quarta-feira , 11 de dezembro de 2019
Home / Opinião / Reflexões Teológicas – Alfredo Riicardo
foto 05 (1)

Reflexões Teológicas – Alfredo Riicardo

MEMORY I

“Quando aflora a tristeza e a dor, fico quieto, e em silêncio, esperando Ele se sentar comigo por alguns instantes…” (Teólogo Ricardo Alfredo)

 

AGRADECIMENTO AOS MEUS AMIGOS, LEITORES.

 

foto 01

 

Não chamo de leitores, mais de amigos, que vem dia a dia, mês a mês, ano a ano, acompanhado nossa coluna neste jornal. Gostaria de neste momento falar individualmente, e pedir permissão para chama-lo de você. Que é alguém especial, é alguém que sempre está em busca da transformação de uma sociedade, que a cada dia se torna mais egoísta, doente e esquecida dos verdadeiros princípios que rege a vida. E assim, em profundo transtorno, fixa-se num fundo de uma casa isolada por altos muros ou um apartamento frio e distante da vida.

Quando acompanhamos lendo, ouvido ou mesmo assistido a alguém, ou a algo, é porque nossa ideia de legitimidade tem se concluído diante daquele que questionamos, averiguamos e analisamos. Assim é o bom leitor, meus amigos, vocês são a marca maior de um mundo melhor, onde as pessoas não são robotizadas, iludidas e transformadas em massa de manobra.

A leitura tem esse dom, transformar a realidade, e nossos textos, que adentram todas as áreas da humanidade, vem, pouco a pouco, criando um mundo onde as pessoas passaram a analisar e ter percepção da realidade que o cerca, tanto a social, como a política e religiosa. E por isso, sou grato como escritor, ao receber diversas críticas construtivas, aplausos e elogios. O primeiro tenho recebido com serenidade, os últimos tenho deixado aos pés da cruz de Cristo, minha maior glória.

Quando começo a escrever, posso sentir, o clamor das injustiças, dos que choram, dos querem ser amados, dos que apenas desejam ter paz. E você estimado leitor/amigo diante de um quadro ou janela aberta pela internet, que invade sua casa todos os dias com centenas ou milhares de mensagens, vê neste humilde escrivão, desta província, a possibilidade de manifestação dos seus anseios de mudança, tanto nas políticas públicas, na forma de justiça, assim como nas religiões caóticas e materialistas.

Com o coração cheio de alegria, mais coberto pela responsabilidade de ensinar, pois o grande mestre, Cristo Jesus, nos provocou ao afirmar: “quem de vós ensinar de forma errada, sua parte será tirada do reino eterno”.  Então, nessa missão, de construir e desconstruir ideias, tenho como base o reino de Deus e a cidadania eterna é que buscamos um equilíbrio entre o mudo que se apresenta e a realidade vindoura.

Quero, sinceramente, agradecer, ao jornal, pela paciência e o amor demonstrado nestes anos, aos meus amigos leitores, pela tolerância, pela sinceridade de ler e analisar cada palavra escrita, pelo acompanhamento semanal desta coluna, e pelas ideias lançadas. Também quero agradecer aos meus amigos de infância, a ex-alunos, familiares, colegas de trabalho, sem os quais não existira motivo desta coluna e nem razão de dedicar boa parte de minha vida.

Jamais esqueceria de agradecer ao meu Rei Eternal, Cristo Jesus, que nos momentos mais duros da minha vida, posso ouvir sua suave voz me acalmando e dizendo: não tenha medo, Estou aqui segurando sua mão. E por este motivo, serei melhor hoje do que ontem, pois tenho em vista, a maior recompensa, que é o reino que nunca acaba. Obrigado.

 

MEMORY II

“Às vezes o amor desencanta” (Escritor: Ricardo Alfredo)

O VERDADEIRO NATAL DO CRISTO

Há muito tempo o natal vem sendo desestruturado em seu real sentido. E passou a ser apenas uma festa materialista e de troca de presentes. Por outro, ainda há tempo de revemos os verdadeiros valores do natal e sua mensagem a humanidade.

O apelo comercial no natal, tem superado o verdadeiro do natal e promovido apenas o consumismo e não a fé e caridade, como previu o professor John Piper ao afirmar: “A marca da cultura de consumo é a redução do ‘ser’ para o ‘ter’. ”

Quando o fim do ano se aproxima a emoção da passagem do ano e o natal, afloram com o sentimento da busca da paz, da alegria e da satisfação de viver.  E dentro das emoções, o sábio comércio, busca soluções de venda a qualquer custo, não se importando com o verdadeiro sentido do natal do Cristo, apenas de olho nas vendas e nos lucros. Claro que não é pecado ou coisa parecida querer lucrar, mais a loucura do ter é a causa da ruina de uma nação.

O natal é a alegria de um nascimento especial, o menino jesus, que veio aos homens com a mensagens de igualdade, amor e libertação. E que no campo da emoção veio trazer paz, esperança e alegria para a humanidade.

Paradoxalmente, o messias prometido aos homens, para salva-los é esquecido no seu aniversário e o natal (festa do seu nascimento), ou seja, a festa espiritual da libertação é trocada pela festa comercial do poder aquisitivo, do comprar, do possuir.

O mundo deveria lembrar que o natal é o presente de Deus a humanidade, é o verbo que se fez carne e habitou entre nós, cheio da graça de Deus e de verdade. E a maior prova do amor de Deus para com a humanidade.  O natal é o cumprimento profético de João Batista, que afirmou: “Deus amou (a nós) de tal maneira que deu o seu filho unigênito (Jesus), para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16).

A essência do natal é dar ao próximo o mesmo amor que Cristo nos dispensou. Mesmo sendo todos pecados e excluídos da gloria de Deus, ele se encanou em forma de homem e foi obediente a te a morte, morte de Cruz. Cumprindo a profecia que afirmou: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. ” (Isaías 9:6).

 

Todavia, todos anos, no período do natal, ouve-se burburinhos de pedidos de presentes, o corre, corre, nas lojas, as mesas fartas. Porém, o natal do Cristo é deixado de lado, esquecido, troca pelo prazer de momento.

 

O natal do Cristo está com as crianças que choram em busca de pão, em busca de um lar, a procura de um afeto, de uma palavra de amor. O natal do Cristo está em baixo das pontes, com os desamparados sociais, nas favelas, nas vielas, nas noites escuras. O natal do Cristo é o renascimento do amor ao próximo. Da caridade sem altivez, da esperança alcançada. O natal do Cristo, são corações renascendo dentro do amor, da paz e da esperança.

O natal do Cristo, é o momento de perdão, onde a sublime alegria, supera a tristeza e as amarguras, e a fé é renovada.

O natal do Cristo, é o presente de Deus anunciado aos homens em todos os tempos. Onde os profetas indicaram a presença do santo menino entre homens e se cumpriu nas seguintes passagens Bíblicas:

‘1- Jesus nasceria da semente da mulher – Gênesis 3.15 – (Gl 4.4);

2- O Messias seria descendente de Abraão – Gênesis 12.3 –  em Mt 1.1;

3- O Messias seria descendente de Isaque – Gênesis 17.19 – (Lc 3.34);

4- O Messias viria da tribo de Judá – Gênesis 49.10 – (Lc 3.33);

5- O Messias herdaria o trono de Davi – Isaías 9.7 – (Lc 1.32,33);

6- O Messias seria ungido e eterno – Salmos 45.6,7; 102.25-27 – (Hb 1.8-12).

Portanto, o natal é a esperança, e está nascendo em cada coração de um dia estamos frente a frente com o Reino e arquiteto do universo e ouvimos sua voz a diz; vinde bendito de meu pai e recebei o reino eterno como fruto do seu amor e de sua compaixão. Pois tive sede deste-me de beber, teve fome, deste-me de comer, estava preso e foste me vista.

E jamais esqueçamos a mensagem dos anjos no primeiro natal: “Novas de grande alegria para todos”, continua muito atual, pois JESUS CRISTO é o verdadeiro sentido do NATAL!

 

CONVITE – Academia Mossoroense de Letras

 

foto 02

 

APRENDIZADO I

Eis que logo ali, está o Natal, momento de festas, comidas, lembranças de vitórias, lagrimas deixadas ao vento, olhares perdidos e distantes, tristezas profundas, amores esquecidos, porem acima de tudo natal é esperança de um novo dia, um novo recomeço e de vitórias contra as águas turbulentas e de provação que a vida tem. Mas, natal é a ressureição do Cristo vivo dentro de cada um, amor esse, espalho pela bondade e pela generosidade para como próximo. (Teólogo Ricardo Alfredo)

 

LIÇÕES DA VIDA I

As Pegadas De Deus

– Você acha que Deus existe? – Perguntaram a um beduíno.

– Pois é claro.

– E como você sabe? Já o viu?

Convidando o interlocutor a sair da tenda, mostrou-lhe algumas pegadas na areia:
– O que significa isso?

– Ora, alguém passou por aqui.

– Do mesmo modo, olhando ao meu redor e vendo tantas maravilhas da natureza, vejo que Deus passou por aqui. São traços da sua existência.

Palavra de vida: Os céus proclamam a glória de Deus.

 

 

PENSAMENTO I

“Às vezes é preciso gritar em silêncio, para não ser ouvido” (Teólogo: Ricardo Alfredo)
CULTO DE GRATIDÃO

 

foto 03

 

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Rio Doce, liderado pelo Pastor Sérgio Costa realizará no dia 05/12 o culto de gratidão pelo 12º aniversário do templo, e pelos 3 anos atividades pastorais.

O Culto de Gratidão de gratidão contará com a presença do Pastor Alfredo Luiz de Melo, supervisor do campo eclesiástico da IEADERN de Assu.

No louvor terá participação do Cantor Ananias Pereira.

 

LIÇÕES DA VIDA

Olhe para mim… olhe nos meus olhos,

Olhe para mim… olhe para minha alma,

Estou mudando… deixando de lado, coisas pequenas, sentimentos inúteis.

Eu estou mudando…

Lutando contra tudo… mais estou mudando…

Mudando de uma maneira que não tem como voltar…

E tudo indica que essa mudança está me fazendo melhor do que sou…

Estou buscando uma maneira de compreender… e aceitar essa mudança.

Mais ainda busco uma mão. Uma mão, que possa me ajudar.

Agora, comecei a ver as coisas bem claras, como antes não podia ver.

A vida toda busquei, procurei, investir no que sentia falta…

Quantas pessoas que amei deixei de lado,

Quantas noites escuras…. Tenho visto,

Andei em caminho que não conheci… E lá nada tinha a ser encontrado,

Foram tantos anos… tão escuros… noites frias… sem calor,

E isso pode tornar alguém sombrio, sem vida,

Vejo agora com tanta clareza que fico plasmo… parado ali, só olhando,

Estou mudando…

Serei melhor. (Escritor: Ricardo Alfredo)

 

PENSAMENTO II

“Os mais experientes na vida, dizem que a tudo o tempo apaga. Estranho, dessa vez não apagou” (Teólogo: Ricardo Alfredo)

 

LANÇAMENTO

 

foto 04

 

TESOURO DA ESCRITURA QUE AS IGREJAS DEVERIAM ENSINAR

1- Eis que assim declara o Eterno: “Visto que este povo se chega junto a mim apenas com palavras sem atitude, e me honra somente com mover dos lábios, enquanto seu coração está muito distante da minha pessoa. E a adoração que me prestam é constituída tão somente de regras e doutrinas criadas por homens, (Isaías 29:13)

 

2- O meu povo vem a ti, como costuma fazer, e se assenta para ouvir a tua pregação, mas não coloca a Palavra em prática. Com a boca eles chegam a expressar louvor e devoção, mas o coração dessa gente dá mais importância ao lucro, estão ávidos por ganhos injustos.  (Ezequiel 33:31)

 

3- Jesus viu Natanael se aproximando e disse a seu respeito: “Eis um verdadeiro israelita, em quem não há falsidade! ” (João 1:47)
4- Portanto, “quem quiser amar a vida e ver dias felizes, refreie a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade; (1 Pedro 3:10)

 

Parem de ensinar coisas vãs, dogmas estranhos, que levam o povo a loucura e a sair da realidade do reino de Deus.

Comecem a praticar e ensinar a bondade de Deus e sua misericórdia para com os que sofrem.

Ensinem, a terem um espirito de misericórdia e não de perseguição com os mais fracos.

Sejam honestos com as coisas de Deus e com seus filhos.

 

DAS MAIS LINDAS CANÇÕES BRASILEIRA

Confissão – Roberto Carlos

Eu só queria saber de você
E se você vive mesmo sem mim
Pois eu ainda não te esqueci
Em cada amor eu procuro você
Só sei que isso é mais forte que eu
Vem pelo corpo, na pele e na voz
E cada vez que eu tentei te esquecer
Só consegui ainda mais te querer

Mas essas coisas de amor são assim
Eu nem sei se você pensa em mim
Mas eu queria saber de você

Eu só queria dizer pra você
Que ninguém mais vai te amar como eu
Sei que seu corpo ainda é só meu
Pois tem segredos que somente eu sei

Mas eu não vim te pedir pra voltar
Eu não quero sofrer outra vez
Só queria saber de você

Mas eu não vim te pedir pra voltar
Eu não quero sofrer outra vez
Só queria saber de você

PENSAMENTO III

“Se dois amigos pedirem para você julgar uma disputa, não aceite, porque você irá perder um amigo; por outro lado, se dois estranhos pedirem o mesmo, aceite, porque você irá ganhar um amigo”. (Teólogo: Santo Agostinho)

 

 

AD MADUREIRA – CAMPO DE MOSSORÓ REALIZARÁ O CULTO EM AÇÃO DE GRAÇAS PELO 4° ANIVERSARIO DE EMANCIPAÇÃO DO CAMPO.

 

foto 05 (1)

 

No dia (30) de Novembro, será realizado na Catedral da Assembleia de Deus um grande Culto em Ação de Graças pelo 4° ano de Emancipação do Campo de Mossoró que está sob a direção do Pr. Fabiano Maia.

A programação inicia-se às 16h com o batismo e logo após às 18h o Culto de gratidão ao nosso Deus pelas maravilhas que temos contemplado nestes quatro anos, consagração de obreiros e o esperando sorteio da moto.

Louvando e adorando ao nosso Deus estará a irmã Kátia (Serra do Mel-RN), os ministérios de louvor Dunamis, Além do Véu e Cadem.

Os corais da CIBEM, UMADEM, UCADEM e DEVADEM.

Ministrando a palavra do nosso Deus o nosso Pr. Fabiano Maia (Presidente do Campo Mossoró).

 

PENSAMENTO III

“O que o mundo precisa da igreja e de você, é a alegria invencível no meio do sofrimento e da tristeza.” (Teólogo; John Piper)

 

DAS MAIS LINDAS CANÇÕES CRISTÃS

Ensina-me a Esperar – Feliciano Amaral

Os que esperam no Senhor
Renovarão suas forças
Subirão com asas de águias
Correrão e não cansarão
Caminharão sem fatigar
Oh, Senhor, dá que eu saiba esperar

Dá que eu saiba esperar
De joelhos imploro
Até que tu mesmo, direto respondas
Dá que eu possa realizar
O que outros fazem
E esperam orando por ti, ó Senhor

Os que esperam no Senhor
Renovarão suas forças
Subirão com asas de águias
Correrão e não cansarão
Caminharão sem fatigar
Oh, Senhor, dá que eu possa esperar

 

O CULTO EM AÇÃO DE GRAÇAS PELO ANIVERSÁRIO DO PASTOR FRANCISCO CÍCERO DE MIRANDA.

 

foto 06

 

A A. D. de Mossoró, realizará no dia, 16 de dezembro do ano corrente, o culto de ação de graças pelo aniversário do Pastor Francisco Cícero de Miranda. O culto de gratidão será realizado no templo sede da IEADERN de Mossoró.

 

PENSAMENTO V

“O mundo precisa do exemplo do Cristo, e não, de filosofias humanas nas igrejas”. (Teólogo: Ricardo Alfredo)

 

POEMAS – CLÁSSICOS DAS POESIAS

Por que existe o Mal e o Sofrimento Humano? – Leandro Gomes de Barros

Se eu conversasse com Deus
Iria lhe perguntar:
Por que é que sofremos tanto
Quando se chega pra cá?
Perguntaria também
Como é que ele é feito
Que não dorme, que não come
E assim vive satisfeito.
Por que é que ele não fez
A gente do mesmo jeito?

Por que existem uns felizes
E outros que sofrem tanto?
Nascemos do mesmo jeito,
Vivemos no mesmo canto.
Quem foi temperar o choro
E acabou salgando o pranto?

 

Uma reflexão da poesia (Por que existe o Mal e o Sofrimento Humano? – Leandro Gomes de Barros) a luz da Bíblia

 

Diz o apóstolo Paulo: Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo; por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.

Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Dificilmente, alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer. Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida; e não apenas isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem recebemos, agora, a reconciliação. (Romanos 5:1-4,6-11)

 

PENSAMENTO VI

“Sem amor a personalidade humana se desintegra e morre. ” (John Stott)

 

ACONTECEU ….

 

foto 07

 

Nos dias 23 e 25 de novembro aconteceu o impacto jovem na A.D. de São Vicente. A festividade tem como coordenador Pastor Jesean Alves, com participação especial dos cantores Socorro Silva e Banda (Parelhas), Eliezer de Jesus (Natal) entre outros. A pregação da palavra de Deus será pelo Dc. Isaac Oliveira (Santa Cruz), Pastor Eliel da Paraíba.

 

 

PROFISSÃO DE FÉ

 

foto 08

 

A A.D. Mossoró – RN realizará em dezembro no templo sede o último batismo do ano.

 

SEMANA DO EVANGÉLICO EM TIBAU-RN.

 

foto 09

 

Nos dias 27 e 30 da última semana de novembro será comemorada a do evangélico em Tibau-RN. Com o apoio das igrejas evangélicas do Tibau a cantora Alice Maciel e Banda terá participação especial.

 

FESTA DA A.D.

 

foto 10

 

 

REFLEXÃO – uma análise da boa semente

Em profunda gratidão, numa ode, o rei Davi relata as maravilhas de Deus e os milagres em sua vida, assim como na vida de Israel. E diante das vitórias, o rei expressa o seu cântico:  “Cântico de triunfo comemorativo” que relata neste salmo a história de um homem com seu coração cheio de devotado a Deus e integridade para com o seu verdadeiro rei, Jesus Cristo.

 

Salmo 18 – o Senhor minha força

1 – Eu te amo, ó SENHOR, força minha.

2 – O SENHOR é a minha rocha, a minha cidadela, o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo em que me refúgio; o meu escudo, a força da minha salvação, o meu baluarte.

3 – Invoco o SENHOR, digno de ser louvado, e serei salvo dos meus inimigos.

4 – Laços de morte me cercaram, torrentes de impiedade me impuseram terror.

5 – Cadeias infernais me cingiram, e tramas de morte me surpreenderam.

6 – Na minha angústia, invoquei o SENHOR, gritei por socorro ao meu Deus. Ele do seu templo ouviu a minha voz, e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos.

7 – Então, a terra se abalou e tremeu, vacilaram também os fundamentos dos montes e se estremeceram, porque ele se indignou.

8 – Das suas narinas subiu fumaça, e fogo devorador, da sua boca; dele saíram brasas ardentes.

9 – Baixou ele os céus, e desceu, e teve sob os pés densa escuridão.

10 – Cavalgava um querubim e voou; sim, levado velozmente nas asas do vento.

11 – Das trevas fez um manto em que se ocultou; escuridade de águas e espessas nuvens dos céus eram o seu pavilhão.

12 – Do resplendor que diante dele havia, as densas nuvens se desfizeram em granizo e brasas chamejantes.

13 – Trovejou, então, o SENHOR, nos céus; o Altíssimo levantou a voz, e houve granizo e brasas de fogo.

14 – Despediu as suas setas e espalhou os meus inimigos, multiplicou os seus raios e os desbaratou.

15 – Então, se viu o leito das águas, e se descobriram os fundamentos do mundo, pela tua repreensão, SENHOR, pelo iroso resfolgar das tuas narinas.

16 – Do alto me estendeu ele a mão e me tomou; tirou-me das muitas águas.

17 – Livrou-me de forte inimigo e dos que me aborreciam, pois eram mais poderosos do que eu.

18 – Assaltaram-me no dia da minha calamidade, mas o SENHOR me serviu de amparo.

19 – Trouxe-me para um lugar espaçoso; livrou-me, porque ele se agradou de mim.

20 – Retribuiu-me o SENHOR, segundo a minha justiça, recompensou-me conforme a pureza das minhas mãos.

21- Pois tenho guardado os caminhos do SENHOR e não me apartei perversamente do meu Deus.

22 – Porque todos os seus juízos me estão presentes, e não afastei de mim os seus preceitos.

23 -Também fui íntegro para com ele e me guardei da iniquidade.

24 – Daí retribuir-me o SENHOR, segundo a minha justiça, conforme a pureza das minhas mãos, na sua presença.

25 – Para com o benigno, benigno te mostras; com o íntegro, também íntegro.

26 – Com o puro, puro te mostras; com o perverso, inflexível.

27 – Porque tu salvas o povo humilde, mas os olhos altivos, tu os abates.

28 – Porque fazes resplandecer a minha lâmpada; o SENHOR, meu Deus, derrama luz nas minhas trevas.

29 – Pois contigo desbarato exércitos, com o meu Deus salto muralhas.

30 – O caminho de Deus é perfeito; a palavra do SENHOR é provada; ele é escudo para todos os que nele se refugiam.

31 – Pois quem é Deus, senão o SENHOR? E quem é rochedo, senão o nosso Deus?

32 – O Deus que me revestiu de força e aperfeiçoou o meu caminho,

33 – ele deu a meus pés a ligeireza das corças e me firmou nas minhas alturas.

34 – Ele adestrou as minhas mãos para o combate, de sorte que os meus braços vergaram um arco de bronze.

35 – Também me deste o escudo da tua salvação, a tua direita me susteve, e a tua clemência me engrandeceu.

36 – Alargaste sob meus passos o caminho, e os meus pés não vacilaram.

37 – Persegui os meus inimigos, e os alcancei, e só voltei depois de haver dado cabo deles.

38 – Esmaguei-os a tal ponto, que não puderam levantar-se; caíram sob meus pés.

39 – Pois de força me cingiste para o combate e me submeteste os que se levantaram contra mim.

40 -Também puseste em fuga os meus inimigos, e os que me odiaram, eu os exterminei.

41 – Gritaram por socorro, mas ninguém lhes acudiu; clamaram ao SENHOR, mas ele não respondeu.

42 – Então, os reduzi a pó ao léu do vento, lancei-os fora como a lama das ruas.

43 – Das contendas do povo me livraste e me fizeste cabeça das nações; povo que não conheci me serviu.

44 – Bastou-lhe ouvir-me a voz, logo me obedeceu; os estrangeiros se me mostram submissos.

45 – Sumiram-se os estrangeiros e das suas fortificações saíram, espavoridos.

46 – Vive o SENHOR, e bendita seja a minha rocha! Exaltado seja o Deus da minha salvação,

47 – o Deus que por mim tomou vingança e me submeteu povos;

48 – o Deus que me livrou dos meus inimigos; sim, tu que me exaltaste acima dos meus adversários e me livraste do homem violento.

49 – Glorificar-te-ei, pois, entre os gentios, ó SENHOR, e cantarei louvores ao teu nome.

50 – É ele quem dá grandes vitórias ao seu rei e usa de benignidade para com o seu ungido, com Davi e sua posteridade, para sempre.”

 

Esboço de Salmos 18:

18.1 – 3: Declaração de amo ao Senhor

18.4 – 15: A vinda de Deus em socorro do seu servo

18.16 – 20: O livramento de quem Nele espera

18.21 – 28: O método de viver de Davi

18.29 – 45: O Deus que torna o homem capaz

18.46 – 50: Cântico de exaltação pela libertação

Interpretação e significado do Salmo 18

No Salmos 18, encontramos o rei Davi em profundo louvor de adoração e exalta ao nome do Senhor Deus pelos livramentos durante as guerras com seus inimigos.

Numa análise teológica é fácil identificar que o salmo 18 é uma reedição do livro de 2 Samuel 22. Todos os teólogos chegaram a conclusão que a ideia de Davi em reeditar do livro de Samuel para salmos era fixar na historias as vitorias e a gloria de Deus.

O interessante é que o Rei Davi reconhece que tudo que aconteceu em sua vida foi causado pela intervenção divina e por amor de Deus. E assim ele declara: “Eu te amo, ó Senhor, minha força”.

Este salmo tem como forma didática ensinar ao homem que Deus responde aos fiéis: “Ao fiel te revelas fiel, ao irrepreensível te revelas irrepreensível, ao puro te revelas puro, mas com o perverso reages à altura. Salvas os que são humildes, mas humilhas os de olhos altivos”.

Em outra passagem o rei esclarece que a sua vitalidade e vigor vem de Deus: “Torna os meus pés ágeis como os da corça, sustenta-me firme nas alturas. Ele treina as minhas mãos para a batalha e os meus braços para vergar um arco de bronze”.

Portanto, este salmo busca mostrar um modelo de cântico de gratidão a Deus por ser o Deus de todas as coisas, assim como, o Deus que manifesta a sua bondade e amor.