Jonathan marcaram na partida.

O resultado fez o Alvinegro terminar em quinto no grupo B da primeira fase do Campeonato Carioca, apenas a frente da Cabofriense. Além do Flamengo, líder da chave, a equipe comandada por Zé Ricardo ficou atrás de Resende, Bangu e do próprio Boavista.

A vitória, no entanto, não aliviou o clima em General Severiano, que foi palco de protesto de torcedores na tarde desta segunda-feira. Foi entregue uma série de reivindicações ao presidente do clube, Nelson Mufarrej, incluindo a demissão de dirigentes e melhor desempenho do time no campo.

Nos bastidores, o Botafogo já se mexeu e contratou o meia Cícero, que estava no Grêmio. O reforço, no entanto, está fora da estreia na Sul-Americana, por não haver tempo hábil para a inscrição. Por outro lado, Zé Ricardo poderá contar com o lateral-direito Marcinho, o zagueiro Marcelo e o meia Luiz Fernando, poupados contra o Boavista.

Do outro lado, estará o Defensa y Justicia, que vive grande fase, ocupando a segunda posição do Argentino, competição em que é o único invicto. A equipe comandada pelo técnico Sebastián Beccacece, antigo auxiliar de Jorge Sampaoli, hoje do Santos, está com 39 pontos, três a menos que o líder, Racing.

O pequeno clube, da cidade de Florencio Varela, na região metropolitana de Buenos Aires, participa pela terceira vez seguida da Sul-Americana. Em 2017, bateu o São Paulo, com direito a vitória no Morumbi, e caiu na segunda fase diante da Chapecoense.

No ano passado, as vítimas foram América de Cali, da Colômbia; El Nacional, do Equador; e Banfield, também da Argentina. A queda veio nas quartas de final, em equilibrado duelo com o Junior Barranquilla, que seria vice-campeão, definido pelo número de gols marcados fora de casa.

O grande nome do Defensa y Justicia na temporada é o atacante paraguaio Matias Rojas, que balançou a rede sete vezes no Argentino e é o artilheiro da equipe. Outra peça importante é o atacante Nicolás Fernández, que vem executando o papel de “falso nove”.

Prováveis escalações:.

Botafogo: Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo, Gabriel e Jonathan; Jean, Alex Santana, Gustavo Ferrareis e Luiz Fernando; Erik e Kieza. Técnico: Zé Ricardo.

Defensa y Justicia: Unsain; Tripichio, Martínez, Barboza e Delgado; Miranda, Togni e Blanco; Rojas, Rius e Fernández. Técnico: Sebastián Beccacece.

Árbitro: Esteban Ostojich (Uruguai), auxiliado pelos compatriotas Miguel Nevas e Horacio Ferreiro.

Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

Agência EFE