domingo , 21 de outubro de 2018
Home / Destaques / ALCIDES DIAS FERNANDES: UM ILUMINADO – Wilson Bezerra

ALCIDES DIAS FERNANDES: UM ILUMINADO – Wilson Bezerra

De onde vieram os primeiros sonhos e impulsos sobre uma nova educação em Mossoró? Sabe-se ter sido mergulhado na década de 40, quando se arregimentou a tendência para um ensino superior.

Próximo à cidade de Mossoró, Fortaleza e Recife, centros maiores, eram onde existia curso de nível superior de Administração e Finanças. Justamente a cidade do Recife foi recorrida, com indispensável ajuda do doutor Lauro Wanderley, este considerado homem dos sete instrumentos que, pela sua prestimosa disposição, começou os primeiros contatos entre Recife e Mossoró, dando ampla e irrestrita possibilidade de estudo sobre verossimilhança de ensino superior na região.

As ideias surgem e para colocá-las em prática é necessário disposição e boa vontade. O envolvimento de pessoas interessadas contribui para a realização de um projeto, no caso fundar uma Unidade de Ensino Superior. A primeira Unidade nesse gênero em Mossoró partiu de nomes importantes naquele passado, década de quarenta, o próprio doutor Lauro Wanderley, o recifense que foi recorrido como ajuda.

Outros se envolveram na façanha idealista, assim como Renato de Araújo Costa, naquela época acadêmico e empresário de sucesso, homem considerado empreendedor progressista, junto a outras figuras como Costinha de Horácio, que exercia o cargo de Inspetor Federal da Escola de Comércio, este por sinal deu apoio instrumental para estruturação da entidade superior que nascia na região, acatando os insistidos apelos do grande empresário Alcides Dias Fernandes.

A Escola Técnica de Comércio União Caixeiral, fruto da laboriosa luta do empresário Alcides Dias Fernandes, abriu o caminho ao Ensino Superior em Mossoró, com a Faculdade de Economia, sua pedra fundamental, através da qual o professor João Batista Cascudo Rodrigues a lapidou na consolidação de seu sonho em fundar uma Universidade Regional a tomando por termo.

De certo o trabalho incansável do empresário Alcides Dias Fernandes em décadas anteriores. Integrou-se ao grupo industrial da Companhia Tertuliano Fernandes, que na época dominava o comércio interno e externo na industrialização do algodão, verificando que no aspecto

comercial a cidade precisaria de ampliação da qualificação profissional para um futuro que despertava como indispensável ao desenvolvimento da região.

Já na década de sessenta, imbuído desse propósito, trazendo as ideias passadas, somou seu intento com os esforços da nova geração de valores, José Augusto Rodrigues, Vingt-un Rosado, Alcides Mascarenhas, João Batista Cascudo Rodrigues, arregaçou as mangas e os convocou à concretização do ideal de fundar uma Universidade em Mossoró