domingo , 24 de março de 2019
Home / Opinião / Notas da Redação / Notas da Redação

Notas da Redação

SUBISTITUIÇÕES
Em todo o Brasil, tanto em nível federal como nos governos estaduais, os Diários Oficiais estão circulando com centenas e até milhares de demissões e nomeações. O número maior de alterações acontece no Governo Federal, onde o novo presidente, Jair Bolsonaro, substituirá todos os auxiliares do governo de Michel Temer.

PENTE-FINO
A equipe de Bolsonaro pretende fazer um pente-fino nas próximas semanas no que chama “aparelhamento” dos bancos federais, como Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, nas gestões do MDB e do PT. Relatórios apontarão quem é quem em cargos com salários entre R$ 30 mil e R$ 60 mil e quem está somente por apadrinhamento político.

SALÁRIO MÍNIMO
O primeiro decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e publicado na terça-feira (1º) em edição extra do “Diário Oficial da União” fixou o salário mínimo em R$ 998 neste ano. O valor atual é de R$ 954. Com isso, o valor ficou abaixo da estimativa que constava do orçamento da União, de R$ 1.006, proposto por Michel Temer

SECRETÁRIOS
Enquanto o presidente Bolsonaro empossou seus ministros, ontem, logo após assumir o cargo, no Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra empossará os secretários estaduais na tarde desta quarta-feira (2). A cerimônia acontecerá às 14h30 na Escola de Governo, no Centro Administrativo do Estado, em Natal.

PROMESSAS
O ex-governador Robinson Faria havia prometido mais assistência à saúde, inclusive despachando frequentemente no Hospital Walfredo Gurgel. A governadora Fátima prometeu criar rede de policlínicas para atendimentos especializados em ortopedia, cardiologia, ginecologia, para desafogar os hospitais estaduais.

CALAMIDADE
Entre as primeiras medidas a ser adotada pela governadora Fátima Bezerra está o de declarar estado de calamidade financeira no Rio Grande do Norte. A dívida atual do Estado é superior a R$ 2,8 bilhões de reais e, dificilmente, a governadora conseguirá superar essas dificuldades a curto prazo. Quando ao funcionalismo, nada ainda a adiantar.

APROVAÇÃO
O decreto declarando estado de calamidade financeira no RN terá que ser aprovado pela Assembleia Legislatia, que se encontra em recesso. Fátima não adiantou se fará a convocação extraordinária, mas terá de fazê-lo, pois pretende submeter aos deputados estaduais outros decretos, como o que estabelece providências de custeio.

SERVIDORES
Repetindo o mesmo que seus antecessores fizeram, vai determinar o retorno aos órgãos de origem dos servidores civis e militares cedidos, instituir horário excepcional de expediente no Executivo, além de instituir uma mesa de negociação permanente com os servidores públicos.

LÍDER
O deputado estadual George Soares será o líder do governo na Assembleia Legislativa. George declarou ter ficado surpreso com o convite de Fátima e considera o ajuste das contas públicas como o maior desafio do novo governo, defendendo uma reforma tributária e fiscar urgente. O novo governo prepara pacote de medidas sobre o assunto.

UNIÃAAAAAO
O presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, defende a união dos deputados, membros do Poder Judiciário, do Ministério Público, do Tribunal de Contas, da Defensoria Pública, entidades representativas da sociedade,como única maneira de vencer as dificuldades atuais. “Sem essa união, chegaremos rapidamente a uma situação de gravidade imprevisível e de governabilidade insustentável”, afirmou.