quarta-feira , 22 de novembro de 2017
Home / Destaques / Agricultores de Umarizal voltam a comercializar em feiras agroecológicas após seis anos de estiagem
Conquista se deu graças às chuvas e às ações realizadas pela Diaconia com o apoio da agência Pão para o Mundo
Conquista se deu graças às chuvas e às ações realizadas pela Diaconia com o apoio da agência Pão para o Mundo

Agricultores de Umarizal voltam a comercializar em feiras agroecológicas após seis anos de estiagem

Após seis anos de estiagem, famílias agricultoras do Oeste Potiguar, vinculadas à Associação de Agricultores e Agricultoras Agroecológicos Oeste Verde (AAOEV), voltarão a comercializar seus produtos nas feiras agroecológicas de Caraúbas e Umarizal, no próximo sábado (19) e segunda-feira (21), respectivamente.

A conquista se deu graças às chuvas dos últimos meses e às ações realizadas pela Diaconia com o apoio da agência de cooperação alemã Pão para o Mundo, através do projeto Vida Plena para o Povo Nordestino.

O retorno às feiras será em ‘grande estilo’: as sete famílias também receberam novas barracas para expor e comercializar seus produtos. À disposição dos frequentadores, estarão hortaliças, frutas, bolos, tubérculos e animais como aves e seus derivados, tudo livre de agrotóxicos.

De acordo com a assessora político-pedagógica da Diaconia, Risoneide Lima, os agricultores/as não veem a hora de voltar a ocupar os espaços de comércio justo e solidário, tão importantes para o sustento das famílias.

“Desde 2011 com a estiagem, essas famílias não conseguiam plantar. O sustento estava vindo dos programas sociais do Governo Federal. Mas com a chegada das chuvas, a situação mudou. Eles conseguiram plantar, ver o verde brotar novamente do chão, e isso devolveu a eles a possibilidade de gerar renda e viver com mais tranquilidade”, disse.

Durante esse intervalo de seca, técnicos/as da Diaconia reforçaram as atividades de acompanhamento e fortalecimento da Associação, assim como incentivaram o desenvolvimento de práticas agroecológicas, mudanças de práticas alimentares para a segurança alimentar da família e comercialização de produtos da agricultura familiar.

A entidade também vem contribuindo para o desenvolvimento das famílias da região através da implementação de dois tipos de cisternas: os reservatórios de 16 mil litros, que armazenam água para o consumo humano; e os de 52 mil litros, voltados à produção e criação de animais.

“Com a água garantida até o próximo período chuvoso, as famílias não devem mais se afastar das feiras. É uma vitória para todos e todas nós”, comemora Lima.

HISTÓRICO – A Associação foi fundada em 2002 por agricultores/as dos municípios de Umarizal, Caraúbas e Lucrécia (RN), e ao longo deste tempo vem sendo acompanhada pela Diaconia.

Atualmente com mais de 20 associados/as, o grupo já conseguiu a aprovação de diversos projetos, como a implantação de áreas produtivas, inserção em feiras agroecológicas e espaços para comercialização institucional, nos programas de Aquisição de Alimentos (PAA) e Alimentação Escolar (PNAE).