quarta-feira , 23 de agosto de 2017
Home / Opinião / Notícias do Interior / Alvanilson Carlos – Notícias do Interior

Alvanilson Carlos – Notícias do Interior

ONDE IREMOS PARAR?

 O atual momento da política brasileira não serve de exemplo em lugar nenhum.  Realmente houve excessos que devem ser corrigidos e a forma de agir dentro do ambiente público deve ter mudanças por necessidade e moralidade, porém um fato nos chama a atenção e tem sido esquecido por todos que são os verdadeiros problemas que o país enfrenta.  Um deles é institucional e político e o outro, o mais doloroso, é a crise econômica, social que envolve saúde, segurança, emprego etc que estão sendo deixados de lado, prejudicando diretamente a população, primordialmente os mais pobres.  E se continuar essa “guerra” de parte a parte iremos marchar para coisas piores com um país dividido e incentivado a criar um ambiente de disputa que não é bom para ninguém.  O pior é que pouca gente está enxergando isso e o acirramento se acentuando de uma forma comprometedora de nossa democracia.

Por esse motivo não entendo o porquê de nossas autoridades, principalmente o judiciário somente se preocupar em querer direcionar suas forças de trabalho para tentar “desmoralizar” a classe política como se todos fossem iguais e nenhum tivesse a competência de realizar bons trabalhos com honestidade e desenvoltura.  Da forma como está sendo colocado na imprensa fica parecendo que temos que abolir a classe política da sociedade e isso é um erro gritante, haja vista, ela ter suma importância no desenvolvimento e no bom funcionamento da nação.  O correto seria punir quem errou sem precisar de tanta mídia, colocando na cadeia quem cometeu crime sem necessitar expor tanto os demais que estão isentos, mas mesmos assim estão sendo, execrados sem nada dever.

O certo é que na sociedade em que vivemos não existe praticamente nenhum ser seja de que classe for que tenha a moral inabalável ou que esteja acima do bem e do mal.  Todos nós erramos e acertamos, somos serem humanos suscetíveis a esse tipo de variação, porém tem uns que tentam errar menos e procuram viver dentro das regras impostas pela sociedade como um padrão exemplar, mas mesmo assim jamais conseguirão serem cem por cento.

Por isso, devemos olhar de forma diferente para esse jogo pesado que se instalou dentro do Brasil. De um lado, os defensores da manutenção de Dilma Rousseff e do PT que dizem lutar contra um “golpe”; do outro a oposição que defende o impeachment em nome da “moralidade” e no meio o judiciário tentando mostrar que possui força e moral comete alguns “equívocos” que fere a constituição antes mesmo de provar os possíveis crimes praticados junto com uma imprensa que estar sem saber de que lado ficar, jogando tudo no “ventilador” para acordar a massa que ainda encontra-se dividida. O grande dilema é: onde iremos parar? Fica a pergunta para quem souber responder.

SITUAÇÃO COMPLICADA

O Brasil vive um momento delicado economicamente e politicamente. E se algo não for feito com urgência iremos marchar para dias piores. Esperamos que haja uma trégua entre os poderes para que tenhamos de volta a normalidade dos fatos e o país comece a retornar a rotina normal. Caso contrário a situação ficará ainda mais complicada e a população sofrerá ainda mais as conseqüências.

MUDANÇA

A mudança de partido mais esperada foi sem dúvida a do presidente da Assembléia Legislativa, Ezequiel Ferreira, que antes tendia a ir para o PPS e de última hora resolveu ir para o PSDB fortalecendo aquela legenda que também recebeu outros deputados estaduais como José Dias, Gustavo Carvalho, Raimundo Fernandes e Márcia Maia e é comanda no estado pelo Deputado Federal Rogério Marinho.

FORTALECENDO

O Governador Robinson Faria também está buscando o fortalecimento do seu partido PSD no estado.  Essa semana também recebeu mais dois filiados importantes, os deputados Carlos Augusto Maia que deixa o PTdoB e o Jacó Jácome que deixou o PMN. Um fato chamou a atenção, Jacó decidiu ficar no PSD e não seguir seu pai que sai também do PMN e foi para o PTN.  Isso mostra como o governo tem a força para atrair aliados.

ASSUMINDO

Segundo o Jornalista Aranfran Peter, o prefeito de Macau, Einstein Barbosa, deverá assumir o comando do PMDB naquele município.  O prefeito conta inclusive com a simpatia dos líderes maiores do partido o Ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves e do Senador Garibaldi Filho. Einstein se assumir o partido terá uma missão árdua que é a de comandar os destinos da legenda na próxima eleição.

 DESEMPREGO

Uma das maiores preocupações da economia no momento é o crescimento galopante do desemprego em todo país.  Ultimamente devido ao fraco desempenho da economia empresas tem fechado as portas e outras tem cortado de forma direta empregos em todos os setores.  Para se ter uma idéia já chegamos a mais de 8% de desempregado em todo país. Um percentual preocupante que deve ser encarado com muita seriedade em função dos rumos que a economia está tomando incentivada pela crise política.

CONCURSO

A prefeita de Riacho da Cruz, Bernadete Rêgo, anunciou essa semana que irá realizar concurso público para preenchimento de vagas de servidores da prefeitura. Uma ótima oportunidade para aqueles que estão buscando um lugar no mercado de trabalho com estabilidade.  Portanto se preparem que em breve sairá o edital.

SEM TEMPO

Se pararmos para observar o que está acontecendo no Brasil, perceberemos que nossas autoridades políticas não estão tendo tempo mais para nada.  Isso porque a situação política se tornou tão complexa,  que os demais problemas se tornaram secundários. A conseqüência de tudo isso é um sofrimento ainda maior da população, principalmente a de baixa renda.

ALVANILSON-CARLOS---NOTICIAS-DO-INTERIOR-20-03