quarta-feira , 26 de setembro de 2018
Home / Destaques / 550 mil pessoas foram assassinadas no Brasil nos últimos dez anos
1102475-ex

550 mil pessoas foram assassinadas no Brasil nos últimos dez anos

De acordo com dados do Datasus, banco de dados do Ministério da Saúde, o total de homicídios nesse período – que se aproxima das 550 mil ocorrências – supera a população de cidades com população de 500 mil habitantes, de acordo com a última estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Nesses dez anos, apenas em 2007 o país apresentou número de homicídios menor do que os 50 mil. Em 2012, 2013, 2015 e 2016 os valores ficaram perto dos 60 mil casos por ano. Já em 2014 aconteceu um pico de homicídios no período: foram quase 60.500 assassinatos. De 2007 a 2016, houve um crescimento de 20,2% no número de assassinatos no país.

Oito unidades da federação têm menos homicídios por 100 mil habitantes do que a média brasileira: São Paulo (9,5), Santa Catarina (14,2), Minas Gerais (21,5), Piauí (22,1), Rio de Janeiro (23,5), Mato Grosso do Sul (24,9), Distrito Federal (26,9) e Paraná (27,3). Na liderança no ranking de mortes, o Sergipe aparece com 64,8 mortes por 100 mil habitantes em 2016, seguido por Alagoas (54,1), Rio Grande do Norte (53,2) e Pará (50,9).

São Paulo, vem apresentando queda no indicador nos últimos anos: entre 2007 e 2016, a queda foi de 33,9%. A taxa de homicídios paulista caiu de 21,9 por 100 mil habitantes em 2005 para 9,5 em 2016 – tornando-se o primeiro estado do país a ter um índice de um dígito na história recente.

No Rio Grande do Norte, o aumento vem desde o começo do século. À exceção de apenas três anos – 2002, 2004 e 2015 –, o estado vem apresentando em média 14,2% de crescimento na quantidade de assassinatos por ano. Em todo o período, foram pouco mais de 14 mil mortes somente nesse estado. Se compararmos 2007 com 2016, o aumento foi de 211%. A taxa de homicídios do estado disparou de 13,5 por 100 mil habitantes em 2005 para 53,2 em 2016. Há um grave problema relacionado ao sistema prisional que pode ter impactado nos maus resultados

A Bahia é hoje o estado com o maior número absoluto de homicídios no país. Foram 6.097 mortes em 2016, 67% a mais do que dez anos antes.

Pernambuco foi onde houve um recuo no número de assassinatos até 2013, ocorreu uma mudança de tendência. Hoje o estado é o que registra o segundo maior número de homicídios – foram 4.396 em 2016, contra 3.121 em 2013, uma alta de 40%.